basquete

NBA EM DESTAQUE

Olá queridos leitores do Major Spots Blog. Estamos aqui para falar dos destaques da NBA, após um mês de jogos na liga. Falaremos dos destaques e também tentaremos fazer algumas projeções.

DESTAQUES DO LESTE

Quem em sã consciência, diria que após um mês de liga os Celtics teriam o melhor recorde (16 – 2) com direito a uma sequência de 16 vitórias consecutivas sem o Gordon Hayward? Creio que ninguém. A pergunta a se fazer é: quais motivos estão levando o time do Brad Stevens a essa marca? O time tem feito em média 102,9 pontos por noite, uma marca razoável para os padrões da NBA. Como era de se esperar, Irving chegou para somar e liderar o time. São quase 22,5 pontos por noite e mais de 5 assistências de média na atual temporada. Até aí, não temos nada de anormal. O que vem assombrando são os desempenhos dos garotos Jaylen Brown, que além de contribuir com 16,2 pontos por noite nesta temporada, tem se mostrado ser um marcador implacável, vide alguns lances dele no jogo contra os Warriors, onde ele contribuiu a reduzir a pontuação do Curry a míseros 9 pontos e do novato Jason Tatum, que tem mostrado um bom repertório ofensivo, além de muita paciência na seleção dos arremessos. A defesa dos verdes no total tem cedido apenas 94.8 pontos por jogo. É uma marca excelente!!! Nesta semana os verdes terão uma sequência de jogos na estrada contra Heat, Magic e Pacers par tentar manter a sequência de vitórias a liderança da conferência

3

O meu segundo destaque no Leste vai para o time dos Pistons, que ocupa a terceira posição na conferência com uma campanha de 11–6. O quinteto inicial do time é formado por Jackson, Bradley, Johnson, Harris e Drummond. Da temporada passada para essa o time perdeu o Morris, que foi para Boston e o KCP que foi para os Lakers. O Avery Bradley dos Celtics chegou para ajudar na pontuação e principalmente na defesa. O que mudou de um ano para o outro? O KCP é um bom jogador, dono de um bom arremesso, mas as vezes inconstante. Chegou o Bradley, que também é conhecido por ser um dos melhores defensores da liga, além de contribuir com 17.2 pontos por jogo (12,3 pontos de média na carreira). O Tobias Harris tem contribuído com 18,7 pontos por noite, maior marca da carreira (14 pontos de média nos anos anteriores). Para completar a sequência de maiores marcas da carreira, a marca 15 + rebotes e 13,5 pontos do Drummond.

4

Para fechar os destaques do Leste, vamos falar sobre o “queridinho” e atual segundo time de todos os torcedores da liga, os 76ers (9–7). O Patinho Feio durante as últimas temporadas da liga virou um time agradável e leve de se ver jogando. Com um quinteto titular formado por Simmons, JJ Redick, Covington, Saric e Embiid o time dos 76ers tomou uma nova forma. O projeto tank, apesar dos seus erros, mostrou acerto com as escolhas do Saric, Embiid e do Simmons, sendo que os dois últimos perderam uma temporada inteira por contusão. Simmons é um armador atlético, alto e forte, capaz de infiltrar, arremessar de média distância, atacar a cesta e dar belas assistências para os seus companheiros. As médias dele na temporada de calouro são de 18,7 pontos (com raros arremessos do perímetro), 9,2 rebotes e 7,6 assistências. Um jogador desse porte é capaz de mudar o rumo de uma franquia na liga e isso é o que vem acontecendo com os 76ers. Joel Embiid (22,3 pontos e 10,9 rebotes de média na season) na temporada passada deu um aperitivo do seu basquete. Um “cincão” alto, ágil, atlético, talentoso e dono de um bom arremesso para a posição: Também possui um bom trabalho de pernas (foot Work). Com exceção ao Simmons, os outros 4 titulares são jogadores com um bom arremesso do perímetro, principalmente o Reddick e o subestimado Covington (16,5 pontos de média na temporada) com 3,6 acertos em 7,4 tentativas, o que dá 47,9% de acerto. No Sábado passado o time teve um teste de fogo contra os Warriors, onde tiveram um primeiro tempo mágico!!!! 74 pontos nos dois primeiros quartos e uma vantagem de 22 pontos no intervalo. Veio o segundo tempo e a defesa, que é o calcanhar de Aquiles do time, cedeu 72 pontos e o time em média cede 110 pontos por jogo. O time mostra uma facilidade na transição ofensiva, mas tem dificuldade na transição defensiva. Neste jogo contra os Warriors, no momento em que o time começou a forçar bolas, sem um rebote estabelecido, virou uma presa fácil, principalmente nos momentos em que esse shooter era o Embiid. Diante do talento que vemos nesse time, é muito difícil que ele fique fora dos playoffs.

5

 

DESTAQUES  DO OESTE

Na conferência Oeste, Warriors e Rockets com 13 vitórias e 4 derrotas dividem a liderança da divisão, seguidos pelo desfalcado San Antonio Spurs (11–6), que segue com os desfalques do Kawhi Leonard e do Tony Parker. Eis que na quarta posição surgem o Denver Nuggets e o Minnessota Timberwolves com o recorde atual de 10 vitórias e 7 derrotas. O Nuggets é dono do 7º melhor ataque da liga, com uma média de 108.8 pontos por jogo e é o líder em rebotes ofensivos da liga. Muitos desses números se devem ao Nikola Jokic. O gigante sérvio vem jogando muita bola desde a temporada passada. Ele consegue defender o aro e ajudar a no ataque, seja pontuando, bloqueando ou passando. Ele tem médias de 15,6 pontos, 11,4 rebotes (2,7 na tábua ofensiva) e 4,4 assistências na temporada

6

Já em Minnessota, a esperada boa campanha por parte do técnico Thibodeau é uma realidade neste início de temporada. As chegadas do Jimmy Butler, Jeff Tegue, Taj Gibson e Jamal Crawford agregaram valor ao time dos talentosos Towns (jogador da semana na Conferência Oeste) e Andrew Wiggins. KAT é o líder em pontuação, rebotes e tocos do time (20,6 – 11,4 – 1,5). Butler, apesar de ter uma média menor de pontos do que a do Wiggins (20,6 pontos), contribui mais em outros fundamentos (16,3 pontos, 5,7 rebotes, 4,3 assistências e 1,9 roubos por jogo), além de defender o melhor jogador adversário do perímetro. Um dos pilares desse time é o subestimado armador Jeff Teague. Neste início de temporada, o armador vem tendo as suas melhores médias da carreira, com 13,5 pontos, 3,1 rebotes e 7,3 assistências, contra a marca de 12,6 pontos, 2, 4 rebotes e 5,6 assistências de média nos anos anteriores. Um ponto negativo e que precisa ser acertado no time é a defesa. Um time do Thibodeau não pode levar 107,6 pontos por jogo e ser apenas a 23ª defesa da liga. Muito provavelmente este time estará nos playoffs, mas caso não tape essa “peneira” na defesa, não irá muito longe. Talento esse time tem de sobra!

7

Para fechar os nossos destaques, vamos falar do destaque negativo da temporada. O que acontece com o OKC (7–9) neste início de certame? Mesmo com as chegadas do Camelo Anthony e do Paul George o time não consegue se ajustar no ataque. São apenas 103,2 pontos em média por jogo e apenas o 25º ataque da liga com 3 máquinas de pontuar. Alguns teóricos da “laranja” dizem que isso se deve a incapacidade do Westbrook em armar e organizar o time. Estatisticamente, o número de assistências dele aumentou de 8 na carreira para 9,7 neste início de temporada. O trio tem médias superiores a 20 pontos por partida ou 60 pontos combinados, mas temos que lembrar que o basquete é um esporte coletivo. São 5 jogando e os reservas. Na minha opinião é aí que mora a sina do OKC. Roberson é conhecido por ser um carrapato na liga, excelente defensor, tanto que o OKC é a segunda defesa que cede menos pontos na liga, porém, contribui com apenas 4,1 pontos de média na temporada por 23,1 minutos jogados por partida. Com exceção feita ao Felton, os outros jogadores do banco mal chegam aos 3 pontos de média. Não adianta ter 3 craques de bola no seu time e não ter um elenco de apoio descente para quando esses jogadores forem para o banco descansar.

8

Para você que leu o texto, compartilhe, deixe os seus comentários e nos diga o que achou.

*Dados estatísticos retirados do site https://www.basketball-reference.com

 

Paulo “Teclas” Correia para o blog MajorSports

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s