esporte

O ressurgimento de Nadal e Federer

roger-federer-vs-rafael-nadal-2013-610x343

Quem não acompanha o Tour de Tênis pode até achar estranho o título deste texto, mas, pra quem tem mais intimidade com o esporte o mesmo faz sentido, pois vejamos.

 O Espanhol liderou o tour em número de finais e premiação; o Suíço foi maior vencedor no tennis em 2017. Ambos duelaram durante muito tempo nesse século, a maior ‘rivalidade’ desde Sampras x Agassi, porém nos últimos 3-4 anos viveram momentos não condizentes com suas trajetórias.

A reinvenção da rivalidade passou pelo trabalho árduo de ambos, mudança de técnica, aprimoramento físico, fugir da acomodação como grandes na historia, tudo isso teve que acontecer para que a dupla pudesse reinar novamente no circuito. Se as lesões de Murray e Djokovic não tivessem ocorrido, mudaria esse panorama? Acredito firmemente que não, os “velhinhos” não deixaram essa dúvida pelo ar, foram dominantes e fantásticos em 2017. Murray e Djokovic, mesmo no áuge, não veriam a cor da bola diante das duas lendas.

roger-federer-and-rafael-nadal-are-planning-to-join-forces-in-a-new-tournament

O que o tio de Nadal ajustou em seu jogo? O saque! Nadal não aguentava de dor no joelho quando sacava, seu movimento de serve era muito longo e o impacto sofrido na aterrissagem foi causa definitiva para suas seguidas lesões. Outra mudança no saque, foi a maneira que Nadal pega na raquete, o grip. Ele está fazendo uma pegada pronada e com isso gera mais força no saque. Em entrevista ao Diário Metro, o tenista espanhol afirma que a mudança do grip na raquete juntamente com a velocidade do serviço, fez com que ele controlasse mais os pontos porque seu saque ficou mais eficaz, dificultando a devolução e dessa forma se desgastando menos nos jogos.

nadal-miami-2017-sunday-2

O que Federer mudou para voltar a ser o GOAT em 2017? O backhand! A pesar de ter backhand lindo e extremamente eficaz quando entrava, Federer estava inseguro com seu golpe nos últimos anos, havia tendo baixa taxa de acerto. Hoje em dia, o suíço sai mais da bola antes de aplicar o golpe, ganhando mais tempo para executar o golpe que gostaria e ele também acaba metendo mais slice para evitar o ataque rival na devolução em certos casos.

skysports-federer-tennis-usopen_4080712

Outra tática usada pelo suíço é extremamente interessante. A mudança de raquete. Vários letrados ignoram o quão importante é a conexão entre tenista-raque. Federer aposenta sua raquete, que ganhou 17 grand-slam, e que é uma raquete com a cabeça menor do que a nova e introduz uma de cabeça maior, onde ele explica numa entrevista ao The New York Times, que ao utilizar a raquete de cabeça maior, ele tem mais controle no seu backhand, aumenta a eficácia do voleio e do saque. Finalmente, o GOAT do tênis fez como seus rivais de circuito, aceitou a tecnologia de um novo modelo de raquete e que hoje se adaptou muito bem as mudanças em seu jogo.

Quem pode desbancar a dupla:

Surgem nomes todos os anos para desbancá-los, porem só alguns conseguem se manter no topo e enfrentá-los em igualdade. Os motivos são sempre: Juventude e lesões dos adversários.

Excetuando Djokovic e Murray, aqui vão alguns nomes que no futuro poderão destronar os ‘Reis’ do ATP.

 alexander-zverev-roland-garros-2017-monday1

Zverev, 20 anos; a juventude atrapalhou a constância do alemão. Dono de muito talento, foi campeão de 2 masters esse ano. A inconstância dele é normal da idade, e o reflete nas as caídas prematuras em grand-slam. Com a experiência adquirida em 2017, o jovem alemão tem as ferramentas necessárias para se manter

Dimitrov, 26 anos; O búlgaro levantou o Master de Cincinatti e o ATP Finals, termina a temporada com a 3ª colocação do ranking da ATP. Maior problema de Dimitrov é se acostumar com a ideia de que ele é top 5 da atualidade. Trabalhando seu psicológico, Grigor tem capacidade técnica para bater de frente com os 4 melhores.

Thiem, 24 anos; para o austríaco, 2017 foi o ano para se firmar de vez como top 10 do Tour. Campeão do Rio Open, precisa melhorar o físico para jogar 100% na 2ª semana de grand slam. Ainda é jovem e está se acostumando a jogar com os grandes em fases finais dos torneios. Tecnicamente, precisa melhorar e muito seu backhand, que de longe é seu ponto mais fraco.

Del_potro1

J.M. del Potro, 29 anos; a Torre de Tandil segue como único gigante que sabe jogar tênis, sua potente pancada de direita é arma letal, dificilmente alguém no circuito consegue se livrar. Delpo vem de diversas cirurgias nos punhos, por isso tem de escolher a dedo onde vai jogar e seu físico ainda carece muito de ritmo. Juntamente com Dimitrov, é quem pode desbancar Nadal, Federer, Djokovic e Murray do top 4.

Sock, 25 anos: Mais completo que J. Isner, é a principal esperança norte-americana para o tênis. Longe de ter o talento de gerações passadas, Sock é bastante solido na linha de base, tem forehand agressivo e eficaz, as vezes lembrando até a ex-estrela Andy Roddick. Seu saque é a arma primordial para seus objetivos. Sua vontade e físico podem compensar a falta de talento (comparando com o big 4) e isso ajuda um tenista a ser grande ameaça no circuito.

Pouille, 23 anos: Mais uma grata revelação francesa, o jovem levantou 3 canecos esse ano. Seu retorno é mortal para saques ruins, alem de ser muito bom sacador. O jovem Francês ainda tem de refinar sua técnica, é muito promissor e talvez poderá ser o numero 1 da França em breve. Falta agressividade ao jovem, quando entrar com fome de títulos, irá longe nos principais torneios.

shenzhen-2017-final-goffin

Goffin, 26 anos: Acompanhando o belga no ATP Finals, foi uma grata surpresa. Jogador totalmente elétrico dentro de quadra e dono de golpes precisos. Goffin ainda precisa se impor para ganhar mais hierarquia no circuito. Por vezes, é esquecido pelos letrados. A cada ano vem evoluindo seu jogo até alcançar a final em Londres no ultimo fim de semana.

Categorias:esporte, sports, tênis

Marcado como:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s