esporte

Hero World Challenge – Análise Final

O torneio que marcou a volta da lenda Tiger Woods aos gramados após 301 dias, teve muita coisa boa para analisar. Hero World Challenge é um torneio pequeno, com 18 jogadores, então é mais fácil prestar atenção nos pequenos detalhes.

ct-tiger-woods-hero-world-challenege-updates-20161202

Não poderia começar por outro tópico, Mr. Tiger Woods. O monstro sagrado do golf, jogou acima do esperado por 3 dias (Quinta, Sexta e Domingo).

Seu sábado foi muito mal, claramente falta ritmo de jogo ao Tiger, a resposta às adversidades de uma partida é o maior sinal se um golfista está com ritmo suficiente para ir além. Ventou muito, tudo bem, entendo que pode ter prejudicado seu jogo, porém é necessário passar por isso no Hero para poder criar repertorio e atropelar essa dificuldade num Major. O mais importante de tudo, ele saiu feliz por estar lutando, não contra si mesmo, mas contra as adversidades externas do golf.

Tiger mostrou muitas coisas boas e foi bem satisfatório de ver. Seu “tee shot” foi preciso, como há muito tempo não se via, em 2013, por exemplo, após o escândalo, ele não “driveava” como o fez nesse fim de semana. Seu “put” não foi um dos melhores golpes na quinta, porém na sexta e domingo, foi primoroso, 3° melhor “putting” em campo para mim.

Encerrando o tema Tiger Woods, encaixando os bons fatores e sobressaindo os maus, ele tem tudo para ser um dos nomes do ano, se mantendo saudável e vibrando como  fez esse fim de semana.

spiethhero

Jordan Spieth – Foi uma satisfação enorme ver Spieth disputando um torneio contra Tiger de igual pra igual, uma pena não terem jogados juntos no evento. O maior talento da ‘Classe de 2011’ é muito solido, pode cair o mundo, jogar no ‘Upside down’ de Stranger Things e ele será sempre o mesmo. O jovem texano faz de tudo muito bem e no Hero não foi diferente. Seu “approach” é sempre sensacional, ele deve ser o melhor no Tour, salvando muitos drives que fogem do “fairway”. Falando em drive, nesse evento, foi seu pior atributo com 57% de aproveitamento, se conseguir melhorar seu drive, ficará quase imbatível em qualquer evento. Por vezes, penso que falta força ainda para Spieth no “tee shot”, suas tacadas não viajam muito e isso é desvantagem enfrentando McIlroy, Tiger bem, Fowler, Thomas na ultima volta de algum Major e mesmo com esse defeito em seu jogo, Spieth ainda consegue ganhar, é um fenômeno!! Espero vê-lo junto com Tiger esse ano, seria um dupla pra parar tudo e ficar só observando. Por favor, PGA, aprenda com a FIFA a fazer sorteios mandraque e coloque os dois juntos em algum momento.

 PGA: Hero World Challenge  - Final Round

Campeão Rickie Fowler – O jogador que tem de tudo para difundir o esporte no Brasil, foi tímido na sexta e sábado. Quinta foi 2°, somente atrás do inglês Fleetwood, fazendo 67 tacadas no dia. Já no Domingo deu show, as pessoas deveriam sair e pagar outro ingresso.

Fowler assinou 61 em seu “scorecard”, porém teve a chance de fazer 59, que no Golf é um feito comparado ao “No-Hitter” no baseball ou talvez um “perfect rating” de um QB no futebol americano, é algo fantástico que Rickie quase atingiu. Nos 3 últimos buracos, ele precisava de 2 birdies ( 1 tacada abaixo do par), infelizmente não conseguiu.

Tanto na Quinta, como no Domingo, o rapaz do boné excêntrico conseguiu juntar força + precisão, quando isso acontece o jogador se coloca entre os favoritos do torneio. A pista de Albany não é das maiores, tendo uma boa primeira tacada é meio caminho andado para “birdies” , só que Rickie tinha algo mais na manga, seu “put”. Com novo putter, que ainda é um protótipo da Scotty Cameron, Rickie foi o melhor do dia nesse quesito, tudo que ele mandava pro Green, guardava sem dó.

A jogada de destaque ironicamente não foi um “put”, mas sim uma incrível tacada no buraco 5 desde o bunker. Fowler fez o movimento leve, deixando o golpe fluir e pegando bem embaixo da bola, é para virar tutorial. Esse lance, que é oferecimento de Tapiocas Iracema, Flechas Philão, Valetes Burgers, Secco e Buffet Status está nos “melhores momentos” que você pode conferir aqui:

5 melhores colocados:

Fowler: -18

Hoffman: -14

Fleetwood: -12

Spieth: -12

Matsuyama: -11

Próximo evento: Sentry Tournament of Champions em Kuala Lumpur, de 4-7 de Janeiro.

 

Artur Nunes, fã do Tiger e aficcionado no Golf, para o blog Major Sports

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s