Endurance races

DAYTONA – 24 horas de emoção!

rolex24

A International Motor Sports Association(IMSA) sanciona o principal Campeonato de Endurance na América do Norte, o Weathertech SportsCar Championship. Em 2018 o campeonato terá 12 etapas entre 27 de janeiro e 13 de outubro, sendo 4 etapas de longa duração que compoem a North America Endurance Cup(NAEC).

O Endurance geralmente envolve protótipos e carros GT competindo de forma geral e ao mesmo tempo em classes. No Weathertech existem 3 classes:

  • Prototype(P): carros protótipos DPi e carros protótipos LMP2
  • GT Le Mans(GTLM): carros GT homologados pelo regulamento FIA/ACO*
  • GT Daytona(GTD): carros homologados pelo regulamento FIA GT3

*A ACO(Automóvel Club d’Oest) é a entidade que promove o Mundial de Endurance(WEC) junto com a FIA e sanciona as 24h de Le Mans, que é a prova mais importante do Endurance Mundial.

Além das 12 etapas o campeonato conta com o ROAR Before The Rolex 24, uma espécie de pré-temporada, entre os dias 5 e 7 de janeiro. Na ficha técnica você saberá tudo que rolou no ROAR de 2018. O calendário é o seguinte:

  1. 27 e 28 de janeiro: 24 horas de Daytona e 1ª etapa do NAEC com P, GTLM e GTD.
  2. 17 de março: 12 horas de Sebring e 2ª etapa do NAEC com P, GTLM e GTD.
  3. 14 de abril: GP de 1 hora e 40 minutos em Long Beach com P, GTLM e GTD.
  4. 6 de maio: GP de 2 horas e 40 minutos em Mid Ohio com P, GTLM e GTD.
  5. 2 de junho: GP de 1 hora e 40 minutos em Detroit com P e GTD.

Após a etapa de Detroit, a maioria dos pilotos embarca imediatamente pra França para disputar as 24h de Le Mans. Após a pausa para a disputa das 24h de Le Mans, o campeonato retorna com uma sequência decisiva e intensa de corridas em julho e agosto e com apenas 1 prova em setembro e 1 prova em outubro fechando a competição.

  1. 1º de julho: 6h de Watkins Glen e 3ª etapa do NAEC com P, GTLM e GTD.
  2. 8 de julho: GP de 2 horas e 40 minutos em Mosport no Canadá com P, GTLM e GTD.
  3. 21 de julho: GP de 2 horas e 40 minutos em Lime Rock Park com GTLM e GTD.
  4. 5 de agosto: GP de 2 horas e 40 minutos em Road America com P, GTLM e GTD.
  5. 19 de agosto: GP de 2 horas e 40 minutos na Virgínia com GTLM e GTD.
  6. 9 de setembro: GP de 2 horas e 40 minutos em Laguna Seca com P, GTLM e GTD.
  7. 13 de outubro: 10 horas de Road Atlanta e 4ª etapa do NAEC com P, GTLM e GTD.

 

JANELA DE TRANSMISSÃO NA TV: A transmissão das 24h de Daytona no Brasil será dos canais Fox Sports com janelas de transmissão.

Primeiro no Fox Sports 2 no sábado às 17:30 (apenas um flash durante a largada), outro flash no intervalo do jogo entre Chievo x Juventus no Fox Sports 2.

A segunda janela de transmissão entre 19:45 e 23h no Fox Sports 2, flash no intervalo do jogo entre Colón x Boca Juniors no Fox Sports 1.

No domingo com janela de transmissão entre 11h e 13h no Fox Sports 2, flash no intervalo do jogo entre Milan x Lazio no Fox Sports 2 e janela de transmissão a partir de 17h até o final da prova no Fox Sports 1 e exibição do pódio no intervalo do jogo entre Roma x Sampdoria no Fox Sports 2.

Mas aconselho que você fã do automobilismo também procure no guia da TV da sua operadora e no site do Fox Sports a programação, pois pode haver alterações repentinas sem prévio aviso, a Fox tem costume de tratar muito mal quem assiste as competições de automobilismo que eles transmitem.

TRANSMISSÃO VIA INTERNET

Na internet a IMSA TV transmite a prova completa no site: https://imsatv.imsa.com/ , também recomendamos que você acompanhe o Live Timing oficial da IMSA: https://scoring.imsa.com/ e o Live Timing alternativo: http://livetiming.alkamelsystems.com/imsa/ , para poder ter uma noção melhor da posição dos carros e a diferença de tempo entre eles na pista. Boa madrugada pra quem for maratonar ou tentar assistir a maior parte da prova. Já aviso agora que a maior parte da corrida é com ambiente noturno mesmo. Para a edição de 2018 das 24h de Daytona temos 50 carros inscritos, os mesmos 50 carros que estiveram presentes no ROAR.

 

264518_1502810404

FICHA TÉCNICA:

GT Daytona(GTD): Mesclando pilotos profissionais com graduação Ouro e Platina com pilotos de graduação menor ou totalmente amadores na categoria Bronze. 

  • GRÄSSER RACING TEAM(GRT): Lamborghini Huracán GT3
    A equipe Grässer tem participado do Endurance Mundial no Blancpain e na 24H Series e vai disputar pela segunda vez as 24h de Daytona e talvez também apareça nas 12h de Sebring. No ROAR o primeiro carro foi o 1º colocado e o segundo carro ficou na 3ª posição na classe GTD. No carro #11 vão guiar Rolf Ineichen da Suíça, Mirko Bortolotti da Itália, Franck Perera da França e Rik Breukers da Holanda. No carro #19 os pilotos serão Max Van Splunteren da Holanda, Ezequiel Pérez Companc da Argentina, Christian Engelhart da Alemanha, Christopher Lenz da Suíça e Louis Machiels da Bélgica.

 

  •  3GT RACING: Lexus RC-F GT3 – Neste ano a equipe perdeu o apoio oficial da Lexus que tinha no ano passado e agora está tocando o desenvolvimento do seu projeto sozinha. A equipe contará com a despedida da lenda Scott Pruett, que se aposentará após esta edição das 24h de Daytona e tem a presença do brasileiro Bruno Junqueira. No ROAR o primeiro carro ficou em 8º lugar e o segundo carro foi o 11º colocado na classe GTD. No carro #14 estarão Dominik Baumann da Áustria, Kyle Marcelli do Canadá, Bruno junqueira do Brasil e Philipp Frommewniler da Suíça. No carro #15 os pilotos são Jack Hawksworth da Grã-Bretanha, David Heinemeier-Hänsson da Dinamarca, Scott Pruett do Estados Unidos e Dominik Farnbacher da Alemanha.

 

  • MONTAPLAST BY LAND MOTORSPORT: Audi R8 LMS
    A equipe alemã Land atravessa o oceano e vem para as 24h de Daytona em busca de um bom resultado, no ano passado eles venceram a última etapa do Weathertech em Road Atlanta. No ROAR terminaram na 4ª posição na classe GTD. No carro #29 estarão Sheldon Van der Linde da África do Sul, Kelvin Van der Linde também da África do Sul, Christopher Mies da Alemanha e Jeffrey Schmidt da Suíça.

 

  • RILEY MOTORSPORTS-AMG: Mercedes-AMG GT3 – A equipe Riley Motorsports se despediu em 2016 do belo Dodge Viper(saudades eternas desse carro) e começou a competir em 2017 com o Mercedes-AMG e em 2018 estará  novamente com o mesmo chassi. No ROAR ficaram em 13º lugar na classe GTD. No carro #33 vão participar Bem Keating do Estados Unidos, Jeroen Bleekemolen da Holanda, Adam Christodoulou da Grã-Bretanha e Luca Stolz da Alemanha.

 

  • MAGNUS RACING: Audi R8 LMS
    De volta ao Weathertech após correrem em 2017 no Pirelli World Challenge, a equipe conta com apoio oficial da Audi e no ROAR foram bem, terminando em 6º lugar na classe GTD. No carro #44 os pilotos serão John Potter do Estados Unidos, Andy Lally do Estados Unidos, Andrew Davis do Estados Unidos e Markus Winkelhock da Alemanha.

 

  • PAUL MILLER RACING: Lamborghini Huracán GT3 – Depois de uma temporada difícil em 2017 a equipe Paul Miller Racing anseia por melhores resultados e um melhor desempenho da sua Lamborghini Huracán por ser a única equipe que fará toda a temporada com a marca Lamborghini. No ROAR a equipe ficou em 10º lugar. No carro #48 estarão a bordo os pilotos Bryan Sellers do Estados Unidos, Madison Snow do Estados Unidos, Bryce Miller do Estados Unidos e Andrea Caldarello da Itália.

 

  • SPIRIT OF RACE: Ferrari 488 GT3
    A Spirit of Race vai disputar as 24h de Daytona pela terceira vez e vai contar com a presença do campeão da Stock Car Brasil e das 24h de Le Mans, o piloto Daniel Serra. No ROAR estiveram sempre atrás, na 16ª posição na classe GTD, mas isso tudo é estratégico para burlar o BoP(Balanço de Performance) que é aplicado para equilibrar o desempenho dos carros na corrida. No carro #51 estarão Paul Dalla Lana do Canadá, Pedro Lamy de Portgual, Matthias Lauda da Áustria e Daniel Serra do Brasil
  • WRIGHT MOTORSPORTS: Porsche 911 GT3-R – A Wright Motorsports veio do Pirelli World Challenge para o Weathertech em 2018 e será a única equipe a competir a temporada completa com Porsche. O destaque da equipe é a chegada de Christina Nielsen, que já foi campeã da classe GTD. No ROAR estiveram em 7º lugar na classe GTD. No carro #58 os pilotos são Patrick Long do Estados Unidos, Christina Nielsen da Dinamarc, Robert Renauer da Áustria e Mathieu Jaminet da França.

 

  • MANTHEY RACING: Porsche 911 GT3-R
    Em 2017 a Mathey Racing mostrou bom desempenho mas teve uma quebra de motor ainda nas primeiras horas da corrida. Determinados a buscar a vitória, voltam em 2018 ainda mais fortes. No ROAR estiveram muito bem em 2º lugar na classe GTD. No carro #59 estarão competindo “Steve Smith”(pseudônimo) da Alemanha, Randy Walls da Alemanha, Harald Proczyk da Áustria, Matteo Caroli da Itália e Sven Müller da Alemanha.
  •  SCUDERIA CORSA: Ferrari 488 GT3 –A Scuderia Corsa venceu os 2 últimos campeonatos do Weathertech portanto tem certo grau de favoritismo. Para a disputa do NAEC ainda abriu um segundo carro, com a presença do veterano e consagrado Townsend Bell e Sam Bird, que é piloto da Ferrari no WEC e promete fazer uma ótima corrida. No ROAR seguiram a tática das equipes que usam Ferrari para burlar o BoP e andaram no final do grid com o primeiro carro em 15º lugar e o segundo carro em penúltimo na classe GTD. No carro #63 vão estar a bordo Cooper MacNeil do Estados Unidos, Alessandro Balzan da Itália, Gunnar Jeannette do Estados Unidos e Jeff Seagal do Estados Unidos. No carro #64 vão estar Bill Sweedler do Estados Unidos, Townsend Bell do Estados Unidos, Frankie Montecalvo do Estados Unidos e Sam Bird da Grã-Bretanha.

 

  • HART(Honda of America Racing Team): Acura NSX GT3
    Depois de prestar apoio para a equipe Shank em 2017, a HART finalmente ingressa no Weathertech representando a Acura(que pertence a Honda) e promete fazer primeiramente apenas o NAEC em 2018, mas pode fazer toda a temporada a partir de 2019. No ROAR andaram em 14º lugar na classe GTD. No carro #69 vão participar Chad Gilsinger do Estados Unidos, Ryan Eversley do Estados Unidos, Sean Rayhall do Estados Unidos e John Falb do Estados Unidos.

 

  • P1 MOTORSPORTS: Mercedes-AMG GT3
    Com o encerramento da classe Protótipos Challenge em 2017, a P1 Motorsports migrou para a GT Daytona e adotou a Mercedes como marca porém ainda é uma equipe sem experiência nesta classe. No ROAR foram os últimos colocados na classe GTD. No carro #71 os pilotos serão Kenton Koch do Estados Unidos, Robby Foley III do Estados Unidos, JC Perez da Colômbia e Loris Spinelli da Itália.

 

  • PARK PLACE MOTORSPORTS: Porsche 911 GT3-R
    Em 2017 a Park Place conquistou uma vitória e ficou na 3ª posição no Weathertech mas tentando alcançar voos mais altos, decidiram fazer apenas aparições no NAEC em 2018 e tentar correr o WEC em temporada completa ou participar das 24h de Le Mans. No ROAR ficaram na 9ª posição na classe GTD. No carro #73 vão participar Jörg Bergmeister da Alemanha, Patrick Lindsey do Estados Unidos, Tim Pappas do Estados Unidos e Norbert Siedler da Áustria.

 

  • SUNENERGY1 RACING: Mercedes-AMG GT3
    A SunEnergy1 é líder no ramo de comercialização de energia solar no EUA e vai pra sua segunda temporada no Weathertech com apoio da Riley Technologies e suporte da AMG Motorsports. No ROAR foram os antepenúltimos colocados na classe GTD.
    No carro #75 vão participar Kenny Habul da Austrália, Thomas Jäger da Alemanha, Maro Engel da Alemanha e Mikael Grenier do Canadá.

 

  • RISI COMPETIZIONE: Ferrari 488 GT3
    A participação da Risi na GT Daytona era pra começar na última etapa do ano passado, mas não houve tempo para finalizar a construção do carro e o GT3 finalmente vai estrear em Daytona. No ROAR a equipe seguiu a estratégia da Ferrari para burlar o BoP e ficaram na 18ª posição na classe GTD. No carro #82 estarão Ricardo Perez de Lara do México, Martin Fuentes do México, Santiago Creel do México, Miguel Molina da Espanha e Matt Griffin da Irlanda.

 

  • MICHAEL SHANK RACING: Acura NSX GT3
    A equipe Shank vem pra 2018 com muitas dificuldades. Primeiro perdeu o status de time oficial da Acura na classe GT Daytona, segundo porque o seu melhor piloto, o brasileiro Oswaldo Negri, não teve dinheiro pra competir em 2018 e está fora da equipe, e terceiro que a própria equipe só tem dinheiro pra um carro fazer temporada completa e o segundo carro vai participar apenas das provas do NAEC. No ROAR o carro principal ficou em 5º lugar e o segundo carro foi o 12º colocado na classe GTD. No carro #86 vão competir Katherine Legge da Grã-Bretanha, Álvaro Parente de Portugal, Trent Hindman do Estados Unidos e AJ Allmendinger do Estados Unidos. No carro #93 estarão Justin Marks do Estados Unidos, Lawson Aschenbach do Estados Unidos, Mario Farnbacher da Alemanha e Côme Ledogar da França.

 

  • TURNER MOTORSPORT: BMW M6 GT3
    A Turner Motorsport é a única equipe que vai competir com BMW na classe GT Daytona e ainda será com o modelo M6 GT3 enquanto a BMW não desenvolve um modelo novo. No ROAR ficaram em 17º lugar na classe GTD. No carro #96 vão estar Jens Klingmann da Alemanha, Don Yount do Estados Unidos, Mark Kvamme do Estados Unidos, Martin Tomczyk da Alemanha e Cameron Lawrence do Estados Unidos.

 

GT Le Mans(GTLM): Pilotos profissionais com graduações Ouro e Platina.

  •  CORVETTE RACING: Corvette C7-R – A Corvette está preparando um substituto para os seus guerreiros C7-R de tantas glórias, mas ele ainda estarão em ação em 2018 depois de conquistar 4 vitórias em 2017 e o títulos de pilotos e construtores. No ROAR eles estiveram com um dos carros em 2º lugar e o outro na 5ª colocação na classe GTLM. No carro #3 estarão Jan Magnussen da Dinamarca, Antonio Garcia da Espanha e Mike Rockenfeller da Alemanha. No carro #4 estarão Olivier Gavin da Grã-Bretanha, Tommy Milner do Estados Unidos e Marcel Fässler da Suíça. Cabe aqui apresentar o vídeo da chega histórica dos 2 Corvettes na edição de 2016, num final lado a lado de arrepiar. Confira! https://www.youtube.com/watch?v=TE5cA2YTius
  • BMW TEAM RLL: BMW M8 GTE
    Na classe GT Le Mans, a BMW traz o novíssimo M8 para participar das competições da IMSA e para competir na GTE Pro no WEC. Este carro foi totalmente desenvolvido para as pistas e depois modificado para ir para as ruas e também com um cronograma atrasado em cerca de 6 meses porém a fabricante dispensou muito tempo, dinheiro e atenção do desenvolvimento da aerodinâmica. Além disso a BMW se associou com a equipe Rahal Letterman Laningan Racing da Fórmula Indy nesta empreitada muito promissora e também trouxe pilotos dos seus programas do WEC e do DTM, como é o caso do brasileiro Augusto Farfus. No ROAR entretanto, o carro mostrou que precisa amadurecer bastante e não teve um resultado nem de longe satisfatório, terminando nas duas últimas posições na classe GTLM. No carro #24 estarão Jesse Krohn da Finlândia, John Edwards do Estados Unidos, Nicky Catsburg da Holanda e Augusto Farfus do Brasil. No carro #25 estarão competindo Alexander Sims da Grã-Bretanha, Connor De Philippi do Estados Unidosm Bill Auberlen do Estados Unidos e Philipp Eng da Áustria.
  • RISI COMPETIZIONE: Ferrari 488 GTE
    A Risi será a única equipe com Ferrari na classe GT Le Mans nesta edição das 24h de Daytona e não tem participação na temporada completa por enquanto, mas deve fazer algumas corridas do NAEC. Também nota-se a ausência de Giancarlo Fisichella este ano. No ROAR alcançaram a 6ª posição na classe GTLM. No carro #62 vão competir Toni Vilander da Filândia, Alessandro Pier Guidi da Itália, James Calado da Grã-Bretanha e Davide Rigon da Itália.
  • FORD CHIP GANASSI RACING: Ford GT
    Existe a especulação de esse ser o último ano da Ford no programa GT, depois de vencer as 24h de Daytona e as 24h de Le Mans nos últimos 2 anos e ao que parece fez a Ford se dar por satisfeita após retornar ao jogo e agora deve buscar um novo desafio com um projeto para a classe de Protótipos, mais especificamente, um protótipo DPi. Esse ano a Ford não vai escalar os carros que disputam o WEC, portanto serão somente 2 carros e não 4 como habitualmente acontece. No ROAR os carros andaram bem sendo o líder e o 3º colocado na classe GTLM. No carro #66 os pilotos serão Joey Hand do Estados Unidos, Dirk Müller da Alemanha e o “tetracampeão” da falida ChampCar, que depois se unificou com a IRL e formou a atual Fórmula Indy, Sébastien Bourdais da França. No carro #67 estarão Richard Westbrook da Grã-Bretanha, Ryan Briscoe do Estados Unidos, aquele mesmo que voou cabulosamente em Fontana em 2015 e o tetracampeão da Fórmula Indy, Scott Dixon da Nova Zelândia. Pra quem nunca viu a capotagem sinistra de Ryan Briscoe acompanhe no vídeo abaixo. https://www.youtube.com/watch?v=XGq8uEFSdi8
  • PORSCHE GT TEAM: Porsche 911 RSR GTE
    O novo carro da Porsche entra no seu segundo ano de vida em busca de resultados ainda melhores que os de 2017, quando conseguiram uma vitória e seis pódios. O carro conta com um engenhoso motor central-traseiro. No ROAR o carro principal foi o 3º colocado e o secundário ficou em 7º lugar. No carro #911 estarão Patrick Pilet da França, Nick Tandy da Grã-Bretanha e Frederico Makowiecki da França. No carro #912 competem Laurens Vanthoor da Bélgica, Earl Bamber da Nova Zelândia e Gianmaria Bruni da Itália.

 

 

Prototype(P): Principal categoria do Weathertech, misturando pilotos com graduação Prata, Ouro e Platina e com os carros mais rápidos e que brigam pela vitória geral nas corridas.

 TEQUILA PATRÓN ESM: Nissan Onroak DPi(Ligier)

  • Em 2017 foi a única equipe com protótipos DPi a vencer dos Cadillacs. A equipe fez modificações que deram um aumento na potência do motor e também pode ser beneficiada pelo BoP em 2018, que vai tentar evitar que os Cadillacs sejam Soberanos como em 2017. O grande destaque da equipe é o brasileiro Pipo Derani que já foi responsável pela vitória do time na edição das 24h de Daytona em 2016 com uma ultrapassagem faltando poucos minutos pro final. No ROAR a equipe ficou em 7º lugar na classe P. No carro #2 os pilotos são Scott Sharp do Estados Unidos, que é dono da equipe, Ryan Dalziel da Grã-Bretanha e Olivier Pla da França.
    No carro #22 estarão Pipo Derani do Brasil, Johannes Van Overbeek do Estados Unidos e Nico Lapierre da França.
  • ACTION EXPRESS RACING: Cadillac DPi-V.R(Dallara)
    A equipe perdeu Dane Cameron para o Team Penske e o substituiu contratando o brasileiro Felipe Nasr, aquele mesmo que correu pela Sauber e pela Williams na F1. O brasileiro Christian Fittipaldi foi promovido de piloto para diretor esportivo da equipe e competirá apenas nas etapas do NAEC em 2018. A equipe espera recuperar o terreno perdido em 2017 quando venceram apenas 2 provas e conseguiram conquistar o NAEC porém não foram adversários a altura da Wayne Taylor Racing na disputa do Weathertech. No ROAR o brasileiro Felipe Nasr liderou e conseguiu bater o recorde da pista que era a pole position do ano passado, mas o BoP deve afetar significativamente o desempenho do carro na corrida. O outro carro da equipe ficou em 3º lugar na classe P. No carro #5 estarão disputando Filipe Albuquerque de Portugal, Christian Fittipaldi do Brasil e João Barbosa de Portugal. No carro #31 estarão formando a equipe Felipe Nasr do Brasil, Eric Curran do Estados Unidos, Mike Conway da Grã-Bretanha e Stuart Middleton da Grã-Bretanha.
  • ACURA TEAM PENSKE: Acura ARX-05 DPi
    O Team Penske volta a participar dos campeonatos de Endurance e dessa vez fez uma parceria com a Acura(que pertence a Honda) e construiu um chassi com base no chassi francês Oreca 07. Os pilotos vieram das melhores equipes do Weathertech e dos próprios times da Penske na Fórmula Indy, com o acréscimo de Graham Rahal que deixou o time da família, aquele mesmo lá da BMW na GT Daytona e que também é da Fórmula Indy, pra competir na categoria principal do Weathertech. No ROAR os 2 carros ficaram em 5º e 6º lugar na classe P. No carro #6 vão disputar Juan Pablo Montoya da Colômbia, Dane Cameron do Estados Unidos e Simon Pagenaud da França. No carro #7 vão estar Hélio Castroneves do Brasil, Ricky Taylor do Estados Unidos e Graham Rahal do Estados Unidos.
  • WAYNE TAYLOR RACING: Cadillac DPi-V.R(Dallara)
    Em 2017, na estréia do chassi Cadillac, o domínio foi arrasador da equipe Wayne Taylor Racing. Porém em 2018, a equipe dos “irmãos metralha” se separou, com Ricky Taylor indo para o Team Penske e Jordan Taylor permanecendo em casa e com a equipe se reforçando pra Daytona com Ryan Hunter-Reay, campeão da Fórmula Indy em 2012. No ROAR a equipe ficou na 4ª posição na classe P. No carro #10 estarão a bordo Jordan Taylor do Estados Unidos, Renger Van der Zande da Holanda e Ryan Hunter-Reay do Estados Unidos.
  • BAR1 MOTORSPORTS: Multimatic Riley MK30 LMP2
    A BAR1 veio da finada classe Protótipos Challenge que acabou no ano passado. A equipe tem enormes dificuldades financeiras e de desenvolvimento por ser a única a usar um chassi LMP2 da Riley no mundo. No ROAR foram os últimos colocados na classe P. No carro #20 guiarão Marc Drumwright do Estados Unidos, Eric Lux do Estados Unidos, Tomy Drissi do Estados Unidos, Alex Popow da Venezuela e o peso-pesado da Nascar, Brendan Gaughan do Estados Unidos.
  • UNITED AUTOSPORTS: Ligier JS P217 LMP2
    Tendo como um de seus fundadores, nada mais nada menos que Zak Brown, atualmente CEO da McLaren na F1, a United Autosports apresenta como grande atração o bicampeão da F1, Fernando Alonso, e o brasileiro Bruno Senna, atual campeão dos LMP2 no WEC. No ROAR os carros da equipe andaram em 14º e 17º lugar respectivamente na classe P. No carro #23 estarão Fernando Alonso da Espanha, Lando Norris da Grã-Bretanha e Phil Hanson da Grã-Bretanha. No carro #32 estarão Will Owen do Estados Unidos, Hugo De Sadeleer da Suíça, Paul Di Resta da Grã-Bretanha e Bruno Senna do Brasil.
  • JACKIE CHAN DCR JOTA: Oreca 07 LMP2
    A equipe do ator Jackie Chan foi campeã das 24h de Le Mans em 2017 na classe LMP2 e estará se aventurando em 2018 na classe de Protótipos das 24h de Daytona. No ROAR o carro principal da equipe foi o 9º colocado e o secundário foi apenas o 16º colocado na classe P. No carro #37 estarão Lance Stroll do Canadá, Felix Rosenqvist da Suécia, Robin Frijns da Holanda e Daniel Juncadella da Espanha. No carro #78 estarão Ho-Pin Tung da China, Alex Brundle da Grã-Bretanha, Antônio Félix da Costa de Portugal e Ferdinand Habsburg da Áustria.
  • PERFORMANCE TECH MOTORSPORTS: Oreca 07 LMP2
    Mais uma equipe que migrou após o encerramento da classe Protótipos Challenge em 2017, onde foi campeã inclusive. A equipe terá grandes desafios nessa nova empreitada e esperar ir desenvolvendo seu melhor acerto ao longo do ano. No ROAR acabaram ficando a 13ª posição na classe P. No carro #38 estarão James French do Estados Unidos, Pato O’Ward do México, Kyle Masson do Estados Unidos e Joel Miller do Estados Unidos.
  • AFS PR1/MATHIASEN MOTORSPORTS: Ligier JS P217 LMP2
    Com o apoio da Automatic Fire Sprinklers(AFS) da Colômbia que estará injetando uma quantia substancial de dinheiro na equipe a PR1/Mathiasen Motorsports espera evoluir depois de um ano complicado em 2017. No ROAR ficaram em penúltimo lugar na classe P. No carro #52 estarão Sebastián Saavedra da Colômbia, Gustavo Yacamán da Colômbia, Nicholas Boulle do Estados Unidos e Roberto González do México. A título de curiosidade, vale exibir aqui o nível de piloto que é Sebastián Saavedra, veja essa largada do GP de Indy da Fórmula Indy em 2014, onde Saavedra é o carro amarelo largando na pole position. Hilário! https://www.youtube.com/watch?v=xH0MVeCzIOo
  • CORE AUTOSPORT: Oreca 07 LMP2
    A Core Autosport esteve ano passado na classe GT Daytona, mas em 2018 eles voltam novamente para a classe de Protótipos e podendo ser a melhor equipe na disputa com chassi LMP2. No ROAR eles ficaram em 10º lugar. No carro #54 estarão Jonathan Bennett do Estados Unidos, que é o dono da equipe, Colin Braun do Estados Unidos, Romain Dumas da França e Loic Duval da França.
  • MAZDA TEAM JOEST: Mazda RT24-P Dpi(Multimatic Riley)
    A equipe Joest terminou sua parceria com a Audi e rapidamente já criou laços com a Mazda, sendo seu time oficial em 2018 e substituindo a SpeedSource que fechou em 2017. A Mazda tem feito muitos testes com a Joest visando melhorar a competitividade dos carros e sobretudo a confiabilidade dos motores para que os carros aguentem as provas de longa duração do NAEC e o restante do campeonato do Weathertech. No ROAR um carro ficou em 8º lugar enquanto o outro foi o 18º colocado na classe P. No carro #55 estarão Jonathan Bomarito do Estados Unidos, Harry Tincknell da Grã-Bretanha e Spencer Pigot do Estados Unidos. No carro #77 estarão Olivier Jarvis da Grã-Bretanha, Tristan Nunez do Estados Unidos e René Rast da Alemanha.
  • JDC-MILLER MOTORSPORTS: Oreca 07
    A equipe migrou dos Protótipos Challenge para os Protótipos principais ainda em 2017 e teve um ótimo ano de estréia. Em 2018 vão disputar até as 24h de Le Mans e estão muito motivados para repetir as boas atuações no Weathertech. No ROAR ficaram respectivamente em 11º e 12º lugar na classe P. No carro #85 estarão Simon Tummer da Suíça, Robert Alon do Estados Unidos, Devlin DeFrancesco do Canadá e Austin Cindric do Estados Unidos. No carro #99 estarão Chris Miller do Estados Unidos, Stephen Simpson da África do Sul, Mikhail Goikhberg do Canadá e Gustavo Menezes do Estados Unidos, mas que é filho de brasileiros.
  • SPIRIT OF DAYTONA: Cadillac DPi-V.R(Dallara)
    A equipe está fazendo sua terceira mudança de chassi em menos de 1 ano, mas agora com o Cadillac esperam obter um salto de desempenho e melhores resultados em 2018. No ROAR foram muito ficando em 2º lugar. No carro #90 estarão Tristan Vautier da França, Matt McMurry do Estados Unidos e Eddie Cheever III da Itália.

cantrell_roar17_3492

CLASSIFICATÓRIA:

Tivemos no dia 25 de janeiro(quinta-feira) o primeiro treino livre para as 24h de Daytona. Na classe de Protótipos o domínio foi do Mazda DPi #77 com o alemão René Rast pilotando e marcando 1:37:428. Na classe GTLM foi domínio do Ford GT #66 com a pilotagem de Joey Hand e marcando 1:44:062. E com a liderança da Risi Competizione na GTD com a Ferrari #82 e com a pilotagem de Miguel Molina que anotou 1:47:223.

No segundo treino livre foi a vez de um brasileiro aparecer na classe dos Protótipos. Hélio Castroneves liderou com o Acura #7 anotando 1:37:036. Na classe GTLM dessa vez foi o Porsche #911 de Patrick Pilet que dominou a sessão com 1:43:902. E na GTD o português Álvaro Parente liderou com o Acura #86 com o tempo de 1:46:790.

Na classificação a pole da classe de Protótipos foi de tirar o fôlego com o Cadillac #10 de Renger Van der Zande tirando a pole do Acura #7 de Hélio Castroneves com a diferença de apenas 7 milésimos de segundo. 1:36:083 anotado pelo Cadillac da Wayne Taylor Racing contra 1:36:090 do Acura do Team Penske. Mas essa marca não bateu o 1:35:806 que Felipe Nasr fez no ROAR, portanto o brasileiro ainda é o detentor do recorde da pista. Na GTLM o Corvette #3 de Jan Magnussen foi o mais rápido com 1:42:779 mostrando que ainda estão bem vivos os amarelinhos. Na GTD o espetáculo foi do brasileiro Daniel Serra que fez a pole com a Ferrari #51 com o tempo de 1:46:049.

Houve ainda mais um treino livre, desta vez noturno e o Cadillac #90 de Tristan Vautier foi o mais rápido com 1:37:215 na categoria de Protótipos. Na GTLM o francês Sébastien Bourdais foi o mais rápido com seu Ford #66 com a marca de 1:43:675 e na GTD foi a Lamborghini #11 de Mirko Bortolotti que dominou com 1:47:513, um alento pois o carro foi desclassificado na inspeção após a classificação e a Lambo vai largar na última posição sábado.

Ainda haverá um último treino na sexta-feira pra definir os últimos ajustes antes da corrida no sábado e espero que você fã de automobilismo assista pelo menos o trecho final da prova, eu garanto que você não vai se arrepender.

Grande abraço!

João Estumano.

 

@Joaofbestumano é aficcionado em corridas de automóveis e conhece como poucos o calendário de Endurance e estará acompanhando de perto e escrevendo especialmente para o Blog Major Sports.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s