esporte

Top 10 – Esportistas da Atualidade

Em uma das infindáveis discussões nos grupos de whatsapp, chegamos em um impasse sobre quais seriam os maiores atletas da atualidade independente do esporte praticado. Isso tudo é muito bonito em teoria, mas qual seria a métrica para comparar atletas e esportes diferentes? Com isso em mente e a calculadora em mãos, chegamos a alguns consensos e iremos usar algumas regras:

1 – O atleta não pode estar oficialmente aposentado até o final de 2017;*

2 – O atleta tem que ser completamente dominante em seu esporte ou categoria;

3 – Os resultados do atleta sejam tão impressionantes que transcendam seu esporte.

*Devido ao item 1 não serão incluídos mitos como Michael Phelps e Usain Bolt.

Antes de começar nosso top10, seguem algumas menções honrosas, pois são nomes que foram ventilados na redação e certamente muitos leitores considerariam:

– Lewis Hamilton;

– Cristiano Ronaldo;

– Connor McGregor;

– Valentino Rossi;

– Rafael Nadal

– Kelly Slater

Agora, vamos ao que interessa, segue nossos Top10 e em seguida todos os currículos de conquistas dessas feras:

Leonel Messi

Serena Williams

Roger Federer

Teddy Riner

Simone Biles

Tom Brady

Katie Ledecky

Lebron James

Demetrious Johnson

Sidney Crosby

Vamos à lista:

10– Sidney Crosby

crosby

O melhor jogador de Hockey do planeta, comparado com o maior de todos os tempos Wayne Gretzky. Esse é o canadense Sidney Crosby, que desde 2005 empilha recordes da NHL:

  • Recorde do Pittsburgh Penguins de assistências em uma temporada para um novato (63).
  • Recorde do Pittsburgh Penguins de pontos em uma temporada para um novato (102).
  • Primeiro novato a acumular 100 pontos e 100 minutos de penalidades em uma temporada.
  • Jogador mais jovem na história da NHL a marcar 100 pontos em uma temporada.
  • Jogador mais jovem na história da NHL a marcar 200 pontos em sua carreira (19 anos e 207 dias).
  • Jogador mais jovem na história da NHL a marcar 100 pontos em duas temporadas consecutivas.[3]
  • Jogador mais jovem a ser eleito para o Jogo das Estrelas da NHL.
  • Jogador mais jovem na história da NHL a conquistar o Troféu Art Ross.
  • Jogador mais jovem na história da NHL a conquistar o Troféu Lester B. Pearson Award.
  • Jogador mais jovem na história da NHL a ser eleito para o Primeiro Time das Estrelas.
  • Jogador mais jovem na história da NHL a ser eleito o capitão titular de seu time (em janeiro de 1984 Brian Bellows, do Minnesota North Stars, tornou-se capitão interino de seu time quando era cinco meses mais novo que Crosby, mas ele só o foi durante a segunda metade da temporada de 1983-84, enquanto substituía o capitão Craig Hartsburg, que estava contindido).
  • Capitão mais jovem na história da NHL a conquistar a Copa Stanley (21 anos, 10 meses e 5 dias).
  • Autor do primeiro gol em prorrogação a decidir uma medalha de ouro olímpica, em 28 de fevereiro de 2010.
  • Copa Stanley: 2009, 2016, 2017
  • Troféu Maurice “Rocket” Richard: 2010, 2017
  • Troféu Art Ross: 2007, 2014
  • Troféu Lester B. Pearson: 2007, 2013, 2014
  • Troféu Hart: 2007, 2014
  • Troféu Conn Smythe: 2016, 2017
  • Primeiro Time de Estrelas da NHL: 2007, 2013, 2014, 2016
  • Segundo Time de Estrelas da NHL: 2010, 2015, 2017.

Razão de estar na lista: Desde que entrou na liga demonstrou seu potencial que era esperado quando foi draftado com a primeira escolha, liderando desde cedo o Pittsburgh Penguins e tendo estatísticas impressionantes em 12 temporadas consecutivas, o melhor jogador da NHL abre nossa lista.

9 – Demetrious Johnson

johnson

Demetrious Johnson, o Migthy Mouse, silenciosamente se tornou o campeão mais dominante do UFC. Após ser derrotado por Dominic Cruz, Johnson desceu de categoria para se tornar o campeão. Ele conquistou o título dos peso-mosca em dezembro de 2012 ao derrotar Joseph Benevides por pontos. Alguns números do Migthy Mouse:

  • Invicto em 13 lutas no UFC(12-0-1), sendo 12 vitórias consecutivas
  • Primeiro campeão peso mosca do UFC, quando foi anexado o WEC
  • 2-1 no WEC, com vitórias sobre Damacio Page e Nick Pace e uma derrota apertada contra Brad Pickett
  • Atleta de diversas modalidades no colegial
  • Dez vitórias por finalização(quatro chaves de braço, três mata-leão, uma kimura, uma americana e uma guilhotina), cinco vitórias por nocaute;
  • Defendeu seu cinturão peso mosca por 10 vezes consecutivas;
  • Venceu o ESPY Award em 2017 na categoria “Melhor Lutador”.

Razão de estar na lista: Demetrious Johnson é campeão do UFC desde 2012, sempre com vitórias dominantes sem ser ameaçado seriamente por nenhum adversário. O atleta mais dominante do UFC tem que estar na nossa lista.

8 – Simone Biles

biles

Simone Biles, uma estrela que tomou de assalto o mundo da ginástica nas Olímpiadas do Rio 2016, com feitos comparáveis a grande Nadia Comanecci, vêm dominando o mundo da ginástica desde os 15 anos. Seus feitos são citados abaixo:

  • Campeã mundial em 2013 do Individual Geral e Solo;
  • Campeã Mundial em 2014 do Individual Geral, Trave de equilíbrio, Solo e por equipes;
  • Campeã Mundial em 2015 do Individual Geral, Trave de equilíbrio, Solo e por equipes;
  • Campeã Olímpica no Rio 2016 do Individual Geral, Solo, Por equipes e salto sobre o cavalo.

A garota tirou o ano de férias de 2017 e já voltou a competir em 2018 como franca favorita a todos os títulos possíveis até a Olimpíada de Tóquio, onde terá 23 anos ainda.

Razão de estar na Lista: Em uma modalidade com tanta rotatividade de atletas devido a aposentadorias precoces, Simone Biles venceu todos os títulos possíveis em 4 anos consecutivos, demonstrando grande capacidade em vários aparelhos o que é raro na Ginástica atual, e seus feitos comparados a gênios do passado como Nadia Comanecci e Larissa Latynina.

7 – Lionel Messi

messi

O esporte mais popular do mundo também deve ter seu representante no top ten e ninguém melhor que o gênio argentino Lionel Messi, um prodígio que foi levado para a Espanha com 13 anos, pois nenhum clube argentino quis pagar o tratamento de crescimento que ele precisava, devido distúrbio hormonal que afetava seu desenvolvimento. Levado por empresários, Leo chamou a atenção do Barcelona e depois foi só história. Estreou com 16 anos entre os profissionais e desde então tem colecionado prêmios e recordes:

Artilharias

Razão de estar na lista: a eterna briga entre CR7 e Messi gerou um bug na nossa calculadora. Os dois disputam títulos de melhor do mundo há 10 anos, os dois se revezam na artilharia de tudo, um tem mais sucesso no clube outro na seleção. Mas como talento puro o nosso Blog escolheu a genialidade do Leo.

6 – Teddy Riner

riner

O francês nascido em Guadalupe caminha a passos largos para se tornar o maior judoca da história. Teddy Riner teve sua última derrota na semifinal de Pequim 2008 contra o Uzbeque Tangriev e desde então não foi mais derrotado no tatame em sua categoria e na categoria Absoluto. Simplesmente impressionante, sendo 143 lutas invicto. Se isso não é dominar um esporte, não sei mais o que é:

  • 143 lutas invicto
  • Bicampeão Olímpico – 2012/2016
  • Decacampeão Mundial – 2008 a 2017
  • Desde a categoria juvenil, Teddy Riner só perdeu 7 lutas na carreira.

Razão de estar na Lista: Não perde uma luta desde 2008 com 143 lutas invicto… Sem mais.

5 – LeBron James

james

LeBron James talvez seja um dos jogadores que mais divide opiniões na história da NBA, uns achando maior que Michael Jordan, outros achando que ele só faz panela em times para ganhar seus títulos. Mas o talento dele é inegável, sendo o jogador mais completo da NBA na atualidade. LeBron já era uma lenda no colegial e foi draftado diretamente do High School pelo Cleveland Cavaliers no draft de 2003. Levou um limitado Cavaliers à final da NBA, sendo varrido pelo San Antonio Spurs. Em 2010 se envolveu em uma grande polêmica ao fazer uma transmissão ao vivo para anunciar que estava se transferindo para o Miami Heat, que estava formando um grande time com Cris Bosh e Dwayne Wade. Lá venceu 2 títulos consecutivos até voltar em 2014 para Cleveland e liderar a equipe a um título incrível contra o Warriors em 7 jogos, série a qual LeBron teve média triple double.

Razão de Estar na Lista: LeBron James é o jogador de basquete mais completo do mundo e jogando em times diferentes elevou o jogo de sua equipe ao ponto de estar nas Finais nos últimos 7 anos. Está em patamar de se igualar aos maiores da história e ainda tem muita lenha para queimar.

4 – Roger Federer

federer

Roger Federer cada vez mais se parece com o vinho, quanto mais velho melhor ele joga e mais ele se reinventa. Esse Suíço consegue aliar a técnica de sempre, experiência de 15 anos entre os melhores do mundo e cada ano com um estilo diferente. Até seu maior nêmesis Rafael Nadal foi completamente superado, sendo derrotado por 5 vezes em 2017, algo inédito na carreira de ambos. Vamos aos números de Roger:

  • Recordista de GrandSlam entre os homens – 20
  • Recordista de Títulos em Wimbledon – 8
  • Recordista de títulos USOpen – 5
  • Recordista de títulos da Australian Open – 6
  • Recordista de títulos do ATP Finals – 6
  • 302 semanas como líder do ranking
  • 237 semanas consecutivas como líder do ranking
  • Ganhou 6 ou mais títulos em 7 torneios diferentes: Federer ganhou 9 títulos no Halle Open (ATP 500), 8 títulos em Wimbledon (Grand Slam), 8 títulos no Swiss Indoors (ATP 500), 7 títulos em Cincinnati (Masters 1000), 7 títulos no Dubai Tennis Championships (ATP 500), 6 títulos no Australian Open (Grand Slam) e 6 títulos nas World Tour Finals.
  • Segundo maior tenista em número de títulos e vitórias em torneios, atrás apenas de Jimmy Connors.

Entre os anos de 2015 e 2016, as contusões levaram Federer a mudar seu estilo de jogo, fazendo com que voltasse a dominar o circuito, escolhendo os torneios maiores e se poupando da dura temporada de saibro.

Razão de estar na nossa lista: ao final de sua carreira terá a maioria dos recordes da ATP, 15 anos entre os líderes do ranking, técnica soberba e reinventou seu jogo para ter maior longevidade na carreira, voltando a dominar o circuito.

3 – Tom Brady

brady

Uma das mais impressionantes características de Tom Brady é a superação. QB vindo da Universidade de Michigan, não tinha o biotipo ideal da posição, por isso foi draftado na longínqua sexta rodada para ser basicamente um bom backup do emergente New England Patriots. No seu primeiro ano só lançou 3 passes mas continuou treinando e lutando quando a sorte lhe sorriu. Na terceira rodada de 2001, o titular Drew Bledsoe sofreu uma grave contusão e o jovem da Califórnia assumiu a posição de QB da equipe para não sair mais. De lá para cá só história:

  • Quarterback com mais aparições em Super Bowls: 7
  • Maior número de passes lançados para touchdown em Super Bowls: 15[
  • Maior número de passes completados em Super Bowls: 207
  • Maior número de passes tentados em Super Bowls: 307
  • Maior número de jardas aéreas em Super Bowls: 2 071
  • Maior número de passes completados em um Super Bowl: 43 (LI)
  • Único quarterback a ser titular e vencer três Super Bowls antes de fazer 28 anos.
  • Maior número de partidas disputadas em jogos de pós-temporada: 34
  • Maior número de vitórias em partidas de pós-temporada: 25
  • Maior número de vitórias consecutivas de um quarterback em jogos de pós-temporada: 10 (2001, 2003, 2004)
  • Maior número de participações em finais de conferência: 11
  • Maior número de passes para touchdown em pós-temporada na carreira: 53
  • Maior número de jardas ganhas em jogos de pós-temporada: 7.345
  • Maior número de passes para touchdown em um quarto: 5 (2009)
  • Maior porcentagem de passes completados em um jogo: 92,9% (2007)
  • Maior diferença entre o número de passes para touchdown (50) e interceptações (8) em uma temporada: +42 (2007)
  • Maior número de jogos em jogos em uma temporada com três ou mais passes para touchdown: 12 (2007)
  • Maior número de passes para touchdown em um mês: 20 (outubro de 2007)
  • Maior número de vitórias em prorrogação sem derrota: 9-0[
  • Maior número de passes completos sem ser interceptados ao começar uma carreira: 162
  • Maior sequência de jogos com três ou mais passes para touchdown: 10
  • 97–30 (temporada regular), 111–34 (carreira) como titular
  • 8–1 (carreira) em jogos com prorrogação
  • 30 campanhas que viraram uma partida após estar perdendo ou o jogo estar empatado no último período.
  • Melhor aproveitamento por um quarterback em seus primeiros cem jogos como titular: 76
  • O mais rápido quarterback a chegar à marca de duzentos passes para touchdown com menos de cem interceptações: 116/88

Razão de estar na Lista: Logicamente que facilita ter um dos maiores técnicos da história do jogo, e alguns fatos no mínimo estranhos que acontecem em New England. Mas o que ninguém pode negar é seu amor ao jogo, seu espírito de luta e sua vontade vencer. Tom Brady é muito clutch e começa a retirar todas as dúvidas de quem seria o GOAT da NFL. Os números de Brady e o Patriots em uma liga feita para ser a mais equilibrada de todas na América impressionam cada vez mais, desde o mais fanático até aqueles novatos que só ouvem falar da final do SuperBowl(tsc)

2 – Serena Williams

serena

O que falar então da caçula das irmãs Williams, que domina completamente o tênis feminino nos últimos 10 anos, demonstrando uma grande técnica, força física muito superior as adversárias além da força mental impressionante? Após vencer o Australian Open de 2017, Serena se retirou do circuito devido a gravidez e seu posterior casamento. Desde então temos visto uma grande rotatividade de líderes do ranking, tamanha a disparidade de Serena Williams para as Top ten da WTA. Alguns números desse fenômeno:

  • Com os 23 troféus conquistados em torneios do Grand Slam, ela é a segunda maior campeã da história de torneios do gênero Steffi Graf e a um de igualar a australiana Margaret Smith Court.[3]
  • Com a conquista do torneio de Australian Open, torna-se na mais velha campeã de qualquer Grand Slam na Era Profissional.
  • É a mais velha campeã de todos os quatro Grand Slam do momento: Wimbledon, aos 34 anos, Australian Open, com 35 anos; Roland-Garros, aos 33 anos e 251 dias; e US Open, aos 32 anos e 330 dias.
  • Com a conquista do torneio de Wimbledon de 2015, chega ao total de US$ 72,6 milhões de prêmios oficiais acumulados na carreira, marca somente superada por três tenistas masculinos: Roger Federer, Novak Djokovic e Rafael Nadal.
  • Com oito conquistas, é de longe a tenista com mais de 30 anos em toda a história com maior número de troféus de torneios do Grand Slam. Muito acima dos três de Margaret Court e Martina Navratilova e dos dois obtidos por Chris Evert e Billie Jean King. Também venceram Ann Jones, Na Li e Virginia Wade.
  • Com sete troféus de simples em Wimbledon, ela se iguala a Steffi Graf e a dois de Martina Navratilova. Serena tem ainda mais cinco de duplas em Wimbledon, ao lado da irmã Venus Williams.
  • Com a conquista do torneio de Wimbledon de 2015, ela, que já tinha a maior distância entre o primeiro e o mais recente troféu de Slam da Era Profissional, também passou a ter em toda a história do tênis, pois seu primeiro título foi no US Open de 1999, portanto há 15 anos e 10 meses, superando Helen Wills Moody.
  • Com 248 semanas, é a quartas tenista em toda a história do tênis a ficar mais tempo no topo do ranking mundial feminino. Ela somente é superada por Chris Evert (260), Martina Navratilova (332) e Steffi Graf com 377. A primeira vez que Serena chegou ao número 1 foi em 8 de julho de 2002.
  • Com a conquista do torneio de Wimbledon de 2015, chegou ao 68º título da carreira, igualando Evonne Goolagong e deixando Billie Jean para trás. Com isso ficou atrás apenas de quatro tenistas: Martina Navratilova (167), Chris Evert (154), Steffi Graf (107) e Margaret Smith Court (92).
  • Tem 280 vitórias em torneios do Grand Slam. E com essa marca, se aproxima de Chris Evert (299) e Martina Navratilova, com 306. Em Wimbledon, ela tem 79 vitórias, em 89 jogos disputados no torneio, ficando atrás apenas de Martina Navratilova (120) e Chris Evert, com 96 vitórias.
  • Serena ganhou 29 de suas últimas 31 finais disputadas. E suas últimas derrotas foram diante de Victoria Azarenka, nos torneios de Cincinnati e Doha de 2013.
  • Com 4 medalhas de ouro(uma no simples, três em duplas) Serena é a segunda maior campeã olímpica da história do tênis, entre homens e mulheres, apenas atrás de sua irmã Vênus Williams.
  • Nas Jogos Olímpicos de Londres 2012, protagonizou o primeiro ”pneu”(set vencido por 6/0) em uma final olímpica de tênis, bem como a partida mais curta(em número de games disputados)em uma final feminina de Olimpíadas na história do esporte.

Razão de estar na nossa lista: Dominou os torneios nos últimos 8 anos, liderando o ranking praticamente por todo o tempo. Todos sabem que será uma questão de tempo ela reassumir o domínio, pois volta ao circuito em Fevereiro. Domínio técnico, físico e mental contra todo o circuito. Provavelmente umas das 3 maiores tenistas da história.

1 – Katie Ledecky

ledecky

Para vocês terem uma idéia, essa jóia é tratada como tendo uma carreira tão impressionante como Michel Phelps, recordista histórico de medalhas em Jogos Olímpicos. Essa é Katie Ledecky, que ganhou seu primeiro ouro olímpico em Londres 2012 com apenas 15 anos e começou a dominar as provas longas de piscina da Natação Mundial. Com 20 anos ainda tem 10 títulos mundiais e 5 títulos olímpicos distribuídos nas provas de 400, 800 e 1500 m, alem do revezamento 4 x 200 livre.

  • Lista dos recordes mundiais batidos por Katie Ledecky:
  • 400 livre
    9 de agosto de 2014 – 3:58.86 no Campeonato Americano em Irvine, Califórnia, Estados Unidos recorde anterior 3:59.15 de Federica Pellegrini
    23 de agosto de 2014 – 3:58.37 no Pan Pacífico em Gold Coast, Austrália
  • 800livre
    3 de agosto de 2013 – 8:13.86 no Mundial de Barcelona recorde anterior 8:14.10 de Rebecca Adlington
    22 de junho de 2014 – 8:11:00 no Woodlands Senior Meet no Texas, Estados Unidos
    8 de agosto de 2015 – 8:07.39 no Mundial de Kazan, Rússia
    17 de janeiro de 2016 – 8:06.68 no Arena Pro Swim Series em Austin, Texas, Estados Unidos
  • 1500 livre
    30 de julho de 2013 – 15:36.53 no Mundial de Barcelona recorde anterior era de Kate Ziegler 15:42.54
    19 de junho de 2014 – 15:34.23 no Woodlands Senior Meet no Texas, Estados Unidos
    24 de agosto de 2014 – 15:28.36 no Pan Pacífico em Gold Coast, Austrália
    3 de agosto de 2015 – 15:27.71 no Mundial de Kazan, Rússia
    4 de agosto de 2015 – 15:25.48 no Mundial de Kazan, Rússia

Katie tem uma superioridade incrível nas provas de longa distância. Por exemplo, nos 1500m livre, possui os sete melhores tempos da história da prova, todos conquistados nos últimos três anos. Importante relembrar que os 1500m livre se tornaram olímpicos para os Jogos de 2020. O melhor tempo da história sem ser o dela é da dinamarquesa Lotte Friis, com 15m38s38, feitos em 2013.

Nos 400m metros livre, prova que venceu no primeiro dia do Mundial, seu domínio é maior. Os nove melhores tempos da história são dela. Federica Pellegrini, com 3m59s15, anotados em 2009, na época dos trajes, é a melhor colocada das “mortais”. O recorde de Katie é de 3m56s46.

Na prova dos 800 metros livre é dona das 14 melhores marcas da história. Seu recorde, 8m04s79, é quase dez segundos mais rápido que a britânica Rebecca Adlington, que tem 8m14s10 e é a segunda melhor de todos os tempos.

Razão de estar na lista: Ela tem apenas 20 anos e domina 4 provas diferentes a 4 anos. Realmente incrível onde essa menina pode chegar, com títulos e recordes mundiais batidos na sequência. Podemos estar vendo o começo da carreira de mais um fenômeno do esporte.

É isso ai! O que achou da lista? Comente e compartilhe com os amigos. Deixe a sua opinião.

Caio Fillipi é um apaixonado pelos esportes e escreve exclusivamente para o blog Major Sports.

#Sports4Life

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s