basketball

NBA Power Ranking – #R∃V∃RSO – Fevereiro

Final de fevereiro e a temporada se desenha com os playoffs cada vez mais próximos. PR dessa semana será dedicado aos times incompreendidos, onde perder é o que há. Partiu PR:

30 (-1) Phoenix Suns (18-44) Agora sim, pode-se dizer que o Suns “ilumina” toda a classificação da NBA. Mais um ano para se esquecer e apenas Devin Booker como a principal esperança e referência para (mais uma) nova equipe, agora em torno do camisa #1. Booker quebrou o recorde do torneio de 3 pontos do All-Star Weekend, o que acendeu uma fagulha para o futuro (quem sabe?).
Jogos na semana: Grizzlies (fora), Thunder (casa), Hawks (fora) e Heat (fora)

suns

29 (+1) Atlanta Hawks (18-43) Atlanta também inicia seu processo de tank de forma mais acelerada. Com a dispensa de Ersan Ilyasova e com Dewayne Dedmon com menos tempo de quadra, a ideia é dar a chave da franquia para a molecada até abril e quem sabe contar com um grande reforço do universitário. As chances disso acontecer são bem altas.
Jogos na semana (todos em casa): Pacers, Warriors e Suns

28 (-1) Orlando Magic (18-42) Orlando não irá para o full rebuild, pois manteve Nikola Vucevic na equipe da Flórida. Ainda ninguém entendeu ao certo o porquê de trocar Elfrid Payton e por uma escolha tão baixa de Draft. Coisas que só acontecem com o Magic.
Jogos na semana: Raptors (casa), Pistons (casa), Grizzlies (casa) e Jazz (fora)

 27 (-1) Sacramento Kings (18-42) Salvo alguns lampejos de Vinsanity e Z-Bo e uma jogada ou outra de De’Aaron Fox ou uma partidaça de Buddy Hield ou Bogdan Bogdanovic, os Kings seguem forte no seu processo de rebuild, também. Mas diferente dos outros anos, a perspectiva é a melhor possível, pois a base é muito boa.
Jogos na semana: Blazers (fora), Nets (casa), Jazz (casa) e Knicks (casa)

26 (-1) Memphis Grizzlies (18-41) O time do Tennessee está perto de conseguir passar o mês inteiro de fevereiro sem conquistar uma vitória. A última foi no dia 29/01, contra Phoenix. Os Grizz ainda podem perder Tyreke Evans, que voltou a conviver com as lesões. O próximo passo seria dar “férias antecipadas” para Marc Gasol, visando o Draft. Mas isso, por enquanto, é fora de questão.
Jogos da semana: Suns (casa), Nuggets (casa), Magic (fora) e Spurs (fora)

25 (+3) Dallas Mavericks (19-42) Mark Cuban (tava sumido…) jogou a real e falou que o objetivo dos Mavericks é perder em prol do tank. A liga chegou até a multar o dono dos Mavs e o time fez o contrário na semana, chegando a fazer jogo duro contra Utah e vencendo Indiana! O que o lado azul do Texas quer?
Jogos na semana: Thunder (casa), Bulls (fora) e Pelicans (casa)

cubanCuban agitou a NBA com suas declarações… que convenhamos, só disse a verdade

24 (-) Brooklyn Nets (20-41) Voltou ao perde-ganha. Contra seus rivais “diretos” tem vencido os jogos. O que isso tem de ruim? Pergunte ao torcedor dos Cavaliers que esperam melhores chances no Draft e escolher um Ayton da vida, por exemplo… Como Brooklyn não tem nada a ver com a história, vai lapidando a garotada.
Jogos na semana (todos fora): Cavaliers, Kings e Clippers

23 (-) Chicago Bulls (20-40) Com Cameron Payne de volta o tank é real. Chicago muda sua rotação e espera tankar com sucesso, começando um pouco atrasado, verdade. Com LaVine e Portis querendo mostrar serviço, pode ser um empecilho para o projeto Doncic 2018.
Jogos da semana: Hornets (fora), Mavericks (casa) e Celtics (casa)

22 (-) New York Knicks (23-36) A lesão do Porzingis estragou os planos. Agora, é hora de ver e repensar o futuro. O salário de Joakim Noah continuará sendo pago, mesmo com rumores indicando o franco-americano nas equipes que brigam por título em 2018. Olho em Trey Burke.
Jogos na semana (todos fora): Clippers e Kings

21 (-) Los Angeles Lakers (26-34) Tank não mais? É o que vem se mostrando após a virada de ano. Os angelinos tem crescido de produção e agora com Lonzo Ball de volta, a tendência é que suba ainda mais (não a ponto de chegar nos playoffs, mas dá uma cara a equipe). Será que só isso será suficiente para trazer o tão sonhado e aguardado All-Star?
Jogos na semana: Heat (fora), Spurs (fora) e Trail Blazers (casa)

20 (-) Charlotte Hornets (27-33) Agora? Buzz City parece ter encontrado algum rumo, aproveitando sua invencibilidade pós-ASG (3 vitórias em 3 jogos). Se vai chegar? Só por um milagre daqueles muito bem escritos, pois as chances são bem pequenas.
Jogos na semana: Bulls (casa), Celtics (fora), 76ers (fora) e Raptors (fora)

hornets

19 (-) Detroit Pistons (28-32) Estão querendo quebrar a cara deste que vos escreve. Detroit parece ter acabado de “empolgar” e começa a perder o Heat na classificação (3 jogos atrás de Miami). Se Blake Griffin melhorar a pontaria e errar menos, as coisas podem melhorar. – Jogos na semana: Bucks (casa), Magic (fora), Heat (fora) e Cavaliers (fora)

18 (-) Utah Jazz (31-30) A parada não foi boa para Utah. Três jogos e apenas uma vitória (e de maneira sofrida contra Dallas) e parecia estar perto da zona dos playoffs, mas vai ter de remar mais um pouco para chegar lá. Se não for dessa vez, tem totais condições de vir forte em 2018-19. – Jogos na semana: Timberwolves (casa), Kings (fora) e Magic (casa)

17 (-) Miami Heat (31-29) Objetivo ainda está sendo alcançado: voltar aos playoffs. Com seu ídolo de volta, o time terá o “caminho das pedras” mais facilitado e por alguém que já conhece a casa. Erik Spoelstra merece pelo menos ser mencionado para o prêmio de técnico da temporada. – Jogos na semana (todos em casa): 76ers, Lakers, Pistons e Suns

16 (-) Los Angeles Clippers (31-27) A troca fez com que a equipe buscasse pelo Draft na teoria. Na prática, o time está a dois jogos de desvantagem para os Nuggets, o oitavo do Oeste. Coisas que não dá pra entender. Por serem equipes que se equivalem (incluindo também o Jazz), essa oitava vaga promete fortes emoções.  – Jogos na semana: Nuggets (fora), Rockets (casa), Knicks (casa) e Nets (casa)

Fechando o ranking

15 (-3) Denver Nuggets (33-27) O mês está muito bem. NOLA que está impossível

14 (-) Philadelphia 76ers (32-26) Embiid incorporando Dikembe Mutombo? Conte-me mais…

Embid

13 (-3) Milwaukee Bucks (33-26) O mesmo do Denver se aplica a Milwaukee

12 (-1) Oklahoma City Thunder (35-27) Tem a chance de se redimir só batendo nos bêbados

11 (-2) Indiana Pacers (34-26) Meu amigo… Que equipe é essa em 2018!

10 (+3) Portland Trail Blazers (34-26) Quinteto ajeitado, mas que só vai longe se for #5 ou #6

9 (+6) New Orleans Pelicans (34-26) Pelo mês, AD merece entrar na discussão para MVP

davis

8 (-) Washington Wizards (35-25) Contrariando todas as HP e Casio existentes no mundo

7 (-1) San Antonio Spurs (36-25) Ainda vão acreditar no Kawhi?

6 (-1) Cleveland Cavaliers (35-24) Sufoco não passa… Só se não quiser

5 (+2) Minnesota Timberwolves (38-26) Vai rever os conceitos, Thibs?

4 (-) Boston Celtics (43-19) Acordou pra vida

3 (-) Toronto Raptors (42-17) Cangote só sendo fungado

2 (-) Golden State Warriors (47-14) Não sabe brincar

1 (-) Houston Rockets (47-13) Está com o Gameshark ativado

 

O Power Ranking inverso sai todo final de mês e é feito pelo Vitor @chaveatle Silva, especialmente para o blog Major Sports

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s