baseball

LENDAS DO #BASEBALL: STAN, THE MAN

Muitos homens nascem todos os anos, poucos estão destinados à tamanha grandeza. 

musial-color-bats-64-apjpg-8aa939b988a7a572

Na pequena cidade de Donora, no estado Norte-americano da Pennsylvania, nasceu e cresceu entre cinco irmãos (Sendo ele o quinto dos seis filhos) aquele que mais tarde seria conhecido como “Stan the man” (Traduzido a grosso modo como Stan, o cara).

Stanley Frank Musial, jogou por 22 maravilhosos anos na Major League Baseball, nunca abandonando seu único time, o Saint Louis Cardinals. Pouquíssimos jogadores na história tem um currículo tão parrudo como Stan, que em sua carreira rebateu impressionantes .331 como média, obteu 3,630 rebatidas totais, 475 home runs, tendo ainda impulsionado 1,951 corridas.  Finalizando sua carreira com um monstruoso WAR de 128.1.

Ao longo de sua carreira, Musial foi selecionado 24 vezes para o jogo das estrelas, angariou três dos onze títulos da franquia (1942, 1944 e 1946). Se tornou o MVP três vezes, nas temporadas de 1943, 1946 e 1948, foi sete vezes campeão de rebatidas da liga nacional e por fim foi introduzido ao Hall da Fama da MLB em 1969 com 93.2% dos votos na primeira tentativa.

Sem sombra de dúvidas o maior jogador a vestir a camisa com os pássaros no bastão, Stan ainda se tornaria um herói fora dos campos, servindo na Marinha Norte-americana no período de 1945 a 1946. Com o término da guerra e de seu período de serviço, Musial voltaria para os gramados no mesmo ano, onde permaneceu até sua aposentadoria no ano de 1963 aos 42 anos de idade.

Com o surgimento da famigerada “sabermetrics’’, Bill James comprovou em 2001 que Stanley não foi apenas um grande jogador, mas sim o 10º melhor jogador na história do Baseball e o segundo melhor campista esquerdo de todos os tempos.  A lenda viva faleceu no começo de 2013, aos 92 anos de idade.

stan-musial-funeral-044

Stan Musial, acima de tudo, significa excelência e perfeição no esporte mais difícil do mundo. Para os fãs de Saint Louis, seu nome é um adjetivo de grandeza e esperança.  Sua estátua em bronze está no portão de boas vindas do Busch Stadium, a casa do Cardinals e sua lembrança nunca será apagada. Antes de seu falecimento, todos os anos o time se reunia em frente a ele para pedirem-lhe sua bênção na temporada que se iniciaria, servia como um sinal de boa sorte.

Dificilmente veremos alguém que jogue no mesmo nível que ele, mas podemos sempre olhar para trás para ver uma lenda que viveu entre a maioria de nós, diferente de muitos outros. A camisa 6 de Saint Louis nunca mais será vista em campo, mas seu peso está gravado para sempre na história.

Obrigado por tudo e descanse em paz, “Stan the man”.

stan-musial

Luís Fratoni

 

Luís “clubista” Fratoni é daqueles caras que respiram o amor pelo time, da pra perceber pelo apelido. O “clubista” escreve especialmente para o blog Maior Sports

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s