baseball

Preview: Atlanta BRAVES

At(por Felipe Wenzel)

Os tambores vão ecoar, o Tomahawk Chop vai começar e as machadinhas irão balançar novamente no novíssimo estádio do Atlanta Braves, que vem para mais uma temporada, afim de voltar a se tornar uma potência na NL EAST. Confira o preview dos Bravos.

144

CHEGADAS e SAÍDAS

Os Braves não tiveram grandes mudanças no roster para 2018. As mudanças mais importantes foram as saídas do OF Matt Kemp, envolvido numa troca com LA Dodgers, e do 1B/3B Matt Adams que teve o contrato encerrado e não renovou (acertou com o Washington Nationals). O 3B Adonis Garcia também saiu mas esse jogou bem pouco ano passado (passou grande parte da temporada na lista de lesionados). No grupo de arremessadores não teve nenhuma saída relevante nessa offseason.

Na troca com o Dodgers, o Braves recebeu 4 jogadores: RHP Brandon McCarthy, LHP Scott Kazmir, INF Charlie Culberson e o 1B Adrian Gonzalez que já foi liberado e assinou com o NY Mets. Pra reforçar o bullpen, chegaram 2 jogadores: RHP Josh Ravin (ex-Dodgers) e o RHP Shane Carle (ex-Pirates). Com nenhuma chegada de grande impacto, talvez McCarthy é o que possa trazer algum “up” de imediato, mas nada muito de extraordinário.

LINEUP e ROTAÇÃO

Rotação

usa-today-9240580.0Julio Teheran (em 2017: 11-13, 4.49 ERA, 151 Ks e 31 HR cedidos) vem sendo o ace de Atlanta nas últimas temporadas, sendo o pitcher do time no Opening Day nos 4 últimos anos. Vai tentar se recuperar depois de uma temporada ruim, especialmente jogando no SunTrust Park (a nova casa dos Braves substituindo o Turner Field), onde cedeu muitos HRs.

Mike Foltynewicz (em 2017: 10-13; 4.79 ERA, 143 Ks e 20 HRs cedidos) foi o melhor arremessador do Braves ano passado, chegando a flertar até com no-hitter, inclusive. Ainda mostra uma certa irregularidade mas desde que estreou na MLB, Folty vem mostrando uma boa evolução.

Brandon McCarthy (em 2017: 6-4; 3.98 ERA, 72 Ks e 5 HRs cedidos) chega para dar mais experiência para a rotação do time. Jogador rodado, já atuou por 6 times em 12 anos na MLB.

As últimas duas vagas da rotação ainda estão abertas: Luiz Gohara, Sean Newcomb e Scott Kazmir brigam por elas. Gohara, naturalmente, seria o pitcher #4 da rotação, mas está lesionado na virilha e ficará pelo menos uma semana fora das atividades no Spring Training. Os canhotos Newcomb e Kazmir também brigam por um lugar na rotação. Newcomb, que é tido como uma grande promessa da farm de ATL, debutou ano passado e teve bons números para um calouro (4.32 ERA, 108 Ks e 10 HRs cedidos). Kazmir não jogou ano passado e é um veterano de 34 que já teve bons momentos na liga. Se for bem no ST, pode até ter chance de entrar na rotação. Correndo por fora, tem 3 arremessadores oriundos da Farm: Max Fried, Matt Wilser e Aaron Blair

goharaLuis Gohara

O Braves é bem provável que inicie a temporada com sua rotação formada por 4 pithers e não 5. Isso porque o time só terá uma sequência de 5 jogos no fim da segunda semana da temporada regular. Snitker então deve usar Newcomb ou Kazmir como quarto arremessador, enquanto espera o retorno do brasileiro Gohara.

Lineup (projetado via Rotochamp)

CF Ender Inciarte
2B Ozzie Albies

cheaperfreeman
1B Freddie Freeman
C Tyler Flowers
RF Nick Markakis
LF Ronald Acuña
3B Johan Camargo
SS Dansby Swanson

Na posição de catcher o Braves não tem um titular absoluto. Flowers e Suzuki dividiram a posição durante toda temporada passada e nada indica que isso vá mudar este ano. Duas posições estão abertas são na 3B e no LF. A 3B é uma dor de cabeça em Atlanta desde a aposentadoria do Chipper Jones. Os Braves até podem buscar um jogador, embora as opções sejam escassas. Por enquanto, Johan Camargo e Rio Ruiz, dois jovens da Farm brigam pela vaga com vantagem para Camargo. E no campo esquerdo a outra dúvida é mais uma questão legal. Acuña é a grande promessa do Braves nos últimos anos. Desde Jason Heyward não tinha um rebatedor que criasse tanta expectativa quanto o venezuelano. Porém, se o Braves deixar o jogador nas minors por umas semanas, terá controle do contrato dele por mais um ano, assim como fez o Astros com George Springer. Então é bem provável que ele mesmo indo bem no ST inicie a temporada nas ligas menores e Lane Adams fique como LF até abril/maio. Nas demais posições está tudo definido, salvo algum problema de lesão ocorrer.

Expectativa para 2018

O Braves vem de sucessivas temporadas com recorde negativo, fruto dessa reconstrução que iniciou em 2015. Seus torcedores esperam que 2018 marque o fim desse processo e sinalize um futuro promissor para os próximos anos. Com um lineup que mescla experiência de Freeman, Markakis, Flowers com a juventude de Swanson, Albies, Camargo e Acuña, os Chop pela primeira vez nos últimos 3 anos vem com um lineup bem equilibrado. Diferente dos times anteriores que mais pareciam um time de Triple-A, com algumas exceções. Nos arremessos a incógnita é bem maior, pois para ter um bom desempenho será preciso que Teheran volte a ser produtivo e McCarthy traga mais consistência para a rotação. O bullpen é sem dúvida, o setor mais fraco do time, sem grandes reforços, não dá pra esperar que seja um setor confiável. Uma projeção realista, acredito que Atlanta tenha em torno de 74-78 vitórias neste ano.

Fique de olho

O grande jogador do Braves é inquestionável, trata-se de Freddie Freeman. Mas falando de jogadores que estão chegando agora na MLB, o nome ser observado é do OF Ronald Acuña, que para muitos especialistas o melhor prospect do beisebol em 2018. Outro jovem pra ficar de olho é o 2B/SS Ozzie Albies que subiu para a major league na parte final da temporada e mostrou qualidade tanto no bastão quanto na defesa. O Braves aposta fortemente no trio Acuña, Albies e Swanson (esse tentando se recuperar de sua primeira temporada completa, em que deixou a desejar). Nos arremessos, a grande expectativa fica sobre o grande (literalmente) Luiz Gohara, o pitcher brazuca mostrou qualidade e personalidade ano passado quando teve uma ascensão meteórica saindo do Single-A para MLB em menos de um ano.

acuñaRonald Acuña

Farm

O grande motivo dessa reconstrução pela qual o Braves vem passando é para dar mais qualidade para seus times de ligas menores, tornar a Farm uma das melhores do beisebol. Uma das Farms mais qualificadas da MLB, junto com a do Chicago White Sox. Além dos nomes já citados como Acuña, Albies, Camargo, Gohara, Newcomb, outras esperanças são o reliever A.J. Minter que deve começar a temporada como opção do bullpen, o 3B Austin Riley que vem crescendo ano após ano de rendimento deve ganhar espaço com o passar dos jogos, os pitchers LHP Max Fried, LHP Kolby Allard e o RHP Mike Soroka podem receber chances no decorrer da temporada, especialmente se algum pitcher da rotação vier a se lesionar, algo que sempre ocorre.

minterA.J. Minter

No começo da offseason estourou um escândalo que atingiu em cheio a Farm e o front office do Braves. Uma série de irregularidades na assinaturas com jovens jogadores do mercado internacional, acarretaram no banimento do GM John Copolella do beisebol e o Braves perdeu o direito sobre 13 jogadores que acabaram virando free agents. Entre os destaques dessa debandada, estão o SS Kevin Maitan, o catcher Abrahan Gutierrez, o 2B Yunior Severino e o RHP Juan Contreras. Essas perdas não impactam a Farm a curto prazo, pois são jogadores de 16, 17 anos apenas. Futuramente é que saberemos o quanto Atlanta perdeu pela pilantragem do seu ex-GM.

 

A série de “Previews” da MLB é um oferecimento do blog Major Sports. Nesta matéria tivemos a colaboração de Felipe Wenzel, o @BravesBrasil no twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s