baseball

PREVIEW – PITTSBURGH PIRATES

pirateslogo

Os anos dourados da equipe de Pittsburgh na primeira metade dessa década ficou num passado bem distante. Após alcançar os playoffs de 2013 a 2015, inclusive com 2 temporadas acima de 90 wins. Aquele grande time liderado pelo MVP McCutchen e seu ace Gerrit Cole finalmente acabou, o time abraçou o rebuild com a troca dos dois símbolos dessa equipe após uma péssima temporada de 2017 com 75-87, muito distante do WildCard. Seu ataque ficou em número 13 da Liga Nacional em números totais e entre os arremessadores ficaram em Nono, apesar do PNC Park ser um conhecido Pitcher Park. Além do imbróglio com o terceira base Kang, preso na Coréia do Sul devido reincidência em acidentes de carro.

Como veremos a seguir muitas mudanças ocorreram na terra do Aço, e o coach Clint Hurdle terá muito trabalho para ajustar essa equipe.

CHEGADAS e SAÍDAS

Quem chegou:

– Colin Moran (3B) – Astros

– Joe Musgrove (RHP) – Astros – W-L 7-7 / ERA 4,77

– Daniel Nava (CF) – Philies – AVG 0,301 / 4 HR 21 RBI

– Corey Dickerson (LF) – Rays – AVG 0,282 / 27 HR 62 RBI

Quem saiu:

-Andrew McCutchen (CF) – Giants – AVG 0,291 / 28 HR 88 RBI

– Gerrit Cole (RHP) – Astros – W-L 12-12 / ERA 4,24

– John Jaso (RF)

LINEUP e ROTAÇÃO

Rotação

  1. Jameson Taillon
  2. novaIvan Nova
  3. Tyler Glasnow
  4. Chad Kuhl
  5. Joe Musgrove
  6. Trevor Williams
  7. Shane Bas

Gerrit Cole, seu ace nos últimos anos, foi trocado para o Astros e essa jovem rotação agora vai ter que encontrar um novo líder. Impressionante como a farm dos Pirates consegue criar sempre bons pitchers. O mais experiente é Ivan Nova, que teve uma boa temporada em 2017, apesar da queda de rendimento após o All Star Break. Taillon tem tudo para ter seu ano de afirmação, além de Kuhl e Trevor Williams que são bons starters. A chegada de Joe Musgrove que apresenta bons números de Strikeouts apesar do ERA alto, pode melhorar seus números no PNC Park. Além do prospecto Tyler Glasnow que teve um primeiro ano terrível em 2017.

Bullpen:

riveroCloser – Felipe Rivero

Setup – George Kontos

Setup – Michael Feliz

Setup – Steven Brault

Releiver – Dovydas Neverauskas

Releiver – Nik Turley

Reliever – Josh Lindbrom

Após a troca de Tony Watson para o Dodgers ano passado, o Pirates descobriu uma jóia como closer em Felipe Rivero, com alto percentual de Strikeouts e não cedendo praticamente nada aos ataques no ano passado. Entre os setup destaca-se George Kontos, bom releiver por anos em SF e vários jovens da farm da equipe que terão suas oportunidades nesse rebuild da equipe.

Lineup:

1 – Josh Harrison (2B)

2 – Corey Dickerson (LF)

20160610ACPiratesvsCardinals-9-23 – Starling Marte (CF)

4 – Josh Bell (1B)

5 – Gregory Polanco (RF)

6 – Colin Moran (3B)

7- Jordy Mercer (SS)

8 – Francisco Cervelli (C)

9 – Pitcher

Bench : David Freese – 3B

Adam Frazier – OF

Sean Rodriguez – 2B

Daniel Nava – OF

A referência do lineup e já eleito anteriormente MVP Andrew McCutchen foi embora e agora? Starling Marte tem tudo para assumir a liderança desse ataque com o apoio de Josh Bell e a nova contratação Corey Dickerson, que teve um surpreendente 2017 em Tampa. Josh Harrison deve melhorar seu OBP para ser um leadoff consistente, e esperar que Colin Moran evolua para ser tudo o que era esperado quando era do farm dos Astros.

Previsões da temporada

MVP – Felipe Rivero – o jovem fechador foi promovido a closer e não decepcionou, tendo números próximos de Kimbrel e Jensen, os dois melhores fechadores da última temporada.

Pirates-Cubs-Baseball-2-1Pronto para Estrelato – Jameson Taillon – o jovem arremessador tem tudo para se tornar o Ace da equipe. Teve ótimos números após vim de uma delicada recuperação de câncer no testículo. Esse é o ano de Taillon.

Reforço que pode fazer a diferença – Corey Dickerson – o OF chega ao time para trazer mais potência a um frágil lineup, ajudando muito Bell e Marte.

Saída que fará falta – Andrew McCutchen – além de líder técnico do time era o símbolo da franquia nos últimos anos de sucesso. Obrigado por tudo!

Precisa de um ano melhor – Starling Marte – o CF precisa se livrar das constantes contusões para se estabelecer como o novo franchise player da franquia.

mitch-keller-e1486067304693Top Prospect – Mitch Keller – SP – o arremessador destro está na Double A e projetado para chegar nas Majors em 2019. Tem uma fastball consistente de 98 milhas e bom rating de K/BB em 4 para 1. Projetado para futuro Ace, é o prospecto de número 14 em toda a Liga.

Expectativa para 2018

Após duas temporadas sem ir aos playoffs, Pittsburgh começa sua reconstrução sem dois de seus principais jogadores: Gerrit Cole e Andrew McCutchen.

A primeira impressão que fica ao ler é que a equipe não deve brigar por WildCard e muito menos por divisão, mas, se fizermos uma análise mais profunda, a equipe tem dois substitutos a altura em Starling Marte e Jameson Taillon, além de uma rotação de arremessadores regulares e jogadores que podem surpreender no bastão para os piratas.

As duas trocas deixam os torcedores muito irritados e parecem ser pra liberar espaço na folha salarial e conseguir prospectos, mas a equipe continua forte dentro das possibilidades comparando com franquias de maiores mercados.

Projeção de 78-84 na temporada.

A série de “Previews” da MLB é um oferecimento do blog Major Sports. Nesta matéria tivemos a colaboração de @caiofilippi e @piratesBr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s