baseball

Preview Kansas City ROYALS

kansas_city_royals

Renovação. Essa é a palavra que define a próxima temporada do Kansas City Royals. Nós sabemos que na MLB a renovação pode levar um bom tempo, e mais ainda quando falamos de times de pequeno mercado e pouco capital.

A base do time que conquistou a World Series de 2015, e que já não estava demonstrando tanta força, foi desmontada no período de Free Agency e se em 2017 assistimos o GM Dayton Moore tentar algumas aquisições desesperadas no trade deadline (Melky Cabrera, Ryan Butcher e Trevor Cahil) para tentar uma ultima vaga nos playoffs, esse ano a ideia é diferente: montar um time de jogadores de base que formem um novo ciclo para a conquista de campeonatos.

Porem a tarefa será bastante complicada.

Alem de perder os lideres do time Eric Hosmer e Lorenzo Cain, a farm system do Royals é uma das mais fracas da liga no momento. Ou seja, não só o time está debilitado no presente, também terá grandes problemas em seu futuro próximo.

Com pouco material humano em mãos, Moore conta com um coaching staff que tem como característica extrair boas coisas de jogadores geralmente medianos, para ajudar na montagem da equipe de 2018.

Para encontrar bons prospects, o GM trocou alguns dos jogadores experientes do time, como o P Joakin Soria e o próprio Ryan Butcher, por jogadores de ligas menores na tentativa de reconstruir a base do time, e ainda pode realizar mais trades.

Candidatos fortes para trocas são os pitchers Danny Duff, Kelvin Herrera (que tem o contrato terminando na próxima pós temporada e não deve renovar) e o outfielder Alex Gordon (apesar de seu contrato garantido de 2 anos e 44 milhões nas costas).

MOUSEO 3B Mike Moustakas é outro candidato a trocas. Após não receber nenhuma oferta que considerasse atraente, Moustakas renovou com um contrato barato (1 ano/6,5 milhões). Caso ele tenha uma boa 1º metade da temporada, pode virar moeda de troca na trade deadline.

Já o catcher Salvador Perez deve continuar no time e será uma das peças fundamentais dessa remontagem no elenco. Perez tem apenas 27 anos, foi All Star nas últimas 5 temporadas e tem um contrato excecionalmente barato (4 anos/48 milhões). Uma barganha dessas (ainda mais em uma posição crítica como a de catcher) não se encontra toda hora.

Alem de fortificar a base, a única contratação até o momento para reforçar o time titular na nova temporada foi o 1st base Lucas Duda, que chega para assumir o lugar de Hosmer.

E essa renovação traz ainda uma boa noticia para os fãs brasileiros.

Paulo-Orlando1-1000x600 O talentoso CF Paulo Orlando deve assumir a titularidade no time e ter mais chances de mostrar suas capacidades, como fez em sua boa temporada de 2016, já que em 2017 como reserva não fez um trabalho tão eficiente.

Um jogador que está próximo a subir para as grandes ligas e pode surpreender ainda em 2018 é o shortstop Adalberto Mondesi.  O time renovou com Alcides Escobar por apenas um ano, o que abre um futuro caminho para o californiano de 22 anos. Tudo indica que em 2019 Mondesi terá o SS titular dos Royals

 

LINEUP e ROTAÇÃO 

Lineup

MLB: Cleveland Indians at Kansas City Royals2B – Whit Merrifield

RF – Jorge Bonifacio

LF – Alex Gordon

3B – Mike Moustakas

C – Salvador Perez

DH – Jorge Soler

1B – Lucas Duda

CF – Paulo Orlando

SS – Alcides Escobar

Apesar de não ter uma grande capacidade ofensiva, defensivamente conseguiu-se manter um time sólido, assim como uma rotação titular respeitável:

Rotação

1- Danny Duff (LHP)
2- Ian Kennedy (RHP)
3- Jason Hammel (RHP)
4- Jake Junis (RHP)
5- Nate Karns (RHP)

Vale lembrar porém que os Royals devem ser um dos times mais ativos no mercado de trocas ao longo do ano, principalmente próximo a trade deadline de julho, e qualquer um dos 3 primeiros arremessadores podem ser alvos de times com maiores possibilidades de títulos.

Já o bullpen, que era marca registrada do time que conquistou a liga americana em dois anos seguidos, está um pouco debilitado.

Bullpen

KELVINCloser – Kelvin Herrera (RHP)

Setup – Brandon Maurer (RHP)

Middle – Brian Flynn (LHP)

Middle – Brad Keller (RHP)

Middle – Kevin McCarthy (RHP)

Middle – Wily Peralta (RHP)

Middle – Burch Smith (RHP)

Long – Jesse Hahn (RHP)

Brandon Maurer é um bom pitcher de setup e o closer Kelvin Herrera costuma ser eficiente. Herrera é um fortíssimo candidato para trades no meio do ano. Se ele voltar a repetir os números espetaculares que teve entre 2012 e 2016, o Royals pode conseguir uma boa troca pelo seu closer.

 

FIQUE DE OLHO

Nomes de destaque são difíceis de achar.

SMITHChama atenção o Destro Burch Smith, que perdeu duas temporadas depois de passar por cirurgia no cotovelo, mas voltou demonstrando boa capacidade nos treinos.

 

EXPECTATIVA

Mesmo com pensamento positivo, as próximas temporadas em Kansas City devem ser complicadas. Vamos esperar que o trabalho da direção seja tão eficiente quanto foi no meio dos anos 2000, época em que foi formada a base do time que trouxe o troféu de volta a cidade.

 

A série de “Previews” da MLB é um oferecimento do blog Major Sports. Nesta matéria tivemos a colaboração de Vagner Zug Moraes e Guilherme Marodin, o @marodingui no twitter.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s