brasileirão

Power Ranking e Prévia: Brasileirão 2018

            Olá queridos leitores do Major Sports Blog. Faremos hoje uma rápida prévia do Brasileirão, na forma de “Power Ranking”, pra quem não está habituado, o PR é uma lista que mostra os times conforme sua “competência”, ou seja, do melhor para o pior de cada campeonato, como é o primeiro, faremos também comentários sucintos e resumidos sobre cada time que disputa o campeonato Brasileiro. Espero que gostem, vamos lá:

Power Ranking – Rodada 1

luan        1 – Grêmio: atual campeão da Libertadores, da Recopa Sul Americana e no Domingo se sagrou campeão gaúcho, após jogar a maioria dos jogos da primeira fase com o time reserva. Favoritíssimo ao título!

LL2 – Palmeiras: o time de maior investimento nos últimos dois anos no futebol brasileiro também é considerado um dos favoritos ao título. Lucas Lima chegou para ser o meia armador do qual o time era tão carente e Borja começou a achar o caminho das redes aqui no Brasil.

rodirg3 – Corinthians: não tem como descartar o atual campeão brasileiro desta disputa. Mesmo não sendo o futebol mais bonito e vistoso de se assistir trás resultados para o clube, vide o título paulista depois de perder o jogo de ida para o rival.

TN4 – Cruzeiro: ofensivamente é um dos times mais agradáveis de se assistir no futebol brasileiro. Tem dois dos melhores meias em atividade no futebol brasileiro nesse momento: Arrascaeta e Thiago Neves. Se o sistema defensivo do time mineiro fosse melhor, com certeza estaria a frente de Corinthians e Palmeiras nesse primeiro PR.

diego5 – Flamengo: a fase pode não ser das melhores, ainda mais depois de uma eliminação humilhante para o Botafogo no campeonato carioca, mas não dá para desconsiderar a força do elenco e da torcida rubro-negra. Se o atacante Henrique Dourado começar a acertar o caminho das redes o time fará um ótimo Brasileirão.

cueva6 – São Paulo: no início da temporada muitos achavam que seria o “time a ser batido”, com as chegadas de Diego Souza e Nenê, mas o time não deu liga nas mãos do técnico Dorival Júnior. Aguirre chegou e mudou a postura do time.

RO7 – Atlético Mineiro: o time mineiro manteve praticamente todo o time titular que jogou no ano passado, perdendo apenas a sua dupla de ataque, Fred e Robinho. Para o setor foi contratado o matador Ricardo Oliveira, que será municiado por Otero e Cazares.

santos8 – Santos: o time dos “Meninos da Vila” não deve vingar esse ano. Se conseguir beliscar uma vaguinha na libertadores será um feito e tanto.

martin9 – Vasco: o time do técnico Zé Ricardo surpreendeu a todos ao conseguir chegar a fase de grupos da libertadores com um elenco cheio de jovens valores e alguns jogadores bem rodados em times do país, como o atacante Rildo.

dale10 – Internacional: o time do craque Andrés D’Alessandro está de volta a elite do futebol brasileiro. Reformulado, o clube contratou nomes como o meia Patrick, destaque pelo Sport na temporada passada.

11 – Bahia: o time da boa terra manteve a base que disputou o brasileirão do ano passado. O destaque deve ficar por conta do meia Vinícius, que assumiu a articulação no meio de campo e é o responsável pelas bolas paradas.

12 – Fluminense: muitas mudanças no time das laranjeiras. O cenário político lá não é dos melhores, mas o Abelão com muito trabalho vem elevando o time de patamar. Olho no jovem Pedro!

13 – Atlético Paranaense: historicamente é um dos mandantes mais difíceis de ser batido nos últimos anos. Também manteve a base do elenco do ano passado. A se destacar que o time contratou um dos melhores jogadores e destaque do seu rival, o lateral esquerdo Carletto.

14 – Botafogo: outro time que passou por reformulação. Depois do bom ano de 2018 com um elenco considerado “comum”, o time perdeu o Jair Ventura para o Santos e o elenco passou por um desmanche. De forma surpreendente conseguiu vencer o estadual.

15 – Chapecoense: depois do final de ano brilhante, hora de voltar a realidade. Eliminação precoce na Pré-Libertadores e derrota para o Figueirense na final do estadual.

16 – Vitória: um dos fortes candidatos a jogar a segunda divisão no próximo ano. Conseguiu se salvar do rebaixamento graças a um gol da Chapecoense. O elenco não foi qualificado para a disputa do Brasileirão. Só Neílton pode salvar o time.

 

Favoritos ao Z4

17 – Paraná: de volta à elite depois de um bom tempo, o clube paranaense teve um excelente de 2017, com um time jovem e veloz. Caso mantenha esse padrão, conseguirá se manter na série A para o próximo ano.

18 – Sport: nos últimos dois anos o time conseguiu se salvar do fantasma da série B na última rodada. Para piorar perdeu Diego Souza, André Balada e Patrick. O início do ano foi temeroso, com eliminações precoces no estadual e na Copa do Brasil

19 – Ceará: após alguns anos distante da série A o time cearense está de volta. O time bateu o Fortaleza duas vezes e se sagrou campeão estadual. O destaque do time fica por conta do atacante Arthur.

20 – América – MG: é o time ioiô, caindo e subindo, caindo e subindo. Para acabar com essa sina o time manteve o treinador Enderson Moreira para dar continuidade ao trabalho técnico e contratou o centroavante Rafael Moura para ser o “homem gol”.

 

O #PowerRanking do campeonato brasileiro é um oferecimento do BLOG MAJOR SPORTS e será atualizado semanalmente pelo nosso especialista em brasileirão e cartoleiro master, Paulo @teclasnaveia Correia.

4 respostas »

  1. Respeito a análise, mas me vejo obrigado a discordar.

    O Atlético PR perdeu apenas um jogo na temporada inteira e foi campeão paranaense com um time totalmente reserva, mostrando assim que possui um bom elenco.

    Além disso já encontra-se na quarta fase da Copa do Brasil (com vantagem do empate para avançar) e praticamente classificado na Sul-Americana.

    Deixá-lo em 13° no PR, o qual é baseado no atual momento dos times, não me parece justo.

    Curtido por 1 pessoa

    • Caro Orlandini, do 9º colocado até o 14º colocado são times que estão em um patamar próximo, pelo menos na minha humildade opinião. Campeonato estadual (com exceção ao paulista),e as duas primeiras da Copa do Brasil não são parâmetros para qualificar ou medir times, principalmente os que estão jogando na série A. O CAP precisou de penalidades para ganhar do Ceará, que na teoria vai brigar pra não voltar para a segundona. O Bota começou o ano como fortíssimo candidato ao rebaixamento, mas conseguiu vencer o principal clássico do ano até o momento e se sagrou campeão carioca, por exemplo. O Grêmio, assim como o próprio CAP jogou boa parte do regional com reservas e atropelou nas finais. O CAP jogou uma bela partida contra o NOB, mas não posso levar em conta apenas um jogo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.