baseball

Fantasia No Ar #15 – 5-by-5 MLB Edition

Amigos viciados em Fantasy. Com a quinta rodada do fantasy da MLB perto de terminar, hoje iremos de texto diferente. Ao invés dos já clássicos “quem está bem e está mal”, serão as 5 surpresas e 5 decepções ao todo, em referência as rodadas já disputadas. Seja por time ou jogador. Combinado?

Avisando de antemão: na próxima semana texto sobre o Fantrax com um convidado muito especial e assíduo da área: Anderson Proença (Casa do Beisebol).

Em agosto: textos voltados à NFL, semelhante ao padrão adotado da MLB em março passado. Junto com este que vos escreve, tenho a honra de anunciar que Caio ‘Bahea’ Fillipi estará neste projeto ‘NFL 2018’.

Recados em dia, simbora:

 

As 5 surpresas

#1 – Existe vida em Miami

garciaNão me venham com “eu já sabia”. Nem uma HP fu*dida com uma Casio e integrada nos padrões da NASA iria acertar essa aqui. Not in my home! Enfim… Brincadeiras à parte, Jarlin Garcia tem sido uma surpresa. Com a rotação dos Marlins que poucos sabiam quem iria jogar, colocaram o moço até na fogueira contra os Yankees, por exemplo, e ele teve quase 5 entradas completas sem ceder rebatidas. Até aqui, Garcia tem 1-0, 23 K, 1.09 ERA e 0.85 WHIP. A desconfiança pode existir, é natural. Mas não deixa de surpreender.

 

#2 – You Shall Not Pass! – Bullpen dos DBacks

dbacksOutro que muito poucos colocavam como dominante. E ainda sem definição de um fechador antes mesmo do Opening Day. Até o momento que este post está sendo escrito (4/5/18), o ERA mais alto dos RP de Arizona é 3.12 (Fernando Salas). Os demais, ninguém chega a 2.5 de ERA. Para holds e saves, é uma baita surpresa tamanha dominância pós-La Flecha comandando o bullpen dos D-Backs.

 

#3 – Acredite: até nos pontos ele está voando!

markakisMais uma vez ele está aqui: Nick Markakis. Um dos jogadores mais underrated (subestimados) da MLB, Markakis está on fire e com uma produção ofensiva muito acima do que esperava do camisa #22 (.336 baa, 5 HR, 23 RBI e 20 R). Rebater como cleanup de um ataque com Albies, Acuña e Freeman tem ajudado também. Um casamento que deu muito certo e que tem muito ainda a apresentar.

 

#4 – Zagallo feelings

hanigerComo diria o lendário técnico da seleção: “aí sim, fomos surpreendidos novamente”. Mitch Haniger não só está ‘deitando’ nos números (10 HR, 27 RBI e 17 R com 29,9% no bastão) como é um dos líderes no clutch time (ou dos 5 jogadores com 5 RBI da vitória). Dee Gordon? Jean Segura? Nelson Cruz? Não está sendo bem assim…

 

#5 – O The Show 17 havia cantado a bola

manaeaUma evolução ímpar, a ponto de ter um no-no na conta contra o melhor time da MLB na ocasião. Sim, estamos falando de Sean Manaea, do Oakland Athletics. Preterido em 2018 por ser uma verdadeira montanha-russa (mitava ou passava vergonha), o camisa #55 pode não ter o suporte adequado (4-3), mas tem colocado muito ataque no bolso (1.63 ERA e 42 K). Monstruoso.

 

 

As 5 decepções

#1 – Desaparecido desde agosto de 2017

oriolesSim. É com dor no coração este parágrafo, mas quem apostou no ataque do Baltimore Orioles está decepcionado com o que está vendo. Exceção feita a Manny Machado, os demais ou estão dentro dos conformes (Trey Mancini) ou estão muito abaixo do que podem produzir (o restante do lineup). E ainda com lesões que tem atrapalhado o péssimo início de 2018 (Jonathan Schoop…). A não ser aqueles milagres que só o beisebol proporciona, o poder de fogo dos O’s não passa de uma lástima total.

 

#2 – Acabou a ‘maquiagem’?

dodgersMagic Johnson: me ajuda aí, pô! Os Dodgers estão com problemas no ataque. Potência não tem sido o carro chefe, já que o líder de HR do time tem apenas 4 na temporada (Cody Bellinger é um deles). Nas médias, um time que briga por World Series não pode ficar na parte intermediária. Conserte isso enquanto tem recurso.

 

#3 – Quando teremos evolução?

whitesoxSe a Farm dos Braves está voando baixo, a do White Sox ainda segue temida apenas no papel. O time ainda não conseguiu converter todo o talento que é esperado em resultados minimamente decentes. Cotado para ser o terceiro melhor da AL Central (brigando com Royals e Tigers), Chicago ainda aguarda pelo boom que a MLB tanto espera. P.S.: apenas Reynaldo López está fazendo algum jus.

 

#4 – Time tão mal que os poucos que podem ajudar estão sumidos

hamiltonUma regressão terrível para os Reds. E meu destaque negativo poderia ser o Castillo, mas vou além e citar outro que ninguém escuta falar no seu nome: Billy Hamilton. Rebatendo como #9 do lineup de Cincy, não está produzindo absolutamente nada. Apenas 5 bases roubadas em mais um mês de campeonato… Roto e ligas por stats indo para o espaço neste momento.

 

#5 – Não é só em outubro?

yuQuem acompanha sabe do talento de Yu Darvish. Seus questionamentos em jogos decisivos (vulgo ‘afinar’) são válidos, e enquanto não provar do contrário como fez Arjen Robben, vai ficar marcado. O problema é trazer isso para a temporada regular onde era sabido que jogava bem. Os Cubs e toda a MLB espera uma resposta a tudo o que cerca o arremessador japonês, mas para quem o critica é prato cheio (0-3, 6.00 ERA, 1.57 WHIP e 37 K).

 

Indicações… 

… não teremos nesta semana, por estar bem em cima do final da rodada. Peço perdão desde já. Na semana 6, programação normal.

Gostou? Lista coerente? Algo a acrescentar? Exageros? Deixe sua opinião, caro e estimado leitor do MSB. See you later, folks!

 

O intrépido Vitor Silva, conhecido como @chaveatle no twitter, mais uma vez mandou bem, trazendo os destaques positivos e negativos, especialmente para o blog MAJOR  SPORTS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s