basketball

A FACA DE DOIS GUMES!

mitchsimons

Quando a atual temporada da NBA se iniciou, alguns novatos chamavam a atenção da imprensa e dos torcedores por causa da bola que eles jogaram na universidade, caso de Fultz, Ball, Tatum, Fox e Jackson. Ben Simmons estava vindo para a sua primeira temporada, após passar um ano de molho por causa de uma contusão.

Eis que a temporada começa e a caixinha de surpresas começa a se abrir. Antes que a mesma tivesse início muitos já indicavam o Simmons como ROY (Rookie of The Year) por causa do seu estilo de jogo e pela sua capacidade física a cima da média para um armador e por isso ele já entrava na competição como favorito ao prêmio.

Não bastasse o Celtics aceitar a troca da pick 1 pela pick 3, a qual foi criticada pela maioria absurda daqueles que acompanham a liga, inclusive este que vos escreve, o Hayward se machucou no primeiro jogo da temporada. Mais uma responsabilidade para o Tatum (por sinal faz uma baita pós temporada, mas falaremos sobre o mesmo em outra oportunidade), que teria que contribuir ainda mais para suprir a falta do recém contratado durante a temporada.

O mesmo Hayward deixou uma lacuna em Utah ao aceitar a proposta celta e arrumar as suas malas para Boston. Eu falei lacuna? O decorrer da temporada deletou isso e criou um novo mito na cidade, na liga. O garoto Donovan Mitchell arrebatou os corações dos torcedores do Jazz e de muitos fãs que acompanham a NBA.

Na noite do dia 08-05-2018 eu estava sentado no meu sofá velho de guerra, me dividindo entre Sox @ Yankees e o jogo 5 entre Jazz @ Rockets válido pela semifinal de conferência, quando eu vi essa imagem:

mitchellEra o fim do primeiro de vários contos de fadas da décima terceira escolha do draft deste ano, o Mitchell.

Por mais que tenhamos destaques entre os Rookies, Simmons e Mitchell ao final da temporada deixaram claro para todos que eles serão os caras das suas respectivas franquias por muitos anos. Dois garotos que fizeram uma pós temporada acima da média em uma temporada de calouros.

O prêmio de ROY leva em conta as atuações durante a temporada regular. Quando os playoffs se iniciam a votação já estava encerrada, ou seja, tudo aquilo que eles fizeram nas duas séries de playoffs não é levado em conta.

Se alguém me perguntar: cara, quem é o seu ROY? Eu facilmente responderia que é o Simmons, mas enfatizando que a temporada de calouro do Mitchell era absurda e que se a liga desse o prêmio para ele não seria nenhum absurdo ou injustiça. E baseado em qual argumento você entregaria o troféu? Ambos mudaram as suas respectivas franquias de patamar, fato, mas o jogo coletivo, leia ou entenda-se como a capacidade de envolver e agregar os companheiros do Ben é muito maior.

954394622.jpg.0O Ben é um antagonismo ao atual modelo de jogadores da NBA, que a cada dia tem mais “shooters”. Ah, mas ele não tem chute!!! E daí? Quantos jogadores tem as médias que ele tem de assistências e rebotes? Quantos jogadores ajudam dos dois lados da quadra como ele? É claro que todos gostariam de ver essa evolução no jogo do Ben, mas me pego pensando o quanto isso poderia ser bom ou ruim para o conjunto.

O Mitchell, guardadas as devidas proporções lembra muito o Kobe: Destemido e sem medo do erro e das suas consequências. Jogador com bom chute, velocidade, força, sabe fazer infiltrações e tem habilidade em espaços curtos fora do comum.

Depois de ter falado sobre os dois jogadores durante a temporada regular e agora acrescentando o que eles fizeram nos playoffs fica a pergunta: o Simmons foi mais jogador do que o Mitchell??? Não!!!

Eu me importo muito com aquilo que os jogadores deixam em quadra: dedicação, esforço, entrega e principalmente “atitude”!!!! É claro que o jogo depende de pontuação, rebotes, passes, defesa, ataque, transição, movimentação dos jogadores e da bola e por isso serei obrigado a deixar as estatísticas dos mesmos durante a temporada regular e mais a frente nos playoffs.

Ben Simmons:

15,8 PPG, 8,1 RPG e 8,2 APG na temporada regular

16,3 PPG, 9,4 RPG, 7,7 APG e 48,8% FG em 10 jogos de playoffs

Donovan Mitchell:

20,5 PPG, 3,7 RPG e 3,7 APG na temporada regular

24,4 PPG, 5,9 RPG, 4,2 APG e 42,0% FG em 11 jogos de playoffs

Essa foi apenas a primeira pós-temporada de muitas que esses dois jovens ainda terão pela frente. Infelizmente eu não sou um profeta ou uma cartomante para poder afirmar se os dois terão os seus respectivos anéis, mas com certeza serão protagonistas nos seus times e em uma liga tão disputada como a NBA.

“O jogo de basquete é muito maior do que uma planilha de excel”

 

Paulo @Teclasnaveia Correia é um apaixonado pelos esportes em geral e acompanhou de perto toda a temporada da NBA especialmente para o blog MAJOR SPORTS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s