baseball

MLB Power Ranking – SEMANA 5

Campeonato cada vez mais surpreendente. Ninguém desgarra e até quem está lá trás na tabela começou a engrenar (ou estreou com atrasos em 2018). Partiu PR:

1 – New York Yankees (28-12) (+1)

judgeÉ só parar de cornetar que as coisas fluem. Nos últimos 30 jogos, são nada menos do que 23 vitórias para o time do Bronx. Tudo fluindo naturalmente, tanto que até a DL está ficando cada vez mais vazia. Ótima fase de Judge & cia.

2 – Boston Red Sox (29-14) (-1) Uma série perdida em casa contra os Athletics e perdeu a liderança da divisão e da MLB para o maior rival que nem precisou entrar em campo nos últimos dias. Chris Sale ainda está uma máquina de strikeouts e a rotação vai se encontrando.

3 – Houston Astros (28-17) (+1) 

verlanderMais do mesmo no atual campeão. Pode não ser o líder geral, mas não tira o pé nem por decreto. E o que Justin Verlander está jogando é simplesmente espetacular (5-2, 1.05 ERA e 84 K).

4 – Atlanta Braves (26-16) (+3) Dodgers? Nationals? Não. O melhor time da NL é o Atlanta Braves. O conjunto está dando muitos frutos e alcançar o topo da Liga Nacional em maio é acima de qualquer expectativa (essa daqui nenhuma HP previu). Aprende, White Sox!

barves

5 – Philadelphia Phillies (24-16) (+7) E o segundo melhor da NL? É, meus amigos… Phillies on fire, mesmo passando um aperto ou outro, mas está entre os cabeças. Imagina quando Hoskins começar a mandar seus Home Runs como em 2017…

6 – Pittsburgh Pirates (25-17) (+7) E o terceiro melhor da NL? E ainda líder da divisão central? Os Bucs estão mostrando por A + B que mesmo com um time sem McCutchen ainda há vida na cidade do aço americana. E que jogador é Corey Dickerson!

7 – Milwaukee Brewers (26-18) (+3) Corey Knebel voltou, mas Josh Hader é o homem de confiança na nona entrada. Ir para um time mais competitivo fez muito bem a Lorenzo Cain. Ainda falta mais consistência na rotação para os cervejeiros se firmarem de vez em 2018.

8 – Arizona Diamondbacks (25-18) (-5) Arizona lidera a divisão oeste, mas não com a dominância que se espera. Os vacilos do Dodgers e a irregularidade dos Rockies contribuem para os D-Backs se firmarem no topo. Se alguém puder, avisa para o Goldie que já temos dois meses de temporada e não é tarde para fazer a coisa certa.

9 – Los Angeles Angels (25-18) (-4) Time encaixado e dentro do que se espera. Surpreende como os Halos conseguem fazer de uma rotação com nomes que poucos conhecem um bom trabalho. Andrew Heaney é um desses casos.

10 – St. Louis Cardinals (23-17) (-4) Waino voltou e já se lesionou novamente. Uma pena para a MLB um jogador não conseguir ficar 100% inteiro. A boa notícia é que Jack Flaherty terá mais oportunidades de mostrar serviço. Já o ataque…

11 – Seattle Mariners (24-18) (-3)

canoFoi notícia pelo extracampo mais até do que perder as últimas partidas frente aos Tigers. Robinson Canó, além de fraturar a mão, foi pego no antidoping por uso de diuréticos e pegou 80 jogos de suspensão. Logo quando vinha fazendo ótima temporada. E nem assim, Dee Gordon volta para o infield.

12 – Washington Nationals (24-18) (+5) Venceu 6 das últimas 7 partidas e já aparece no retrovisor de Phila e Atlanta. Os Nats recorreram ao velho Mark Reynolds para ajudar na 1B e ele deixou bom cartão de visitas. Torçam para o espírito dos strikeouts não tomar conta dele.

13 – Chicago Cubs (22-18) (-2) Se reabilitou vencendo os Marlins a primeira parte da Crosstown Series, mas contra a Chop vem passando aperto. A volta de Yu Darvish é reforço ou não? Isso só o tempo dirá. 2018 vem sendo o ano de Kyle Schwarber, acredite!

14 – Colorado Rockies (23-20) (-5) David Dahl se achou na MLB e não deve mais perder a vaga no time principal de Colorado. O único problema é a rotação, onde podem fazer partidas muito boas, como podem entregar a paçoca muito rápido. Jon Gray tem talento, mas falta regularidade.

15 – New York Mets (20-19) (-) Com direito até a batter out of order (confira abaixo)… Assim fica difícil acreditar que vão retomar o rumo. A boa notícia é a volta de DeGrominator a rotação dos Mets. A MLB agradece.

16 – Toronto Blue Jays (22-11) (-) Os canadenses perderam um pouco de fôlego e voltaram ao ‘normal’ dentro do que era esperado. Marcus Stroman na DL, pelo que o pitcher vinha jogando, pode ser um grande reforço… Se Joe Biagini não fosse o seu substituto.

17 – Cleveland Indians (21-21) (+1) Dentre os líderes de divisão, é o que está com a ‘pior’ campanha. Rotação abaixo da crítica e ataque oscilante. Nem Corey Kluber anda escapando da fase irregular da Tribo. Só Mike Clevinger salva.

18 – San Francisco Giants (22-22) (-4) SF está numa maré de azar sem tamanho. Mesmo com uma campanha OK (comparado com ano passado já é vitória) o time tem que conviver com muitas lesões. A de Cueto é a que mais fará falta até junho/julho. É torcer para Hanson vingar e ajudar no ataque.

19 – Oakland Athletics (21-22) (-) A péssima notícia envolvendo os A’s foi a morte da mãe de Stephen Piscotty, vítima de esclerose lateral. O melhor momento foi o seu filho, no primeiro jogo sem a mulher de sua vida, bater um Home Run e dedicar à ela que assiste o seu filho dos céus. Emocionante.

pscott

20 – Tampa Bay Rays (19-22) (+1) Dá calor em Boston e leva 17 dos Orioles… Qual é o verdadeiro TB? Com o famoso ‘vai com o que tem’, alguns nomes têm ganhado notoriedade como Matt Duffy (até se lesionar) e Wilson Ramos (com sequência de jogos com pelo menos uma rebatida). De ruim, apenas o valor de Chris Archer indo para o vinagre.

21 – Minnesota Twins (18-21) (+1) Com a AL Central indefinida e nivelada por baixo, os Twins podem aprontar desde que sejam mais consistentes. Fernando Romero é uma ótima surpresa, mas deverá perder espaço assim que Ervin Santana voltar de lesão. A pergunta que fica: Dozier ou Mauer de leadoff?

22 – Detroit Tigers (19-23) (+1) Mais um que pode sonhar pelo que está acontecendo na divisão. Detroit tem segurado bem as pontas e está surpreendendo pelo que se desenhava antes do primeiro arremesso de 2018. Com Candelario na DL, olho em Nick Goodrum.

23 – San Diego Padres (17-27) (+1) Eric Hosmer com walkoff e Lucchesi indo bem, até ir parar na DL com lesão no quadril. Impressionante como as coisas acontecem em San Diego. Chase Headley, lembra? Pois é, foi dispensado.

24 – Texas Rangers (17-27) (+1) Outro time que consegue se virar com o que tem, mas que também perde para o fantasma da DL. Adrian Beltre, que tinha acabado de sair de lá, voltou com lesão na coxa. Ainda não se sabe se Joey Gallo jogará no hot corner (mesmo contra sua vontade). Fora isso, Nomar Mazara destruindo conforme o script.

25 – Los Angeles Dodgers (16-26) (-5) 

Justin TurnerA decepção da temporada até aqui. Ataque não flui, pitchers que vinham bem se machucam, e ainda é varrido em casa para o pior time da liga, antes de rumar a Miami e continuar sua sina… Ao menos Justin Turner voltou ao time nesta semana. A loucura por Manny Machado será iminente. Anotem!

26 – Miami Marlins (16-26) (-) Só de não ostentar a lanterna geral, seja da NL ou da MLB, já é um milagre. Ainda está longe de ser um time competitivo, mas tem alguns nomes que podem agregar a longo prazo. Fora isso, pés no chão e sem ilusionol.

27 – Cincinnati Reds (15-29) (+2) Quebrando até tabu de 42 anos, os Reds dão a pinta de terem acordado para a vida e mostrar que sim, ainda podem aprontar. Isso foi fruto das reclamações de Joey Votto? Só Deus sabe. E se o 1B disse que quer ficar, já é outra história. Mas, como diz o ditado: “o amanhã a Deus pertence”.

28 – Baltimore Orioles (13-29) (+2) Voltou aos velhos tempos, chegando inclusive a devolver derrotas de 15 corridas com uma de 17. Schoop e Trumbo voltaram e o ataque ganhou um novo gás. Mas o que preocupa é o desfecho da novela ‘Machado, Jones e Britton’.

29 – Kansas City Royals (13-30) (-2) Gastaram tudo na semana passada e amargam 5 derrotas seguidas. Apenas Soler e Moustakas conseguem fazer coisas boas por lá. Lucas Duda na DL pode deixar as coisas um pouco mais difíceis (ou não).

30 – Chicago White Sox (10-29) (-2) Finalmente chegou as 10 vitórias em 2018! Fora isso, por que o time não engrena? Impressiona ter tanto talento nas ligas menores e nenhum deles aparecer para chamar a atenção da MLB, que seja. Até Reynaldo López, um dos poucos que despontavam, fez uma partida horrível na terça-feira. Assim os burburinhos de bust para os prospectos ganham força.

 

Excepcionalmente, nesta semana o redator deste PR foi o sagaz Vitor @Chaveatle, na próxima semana Caio Filippi volta a pilotar a nave exclusivamente para o blog MAJOR SPORTS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s