esporte

NASCAR – Kevin Harvick fica milionário no caótico AllStar Race

all-star-750x440

Na noite deste sábado último tivemos a vitória emocionante de Kevin Harvick na prova de All Star da Nascar em Charlotte. Com uma relargada arrasadora a 3 voltas do final, o piloto do número #4 superou os concorrentes para faturar 1 milhão de dólares. A corrida marcou a estreia de um novo pacote aerodinâmico na categoria principal que trouxe um grande espetáculo para o público com muitas ultrapassagens e trocas de liderança.

O formato de disputa do All Star Race da Nascar em 2018 contava com a classificação de todos os vencedores de 2017 e 2018 até aquele fim de semana, um campeão de All Star em edições anteriores, um piloto eleito pelo voto dos fãs e os 3 vencedores dos seguimentos da corrida Open, que aconteceu antes da prova principal.

Além disso a prova teria divisão em segmentos. No Open o primeiro segmento teria 20 voltas, o segundo segmento teria mais 20 voltas e o último segmento teria apenas 10 voltas. No All Star o primeiro segmento teria 30 voltas, o segundo segmento teria 20 voltas, o terceiro segmento também teria 20 voltas e o último segmento teria apenas 10 voltas. As voltas entre segmentos não seriam contabilizadas para que todas as voltas da corrida fossem em bandeira verde e haveria a possibilidade de ter prorrogação entre os segmentos além do final da prova como é de costume.

A Nascar resolveu testar na Cup um pacote aerodinâmico inspirado em outro pacote que ela havia experimentado na Xfinity Series em Indianapolis no ano passado. O splitter era do carro de 2014 com o radiador de 2018, o spoiler teria 6 polegadas com duas extensões de 12 polegadas, além de dutos de ar fabricados para que os carros tivessem a vantagem mínima com o ar limpo e a principal medida para ditar o equilíbrio foi a presença de placas restritoras nos motores, semelhante ao que utilizam nas corridas em Daytona e Talladega. Esse pacote proporcionou uma proximidade muito grande dos carros e um estilo de corrida que gerou muita emoção, acidentes e muitas ultrapassagens.

pack

No Open os classificados foram Alex Bowman no primeiro segmento, Daniel Suarez no segundo segmento e AJ Allmendinger no terceiro segmento. Chase Elliot foi o piloto eleito pelo voto dos fãs. E Jamie McMurray foi o vencedor de edição anterior do All Star que também foi elegível para participar. A pole foi de Matt Kenseth e o grid para o All Star foi o seguinte:

classi

Na corrida o primeiro segmento foi de Harvick, o segundo segmento foi de Kyle Busch, o terceiro segmento contou com um Big One envolvendo Brad Keselowski, Clint Bowyer, Kurt Busch, Kyle Busch e Martin Truex Jr e teve 2 prorrogações antes da vitória de Harvick.

Veja como foi o Big One:

 

E no último segmento Harvick mais uma vez mostrou que está na temporada dos sonhos, melhor do que em 2014 quando foi campeão, e venceu a corrida ganhando 1 milhão de dólares. Essa foi a segunda vez que ele venceu uma corrida do All Star, a primeira foi no ano de 2007. Ao todo Harvick liderou 36 das 93 voltas da corrida.

Veja os melhores momentos da prova:

 

A classificação final foi:

final

A próxima etapa serão as 600 milhas de Charlotte no próximo domingo às 19h com transmissão do Fox Sports 2!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.