Copa do mundo

PRÉVIA DA COPA 2018 – GRUPO H

Também falamos muito de copa no nosso #MajorCast especial:  https://majorsports.blog/2018/06/11/majorcast-22-copa-do-mundo-fifa-russia-2018/

E temos o nosso BOLÃO, o patrão abriu o bolso e vai premiar os 2 primeiros colocados do Bolão. O 1° ganha a camisa da seleção Canarinho e o 2° colocado ganha a camisa mais votada na enquete que está fixa no nosso twitter: . Vote na enquete, entre e participe do nosso bolão, mostrando aos nossos letrados quem é que manja de copa do mundo: https://t.co/ObPF37xa7F = Clique no link para entrar, e entre com o código: 1594484-78768

POLÔNIA

Poland v Montenegro - FIFA 2018 World Cup Qualifier

Começamos a análise do Grupo H falando sobre a Polônia, seleção que fez grande campanha nas eliminatórias europeias, com 8 vitórias em 10 jogos, além de contar com o artilheiro da competição, Lewandowski, com incríveis 16 gols.  Atual 10º colocada no ranking da FIFA, a Polônia volta a Copa do Mundo após 12 anos e espera surpreender. A equipe vem de uma boa campanha na Eurocopa 2016 (eliminada pelo campeão Portugal nas quartas de final) e tem tudo para brigar pela liderança do grupo junto com a equipe da Colômbia.

O time polonês possui um sistema ofensivo muito forte, liderado por Lewandowski, que marcou mais da metade dos gols do time nas Eliminatórias, porém a pulga atrás da orelha do time é a defesa, que foi uma das mais vazadas dentre os times que foram campeões dos seus grupos na eliminatória.

Classificada para a Copa como cabeça de chave, a Polônia deu sorte e caiu no 2º grupo mais fácil da competição. É esperado uma classificação em 1º lugar no grupo, porém pode se complicar a partir das oitavas, quando provavelmente já enfrentaria Bélgica ou Inglaterra. Se chegar as quartas de final já será um feito histórico.

Time base: Fabianski; Piszczek, Salamon, Glik e Rybus; Krychowiak, Kapustka e Zielinsk; Kuba, Milik e Lewandowski

Status: Pode surpreender (oitavas/quartas).

lewa

Craque do time: Robert Lewandowski. O atacante do Bayer de Munique chega enfim para sua 1º Copa do mundo com status de craque e maior artilheiro da seleção

Milik

Jogador para ficar de olho: Arkadiusz Milik. O jovem atacante do Napoli é a outra esperança ofensiva do time e forma boa dupla de ataque com Lewandowski.

Número de participações em copa: 7.

Melhor classificação: 4º (1974,1982)

SENEGAL

senegal

16 anos após encantar o mundo com um futebol alegre na Copa de 2002, a seleção de Senegal volta a maior competição do mundo com fome de bola. A seleção de Senegal vem de um era de altos e baixos, que contou com algumas decepções recentes na tradicional Copa Africana de Nações (melhor colocação recente foi um 5º lugar em 2017) ao mesmo tempo em que se classificou de forma invicta eliminatórias africanas. O ataque é o ponto forte do time, que conta com o trio M’Baye Niang, do Torino, Keita Baldé, do Mônaco e Sadio Manè, do Liverpool. Manè, inclusive é a grande esperança de Senegal para avançar a próxima fase.

Em um grupo que aparenta estar nivelado por baixo, sonhar com a classificação não é impossível. Tudo dependerá do confronto com a Colômbia, marcado para a última rodada, dia 28. Porém, repetir 2002, quando a equipe foi até as quartas e terminou em 7º lugar, é sonhar alto demais.

Time base: N’Diaye; Koulibaly, Mbodji, Mbengue e Wagué; Kouyaté, Ndiaye, e Diafra Sakho; M’Baye Niang, Sadio Mané e Keita Baldé

Status: Zebra (Oitavas).

Nigeria v Senegal - International Friendly

Craque do time: Sadio Manè, craque e grande esperança da equipe, Manè vive grande fase no Liverpool (tal como Diouf em 2002).

keita-and-mane-cropped_13m39p0h12quf1w70n7wkmvizx

Jogador para ficar de olho: Keita Baldé, espanhol naturalizado senegalês, o jovem atacante do Mônaco é a outra esperança de gols do time.

Número de participações em copa: 1

Melhor classificação: 7º (2002)

 

 COLÔMBIA

-

A seleção sensação da Copa de 2014 chega com a esperança de repetir a boa campanha, quando foi eliminada nas quartas de final. Porém a situação não será tão simples assim. Nas duas competições continentais disputadas nesse período, Copa América 2015 e 2016, o esperado bicampeonato não veio. Apenas uma eliminação nos pênaltis para a Argentina nas quartas de final em 2015 e um 3º lugar em 2016.

A seleção colombiana não teve vida fácil nas eliminatórias. A campanha foi muito irregular e contou com resultados decepcionantes, como a derrota por 3×0 para o Uruguai fora de casa, derrota por 1×0 para a Argentina em casa e a derrota para o Paraguai em casa na penúltima rodada, que quase lhes custou a vaga para a Copa. Os colombianos só garantiram a classificação no último jogo, após empatar em 1×1 com o Peru em Lima e ver Chile e Paraguai saírem derrotados de seus confrontos, garantindo a vaga com a 4º colocação,

Repetir o sucesso de 2014 será mais complicado dessa vez, visto que a seleção não será cabeça de chave desta vez, resultado da má campanha nas eliminatórias. O técnico Jose Perkerman costuma utilizar um sistema de jogo 4-2-3-1, podendo variar em algumas situações para um 4-3-2-1. Seus melhores momentos nas eliminatórias foram quando a equipe optou por mentalidade mais defensiva, atuando no contra-ataque, bem diferente do futebol ofensivo e alegre apresentado em 2014.

Time base: Ospina; Santiago Arias, Murillo, Sánchez e Fabra; Carlos Sánchez, Aguillar, Cuadrado e James Rodriguez; Falcao e Téo Guttiérrez

Status: Pode surpreender (oitavas/quartas).

james

Craque do time: James Rodríguez. Depois de brilhar em 2014, o meia chega a Rússia disposto a repetir o sucesso da última Copa e fazer história novamente.

falcao-colombia-francia-amistoso-2018

Jogador para ficar de olho: Falcão Garcia. Ficou de fora da última Copa por conta de uma lesão no joelho e teve passagens apagadas pelo futebol inglês. Reencontrou seu bom futebol no Mônaco e chega com disposição para disputar sua primeira (e possivelmente última) Copa.

Número de participações em copa: 6.

Melhor classificação: 5º (2014)

 

JAPÃO

japao

Os japoneses chegam para a sua 6º copa seguida, porém o momento da seleção não é dos melhores. Após conseguir avançar as oitavas em 2002 e 2014, uma eliminação precoce na fase de grupos em 2014 deixou um ar decepção aos torcedores.

Durante as eliminatórias, o time classificou em 1º em um grupo que também qualificou Arábia Saudita e Austrália, porém a diferença de pontos foi mínima (20,19 e 19). Uma derrota em casa, na estreia, para os Emirados Árabes Unidos, poderia ter sido o fiel da balança.

Na Copa da Ásia a decepção foi total. Após conquistar 3 títulos dentre 4 possíveis entre 2002 e 2011, o Japão foi eliminados nas quartas de final, nos pênaltis, pelos Emirados Árabes Unidos. Isto mostra que apesar da classificação em 1º no lugar, o momento da seleção japonesa é instável. É um time muito organizado taticamente e que deposita a esperança no fato de que no grupo H não existe nenhum bicho papão, ou seja, tudo é possível. O confronto inicial, contra a Colômbia, é fundamental para manter a esperança de avançar de fase viva.

Time base: Kawashima; Sakai, Hasebe, Yoshida e Nakamoto; Gen Shoji, Yamaguchi Ideguchi e Asano; Osako e Inui (Honda).

Status: Só foi a passeio (1º fase).

Takuma Asano

Craque do time: Takuma Asano, jovem atacante veloz que pertence ao Arsenal e que atualmente atua pelo alemão Hannover 96. É a grande esperança ofensiva do time japonês.

Keisuke Honda

Jogador para ficar de olho: Keisuke Honda. Aos 31 anos e com experiência de ter jogado duas Copas, o experiente atacante pode ser uma arma ofensiva para o time.

Número de participações em copa: 6.

Melhor classificação: 9º (2010)

O grupo H, por não contar com nenhuma seleção de 1º escalão, vem sendo considerado (junto do grupo A) como um dos mais fracos da Copa. Entretanto, isso abre a possibilidade para um grupo totalmente aberto, e quem sabe até uma ou outra surpresa. Três dos quatros time tem setores ofensivos muito fortes (Polônia, Senegal e Colômbia) então a expectativa aqui é que possamos presenciar jogos bem abertos e com promessa de muitos gols. Apesar da boa campanha da Colômbia em 2014, serei ousado no meu palpite.

Classificam Polônia em primeiro e Senegal em segundo!

 

 

As PRÉVIAS DA COPA DO MUNDO são um oferecimento do Blog Major Sports e foi escrito pela equipe de redatores do nosso blog, os quais foram:

Américo Gomes

Arthur Gotardo

Guilherme Marodin

Rodrigo Orlandini

Vitor Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s