especial

Fantasia No Ar – Especial NFL 2018

Amigos viciados em Fantasy. O tão aguardado e anunciado dia do texto sobre o fantasy da bola oval chegou! Texto muito especial escrito em parceria com o mito dos fantasies de NFL, Caio ‘Bahea’ Filippi, sobre o que esperar para a temporada 2018, ajuda para garimpar, dicas, destruição de mitos e muito mais.

E o pontapé inicial será dado pelo mestre Bahea. Vai daí, meu garoto!

Mês de agosto chegou e a temporada de NFL vem se aproximando e claro o fantasy mais popular entre as grandes ligas, cada vez mais popularizado no Brasil, tem o pontapé inicial com os famigerados DRAFTS (Escolhas). Como o Vitor vem fazendo na MLB, e anteriormente na NBA e NHL, faremos um apanhado geral do fantasy começando com provavelmente o passo mais importante da temporada: o draft. Vamos lá:

 

ESTRATÉGIAS DE DRAFT

draft

O draft na NFL é de suma importância, pois se sua estratégia for ruim provavelmente seu time estará perdido. Como não temos jogos da NFL todo dia, os waivers (jogadores que não foram draftados na liga e estão disponíveis para os managers após a rodada) são extremamente disputados. Nas plataformas padrão como Yahoo, ESPN e NFL.com, são criadas listas de prioridade para os times, que normalmente são inversas à ordem do draft.

Por exemplo: quem teve a primeira escolha do draft será o último a ter prioridade na escolha dos jogadores do bacião. Essa lista pode variar de acordo com a classificação atual, dando prioridade aos últimos colocados na tabela, ou em uma lista contínua que consiste em manter a ordem inicial e quem escolhe alguém no waiver vai para o final da fila. Isso faz com que seja muito importante avaliar se vale a pena dar claim em determinado jogador.

Com isso em mente vamos analisar a situação e estratégias de draft. Muitas pessoas tendem a achar que o quarterback (QB), por ser o principal jogador do time, tem que ser draftado rapidamente com as primeiras escolhas. Essa era uma tendência no auge de Peyton Manning, pois seus números eram tão acima dos outros que valia a pena draftar até na primeira rodada. Mas atualmente essa não é uma tendência, pois a diferença entre os top QB e os medianos não é significativa ao contrário da diferença entre os RB, o que nos leva a próxima discussão.

 

O mito RB x QB

saints

Os running backs (RB) da atualidade têm a tendência de muitas carregadas por jogo além de ser importantes nos passes, o que eleva consideravelmente suas pontuações. E a diferença entre RB top e os medianos é muito significativa. Por exemplo, no ano passado os 7 RB mais pontuadores da liga fizeram mais de 40 pontos a mais do que os próximos da lista.

rb                                              Pontuação dos running backs em 2017

entre os QB, os 12 maiores pontuadores têm a diferença de cerca de 50 pontos, o que comprova que podemos ter um QB com números ótimos em late rounds, podendo usar as primeiras escolhas com os melhores RB e os principais WR.

38c0ce72-afb9-45a1-bd18-deca8cce7950                                               Pontuação dos quarterbacks em 2017

Com esses números em mãos podemos desenvolver algumas estratégias no draft nas primeiras rodadas. Vejamos a seguir:

– RB / RB / WR
Eu particularmente gosto dessa estratégia. Você escolhe 2 RBs com bons números nas primeiras rodadas como Ezequiel Elliott e Dalvin Cook (pois vem de contusão), e um wide receiver (WR) como Alshon Jeffery na terceira rodada.

– RB / WR / QB
Uma outra estratégia que você pode pensar garantindo um jogador top em cada posição como David Johnson, Michael Thomas e Cam Newton. O risco dessa estratégia é ter que se aventurar em late rounds com RB, que na maioria serão apostas.

– RB / QB / TE
Nesse caso o manager pode querer ter os melhores QBs e tight ends (TE) do jogo, sacrificando as outras posições. Nesse caso buscaria Aaron Rodgers e Travis Kelce nas primeiras rodadas e apostar e RB novatos nas rodadas posteriores.

Podemos também pensar no melhor valor da possível da escolha, apesar de já ter um grande jogador da mesma posição. *Temos um amigo aqui do Blog que gosta de draftar 3 QB em escolhas altas para depois conseguir trocas, estratégia arriscada, mas que pode dar certo em determinadas situações.

*Nota: essa estratégia foi adotada por outros managers em 2018

ATENÇÃO: Como os amigos sabem cada time da NFL tem uma semana de bye, ou seja, é uma semana de descanso, sem jogo agendado. Essa situação deve ser lembrada durante o draft, para que não tenha vários jogadores chave em bye na mesma semana. O ideal seria ter no máximo 2 jogadores na mesma semana de bye para não estragar sua temporada e também pensar em seus jogadores do banco estarem folgando em semanas diferentes dos titulares.

Outro fator importante: Não seja clubista em Fantasy! Isso te leva a problemas sérios. Vá pelo valor do jogador e não pela paixão por ele. Verifique os números do ano anterior, assim como a previsão para a atual temporada. Na maioria das vezes, o ranking dos sites não é tão preciso. Portanto, pesquise a lista dos jogadores e sempre tente fazer uma lista manual antes de começar o draft, pois dependendo do tempo de escolha você pode acabar cometendo um erro por falta de tempo, principalmente quando o manager antes de você escolher aquele jogador que você queria. Normal, pois a maioria tem a mesma informação, entendido jovens padawans?

Outro Alerta: Nomes não ganham Fantasy! Vá pela produção do jogador, não pelo nome dele e sua história. Jogadores veteranos ou com histórico de contusões tente evitar.
Já dizia o filósofo Pai Mei: “Quem vive no passado é Hattori Hanzo que não faz mais espadas a muitos anos. Quem pára no tempo, o tigre de bengala engole”.

Casos como Tom Brady e Drew Brees que continuam fazendo a alegria dos jogadores mesmo após os 40 anos são exceções, não regras. Sempre procure draftar um rookie pois pode ser um grande achado e te ajudar muito na temporada.

 

Defesas e Kickers

panthers

Esses são casos que geram muitas discussões. Defesas e kickers podem decidir partidas de fantasy para o bem e para o mal. A tendência no draft é não usar escolhas cedo, nem intermediárias nesses jogadores, pois no caso de defesas a pontuação varia de acordo com o nível do ataque adversário e kickers você pode achar até na Free Agency.

Eu penso que não vale a pena gastar escolhas até a oitava ou nona rodada mesmo em defesas fora de série como Jaguars, Rams e Ravens, pois você pode encontrar jogadores de ataque tão ou mais consistentes nessa situação. Quanto a kickers, o melhor é levar em consideração o time que ele joga, pois se o time faz muitos TDs ele terá apenas chances de extra point. Por esse fator, deve-se pensar em times que dêem mais chances de chutar field gols, os quais tem a pontuação três vezes maior que o extra points.

 

Destrinchando as defesas

lions

As ligas padrão oferecem a opção de time de defesa apenas, mas para aqueles fãs hardcore há a opção de apenas 1 defensive player ou até todas as 11 posições defensivas separadas (diga-se de passagem, eu gosto muito desse estilo).

Para esse tipo de fantasy, baseado em defesa completa, o jogador terá que ter um nível mais avançado de conhecimento, pois as plataformas não têm dados e rankings tão precisos para ajudá-lo. Terá que ser mais no feeling, ou caso você seja um letrado em defesas, baseado em estatísticas avançadas, mas como nem todos são “Jedi” como o Guilherme Marodin, vamos passar umas dicas partindo de algumas premissas:

– Verifique na liga qual a pontuação para os jogadores de defesa;
– Normalmente procure jogadores com alto número de tackles, independente da posição, pois a pontuação será maior;
– Caso a liga privilegie sacks, procure linebackers (LB) e até safeties (S) que tenham números bons nessa stat;
– Quanto a cornerbacks (CB) e safeties, cuidado com aqueles considerados “ilhas”, pois não são lançados muitos passes na direção deles, o que não gera grande pontuação. Casos históricos como Richard Sherman, Xavier Rhoades e Darrelle Revis, grandes cornerbacks que tinham pouca efetividade por não ter jogadas pelo seu lado;
– Verifique se há pontuação para passes defendidos, pois é um outro parâmetro que pode levar a um jogador defensivo ótimo nesses tipos de liga.

Caio “bahea” Filippi.

 

Modo extreme roots

bb

Agora é comigo (obrigado pela aula, mestre!). O fantasy da NFL é o mais diferente de todos por ter muitas outras formas de destrinchar a liga. Aqui, por exemplo, é possível disponibilizar na sua liga Head Coach e Punter!!! Sim, você não está sob efeito de substâncias ilícitas ou algo do tipo. É possível selecionar em um fantasy Andy Reid como técnico e um Dustin Colquitt para puntear a bola, por exemplo.

E como funciona isso na prática? Começando pela sideline, é uma pontuação extra em caso de vitória e da diferença de pontuação da mesma em questão (o mesmo vale para as derrotas, mas inversamente proporcional). Caso escolha um treinador que tenha um plantel ou um caminho mais fácil para alcançar as vitórias, é barbada para pontuar bem. Quando a NFL divulgou o seu “Strength of Schedule”(nível de dificuldade dos adversários baseado nas campanhas do ano anterior – antes do draft, é bom lembrar), os Steelers eram apontados como o time com a tabela mais fácil. Logo, Mike Tomlin era o alvo a ser monitorado. Bill Belichick é o #1 da lista, pois quem acompanha a liga sabe que os Patriots são o time a ser batido na AFC e a dupla Bill-Brady é a mais eficiente da história recente da NFL. Se buscar um Hue Jackson achando que vai se dar bem… É mais fácil ganhar sozinho na Mega da Virada.

 

bears

No caso dos punters é o contrário. Pensa-se que um punter de um time que sempre ganha será selecionado. Nesse caso, fuja deles! Por exemplo, o punter de New England creio que poucos devem saber até o seu nome (isso se alguém o ver em ação durante o campeonato). Por isso, vá nos times que estão na pior que os mais acionados estarão lá. A pontuação funciona da distância percorrida do chute e de onde a bola vai parar após o término da jogada (caso não haja retorno ou fair catch). Quanto mais o adversário estiver ‘com as costas na parede’ em sua posse de bola após a jogada, maior será a pontuação. Outro ponto a ser analisado é em caso deles irem para um fake punt e arriscar o passe. Caso acerto ou erro, vai valer a pontuação adotada em sua liga para as jogadas de passe.

Mas isso é comum de ser utilizado nas ligas? Falando particularmente pelo Bahea e por mim, nunca jogamos um fantasy nesses moldes. Aqui é para quem é raiz ao extremo e quer uma emoção a mais no jogo. Uma curiosidade extra para quem quer embarcar nesse mundo maluco.

 

Os sleepers de 2018

sleepers1

Esse é o espaço para aqueles jogadores de cada equipe que podem ser ignorados em primeiro momento, mas que podem fazer muito alarde na temporada. Começando pelo ataque (o mais tradicional). Confira:

● Arizona Cardinals: Christian Kirk (WR)
● Atlanta Falcons: Calvin Ridley (WR)
● Baltimore Ravens: Hayden Hurst (TE)
● Buffalo Bills: Corey Coleman (WR)
● Carolina Panthers: C.J. Anderson (RB)
● Chicago Bears: Anthony Miller (WR)
● Cincinnati Bengals: John Ross (WR)
● Cleveland Browns: David Njoku (TE)
● Dallas Cowboys: Allen Hurns (WR)
● Denver Broncos: Courtland Sutton (WR)
● Detroit Lions: Kerryon Johnson (RB)
● Green Bay Packers: Geronimo Allison (WR)
● Houston Texans: Ryan Griffin (TE)
● Indianapolis Colts: Marlon Mack (RB – foto)
● Jacksonville Jaguars: Keenan Cole (WR)
● Kansas City Chiefs: Patrick Mahomes (QB)
● Los Angeles Chargers: Mike Williams (WR)
● Los Angeles Rams: Cooper Kupp (WR)
● Miami Dolphins: DeVante Parker (WR)
● Minnesota Vikings: Daniel Carlson (K)
● New England Patriots: Sony Michel (RB)
● New Orleans Saints: Cameron Meredith (WR)
● New York Giants: Sterling Shepard (WR)
● New York Jets: Robby Anderson (WR)
● Oakland Raiders: Martavis Bryant (WR)
● Philadelphia Eagles: Jay Ajayi (RB)
● Pittsburgh Steelers: James Washington (WR)
● San Francisco 49ers: Pierre Garcon (WR)
● Seattle Seahawks: Sebastian Janikowski (K)
● Tampa Bay Buccaneers: O.J. Howard (TE)
● Tennessee Titans: Dion Lewis (RB)
● Washington Redskins: Alex Smith (QB)

E aqui também tem as dicas para os jogadores de defesa. Mas não nos mesmos moldes, e sim para ficar de olho com as greves (Alô Clods!) impostas pelos mesmos. Os casos mais recentes são o de Khalil Mack (Raiders) e Aaron Donald (Rams) que estão sem treinar por questões de novos salários. Outro caso era o do calouro Roquan Smith (Bears) mas o imbróglio entre franquia e jogador chegou ao fim e ele vai jogar.

sleepers1

Outros nomes que podem aparecer como ótimas opções são o de Yannick Ngakoue (Jaguars), Demarcus Lawrence (Cowboys), Cameron Jordan (Saints), Blake Martinez (Packers), Demario Davis (Saints), Telvin Smith (Jaguars), Deion Jones (Falcons), Wesley Woodyard (Titans), Kevin Byard (Titans – foto), Eddie Jackson (Bears), Tre’Davious White (Bills) e Darius Slay (Lions).

 

Os overrateds

E aqui é onde o despertador toca, você acorda e percebe que não passou de um sonho. Aqui é onde vai ficar o alerta para os jogadores e derivados que não terão os mesmos números de 2017! Sim, caso pense que eles manterão o mesmo nível, ledo engano. Separamos alguns nomes para ficar de olho e pensar duas vezes antes de dizer para o mundo que ‘seus problemas acabaram’:

keenumQB – Case Keenum (Denver Broncos)
Era o backup de um Minnesota Vikings que já era comandado por Sam Bradford. Assumiu a posição com a lesão do titular e teve números muito bons, deixando a imagem que foi construída nos Rams para trás (3547 jardas, 22 TDs e 7 INT). Denver não encaixa seu ataque desde a aposentadoria de Peyton Manning e arriscar Keenum como titular do seu time não é das tarefas mais tranquilas.

hydeRB – Carlos Hyde (Cleveland Browns)
Dono da posição em San Francisco, Hyde foi para um time onde planejamento no jogo corrido ficou um pouco confuso. Ao começar por contratarem um QB que gosta de correr com a bola e ainda ter dois nomes que serão bem utilizados em Duke Johnson Jr e Nick Chubb. Aqui é um caso bem difícil de acontecer como nos bons tempos de 49ers.

adamsWR – Davante Adams (Green Bay Packers)
Os cheeseheads perderam Jordy Nelson e agora é a chance de Davante Adams brilhar? O WR de 10 TDs em 2017 terá agora a companhia de Jimmy Graham no ataque aéreo de GB e Aaron Rodgers, que é um gênio, pode optar por um alvo mais seguro seja em jogadas longas ou nas curtas, onde o TE costuma fazer seus TDs. Fique de olho.

brateTE – Cameron Brate (Tampa Bay Buccaneers)
Com O.J. Howard pedindo cada vez mais passagem, os Bucs terão um dilema com seu principal TE recebedor os últimos anos. Foram 591 jardas e 6 TDs para Cameron que mesmo com esses números, sequer aparece nos mocks como escolha certa no fantasy. Será mesmo proposital?

seahawksDEF/ST – Seattle Seahawks
A ‘Legion of Boom’ acabou e a defesa não é mais a mesma que colocava os adversários no bolso. Sherman foi para o rival da Califórnia. Kam Chancellor encerrou a carreira e a novela Earl Thomas III ainda não acabou. Sem os nomes principais e apenas Bobby Wagner como única estrela, a tão temida defesa dos Seahawks não deverá ser o alvo principal da posição, sendo até preterida nas ligas afora.

 

Os Rookies

E fechando o guia do fantasy da NFL com eles: a nova geração da liga de futebol americano. Passando apenas a classe de 2018, esse é o top 5 dos jogadores que com certeza farão barulho na liga em seu primeiro ano. Confira comigo, olho no lance!

rosen#5 – Josh Rosen (QB – Arizona Cardinals)
Há torcedores fanáticos que acreditam que ele será maior que Tom Brady. Deixando a empolgação de lado, Rosen terá todas as chances do mundo de estrear rápido na NFL. Será backup de Sam Bradford e competirá com Mike Glennon como o #2 da posição. Resumindo, aguarde por volta da semana #5 que ele vai jogar.

darnold#4 – Sam Darnold (QB – New York Jets)
O mais talentoso da posição na classe, Darnold também pode ter sua estreia rápida na NFL. O jovem vindo de USC terá Josh McCown e Terry Bridgewater como concorrentes da posição. McCown tem o azar de sempre se machucar durante o ano e Bridgewater é uma incógnita por estar muito tempo sem ritmo vindo de uma grave lesão. O ruivo vai ter sua chance.

minkah#3 – Minkah Fitzpatrick (CB/S – Miami Dolphins)
O safety chegou e fará com Rashad Jones uma das duplas mais chatas de secundária da NFL. Fitzpatrick tem inteligência defensiva e pode atuar tanto como CB ou S. É um late-round que pode causar bastante impacto.

hurst#2 – Hayden Hurst (TE – Baltimore Ravens)
De uma classe em que os recebedores foram ofuscados em sua grande maioria, Hurst pode ser o top da lista mesmo sendo TE (que já é um slot bem complicado de achar nomes confiáveis). Mostrou personalidade nos jogos de pré-temporada e apelidado pelo Bahea como ‘monstrinho’, o time que sofreu anos com Dennis Pitta pode sorrir com um que corresponda à altura.

saquon barkley#1 – Saquon Barkley (RB – New York Giants)
Não precisa ser especialista na área para cravar: Saquon Barkley é realidade. O RB que caiu no colo de NY (Browns, meu filho…) chega para ser o franchise player do time quando o legado de Eli Manning chegar ao fim. Ele já é projetado como top-10 dos mocks! Seja em campeonato de um ano ou dynasty, é prato cheio se sobrar para o seu time no fantasy.

E com isso, fechamos o texto para ajudar na preparação para a NFL. E não pense que a parceria ficará por aqui. Toda semana, assim como no Cartola FC, faremos um time ideal (evitando o que puder dos nomes mais famosos) para ajudar a galera na conquista da sua liga.

 

ARE YOU READY FOR FOOTBALL?

 

Esse ESPECIAL foi escrito por dois dos maiores jogadores de fantasy que saíram das aulas super avançadas da CAT (Chef Academy of Trades), @CaioFilippi e Vitor @chaveatle Silva fizeram pós e doutorado com os mitos Michel e João “Alemão” Reichert, ou seja, é qualidade garantida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.