especial

Chicago BEARS: E se tudo der certo?

E ATENÇÃO! Temos informações exclusivas que chegou ao fim em Chicago o estoque de “Ilusionol”, poderoso remédio alucinótico que pode transformar a realidade. Estamos esperando nosso “insider” Vitor @chaveatle Silva sair da sua última crise de euforia para obtermos informações mais certas sobre a empolgação. Entenda o porquê na prévia dos Ursos de Chicago:

Resumo da última temporada

Foi mais do mesmo desde a saída de Lovie Smith. O Chicago Bears demorou para se acertar, mas a campanha de 5-11 no ano passado não reflete o que o número alto de derrotas condiz. Mas poderia ser pior, caso Mike Glennon (uma contratação inexplicável) jogasse as 16 partidas. Mas o curso virou a partir da semana 5.

Mitch TrubiskyMitch Trubisky assumiu como QB titular em um MNF, contra o Minnesota Vikings no Soldier Field. Uma fogueira para o camisa #10, mas em anos (isso falo por ver Jay Cutler em campo) era uma fagulha de esperança como há muito não se via. QB móvel, com muita inteligência e sem medo de fazer suas gracinhas (a conversão de dois pontos, nesse mesmo jogo, foi uma das jogadas mais criativas de 2017).

Algumas derrotas (GB em casa e SF) poderiam ser evitadas e o discurso fatalmente seria outro. Esse time de 2017 mostrou evolução justo na sua marca registrada: a defesa. Foi a menor marca de pontos sofridos desde a saída de Smith em 2012 (320 pontos). Nomes como os CB Kyle Fuller e Prince Amukamara cresceram e a novidade Eddie Jackson, safety vindo do draft passado, mostrou muita qualidade (ganhou até jogo sozinho contra o Carolina Panthers). E, se no beisebol temos o WAR para falar do melhor jogador, na NFL é o AV (Approximate Value) que corresponde ao desempenho do jogador em campo. E quem levou foi o DE Akiem Hicks (10 AV – sendo a antítese de quem renova contrato o jogo some).

No ataque, mesmo com jogadas mais criativas e a promoção rápida de Trubisky, o time simplesmente teve a pior pontuação desde 2005 (264 pontos). Jordan Howard (1112 jardas terrestre, 9 TDs) manteve a alcunha como o principal nome do ataque, pois o corpo de recebedores ganhou o desfalque de Cameron Meredith ainda na pré-temporada. Dontrelle Illman acabou carregando o piano nas semanas finais já que Zach Miller, o principal recebedor do time, sofreu uma grave lesão em que quase perdeu a vida. Graças a Deus que Miller passa bem e não corre mais risco algum. No final das contas, Kendall Wright foi o líder em jardas recebidas (614 jardas). Muito pouco.

Atlanta Falcons v Chicago BearsEm compensação, o baixinho Tarik Cohen (723 jardas totais, 1 TD terrestre, 2 TD aéreos, 1 TD de retorno de punt e 1 passe para TD) ganhou holofotes pelo seu estilo de jogo, podendo fazer várias frentes no ataque de Chicago. Um achado que merece sua menção.

Escolhas de Draft

Com uma escolha no final do top-10, Chicago procurou pelo rookie que vestisse a camisa e já estivesse pronto para jogar. E Roquan Smith foi o escolhido. Eleito o melhor defensor de sua conferência no college em 2018 (137 tackles e 6.5 sacks), Smith é a cereja do bolo para a defesa dos Bears ganhar o complemento necessário para voltar a elite da NFL. Ainda tem o acréscimo de ter jogado ao lado de Leonard Floyd na Georgia. Entrosamento não será problema.

As outras escolhas:

  • James Daniels (C – Iowa)
  • Anthony Miller (WR – Memphis)
  • Joel Iyiegbuniwe (LB – Western Kentucky)
  • Bilal Nichols (DT – Delaware)
  • Kylie Fitts (DE – Utah)
  • Javon Wims (WR – Georgia)

 

Contratações

matt-nagyMatt Nagy – novo head coach dos Ursos

Para 2018 caras novas. John Fox foi demitido ao final da temporada e Ryan Pace teve seu contrato renovado como GM. A contratação do novo head coach não durou muito: Matt Nagy, ex-coordenador ofensivo do Kansas City Chiefs. Com um time em que as peças de ataque precisam ser lapidadas (e com muito potencial), Nagy foi a escolha. Em apenas um ano como OC, colocou KC no top 5 das equipes com mais jardas totais (6007), #10 em TDs aéreos (26) e a segunda equipe que sofreu menos interceptações (8).

E com um técnico voltado para o ataque, nada melhor do que reforçar o setor. Na abertura da FA, chegou Allen Robinson (U$ 42 milhões por 3 anos). Robinson que sofreu um lesão de ligamento no joelho, perdeu praticamente toda a temporada de 2017. Em toda a sua trajetória nos Jaguars, Robinson teve ao todo 2848 jardas aéreas e 22 TDs. O detalhe: TODOS lançados por Blake Bortles!

Outro nome que chega para ser titular/dono da posição é o TE Trey Burton (U$ 32 milhões por 4 anos), campeão do último Super Bowl com o Philadelphia Eagles. Em 2017 foram 247 jardas e 5 TDs, sem contar o passe para TD na decisão contra os Patriots. Ele, ao lado de Pat O’Donnell, são os jogadores com melhor rating no quesito em toda a NFL. #BradyWho?

E antes do apanhado geral, outros dois jogadores. O WR Taylor Gabriel (U$ 26 milhões por 4 anos), speedemon que estava no Atlanta Falcons que chega para ser um jogador para times especiais/slot player, aproveitando de sua velocidade. E o kicker Cody Parker (U$ 15 milhões por 4 anos), que estava no Miami Dolphins, chega para ser o dono desta função, já que o Cairão da massa não teve seu vínculo renovado com os Monsters of Midway e Chicago procura por um K confiável desde a dispensa de Robbie Gould. Ao todo, os Bears foram a segunda equipe que mais gastou nessa janela (U$ 174 milhões), perdendo apenas para o New York Jets.

Khalil MackE um extra aqui para a troca que mexeu com a NFL após o final da pré-temporada. Trata-se de Khalil Mack, um dos melhores pass rush da liga que estava de greve com o seu time por um novo contrato (ainda mais com a renovação de Aaron Donald que se tornou o DE mais bem pago da história da liga), acabou sendo trocado para Chicago nos seguintes termos:

“@AdamSchefter
Trade official, source tells ESPN: Bears get: Khalil Mack, a 2020 second-round round pick and a conditional 2020 fifth-round pick.

Raiders get: 2019 first-round pick, 2020 first-round pick, 2020 third-round pick, 2019 sixth-round pick.

So Bears get back second-round pick, too”

O risco é alto, verdade. Mas se trata de um grande jogador da sua posição e que está indo para o seu auge (27 anos) e um upgrade após a perda de Mitch Unrein. Com anos de penúria e escolhas altas que pouco vingaram até aqui, é uma tentativa arriscada e que pode ser boa para ambos os envolvidos. Boa sorte a todos.

Demais contratações

  • Chase Daniel (QB – New Orleans Saints) -> U$ 10 milhões por 2 anos
  • Aaron Lynch (DE – San Francisco 49ers) -> U$ 4 milhões por 1 ano
  • Earl Watford (RT – Arizona Cardinals) -> U$ 1,2 milhões por 1 ano
  • Bennie Fowler III (WR – Denver Broncos) -> U$ 1 milhão por 1 ano
  • Tyler Bray (QB – Kansas City Chiefs) -> U$ 795 mil por 1 ano
  • Kasim Edebali (OLB – New Orleans Saints) -> U$ 790 mil por 1 ano

Perdas

Além de Cairo Santos (reforço do New York Jets -> U$ 2 milhões por 1 ano), a dúvida que ficaria é: como seria todo esse arsenal com Cameron Meredith entre os recebedores? (provável WR2). Ficará no imaginário do torcedor. Os Bears optaram por não cobrir a oferta do New Orleans Saints (U$ 9,5 milhões por 2 anos) e liberou o WR para o time da Louisiana.

Outra perda que será sentida é a do G Josh Sitton, que acertou sua vida para jogar nos Dolphins (U$ 13,5 milhões por 2 anos). A OL dos Bears é um dos pontos fracos do time, que se reforçou no draft para arrumar a casa. Sem um jogador experiente e deixando-o partir é sinal que vai confiar nos rookies ao lado de Kyle Long.

Demais perdas:

  • Mitch Unrein (DE – Tampa Bay Buccaneers) -> U$ 10,5 milhões por 3 anos
  • Mike que vá pro capeta Glennon (QB – Arizona Cardinals) -> U$ 8 milhões por 2 anos
  • Christian Jones (ILB – Detroit Lions) -> U$ 6,3 milhões por 2 anos
  • Andrew DePaola (LS – Oakland Raiders) -> U$ 4,2 milhões por 4 anos
  • Pernell McPhee (OLB – Washington Redskins) -> U$ 1,8 milhões por 1 ano
  • Kendall Wright (WR – Minnesota Vikings) -> U$ 1 milhão por 1 ano
  • Markus Wheaton (WR – Philadelphia Eagles) -> U$ 880 mil por um ano

 

Destaque do Ataque

Não tem como não falar de um destaque que não seja Mitch Trubisky. Em muito tempo, um QB bom e Chicago não faziam parte da mesma frase. O camisa #10 quebrou o recorde de jardas por um calouro nos Bears (mesmo com apenas 12 jogos – 2193 jardas, 7 passes para TD, 2 TD terrestres e 7 INT). Com um ataque renovado e um técnico voltado para isso, olho no QB que pode fazer de 2018 uma temporada bastante efetiva.

Destaque da Defesa

Uma defesa que, com a renovação de Vic Fangio e um baita potencial, tem a faca e o queijo na mão para voltar aos melhores no quesito. Foi a #9 em pontos cedidos na NFL, a #10 em jardas cedidas (5106), a que mais forçou fumbles (14) sendo a #13 que mais segurou os adversários (33,2% das campanhas rivais não terminaram em pontos) e a #16 forçando turnovers (11,2%).

ct-spt-bears-vic-fangio-coach-20171228Para mim o destaque não é outro que seja o DC Vic Fangio. O projeto de reestruturação da defesa de Chicago era longo, mas deu certo e conseguiu arrumar a casa. Méritos dele e dos jogadores que chegaram e deram outra cara ao setor, com exceção de Kyle Fuller que já estava a mais tempo. Se um cara é responsável por isso, com certeza é Fangio.

Perspectivas e previsão para a nova temporada

Minhas calculadoras apontam uma melhora, apesar da tabela dos Bears não ser das mais agradáveis nessa temporada (AFC Leste e NFC Oeste). É possível um wild card com essa equipe, já que a NFC costuma ser bastante acirrada nos últimos anos. Os cálculos apontam um 9-7, com o segundo lugar da NFC North brigando por vaga no WC. Acima ou abaixo disso será uma surpresa. E só afirmo que o Bears é o Rams de 2018 com a temporada em andamento. Antes, sempre é bom evitar comparações.

 

A série de Previews da NFL é um oferecimento do BLOG MAJOR SPORTS para todos os torcedores e amantes desse esporte maravilho! Siga nosso blog nas redes sociais:

twitter: @blogmajorsports

Facebook.com/majorsports.br

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.