baseball

Nippon Series 2018 – Review da grande decisão do ProYakyu

Infelizmente a Nippon Series chegou ao seu final… (T_T;)

NipponSeries2018

Konnichiwa minna san!!!! Yoroshiku onegaishimasu!!!

Chegamos ao final de mais uma temporada do Pro Yakyu!!!

O embate entre o campeão de 2017 e o melhor time da temporada regular resultou em jogos muito equilibrados e a confirmação de que o baseball é um esporte fantástico decidido em pequenos detalhes. Foram 6 jogos e uma vitória incontestável do atual BICAMPEÃO da NPB, o Fukuoka Softbank Hawks.

Devido ao regulamento, a saga pelo título teve início em Hiroshima, onde a torcida local fez uma festa maravilhosa para a abertura das finais. Após 2 jogos a série foi um pouco mais ao sul da terra do sol nascente em direção à Fukuoka para mais 3 jogos e o derradeiro jogo novamente em Hiroshima.

As torcidas, para variar, deram um show a parte em todos os jogos independente do estádio, fazendo o tradicional barulho ininterrupto!

Confira no vídeo abaixo, a pressão que a torcida de Hiroshima fez sobre o arremessador fechador dos Hawks, Yuito Mori, no último duelo da Nippon Series e contra o melhor rebatedor dos Carps o Right Fielder Seiya Suzuki…

Vou contar um pouco da história do confronto:

Jogo 1 – 27/10 – Mazda Zoom Zoom Stadium (Hiroshima)

Jogo 1

A primeira partida tinha que ser na casa do melhor ataque e melhor time da temporada regular, que ainda queria ter a oportunidade de dar um título a um dos maiores ídolos da história do Carp: Takahiro Arai, que anunciou que não volta para a temporada 2019 e se aposentará.

O time da casa que amarga um jejum de títulos de 34 anos (em 1984 venceu o Hankyu Braves, atual Orix Buffaloes, por 4 a 3) tinha todo o favoritismo nos primeiros jogos da série.

O jogo foi muito equilibrado e um duelo de arremessadores entre Kodai Senga (Hawks) e Daichi Osera (Carp) que terminou com um magro 2 a 2 em 12 entradas.

A única emoção ficou para o HR de Yusei Kikuchi (Carp) logo na primeira entrada que mostrou que o time de Hiroshima poderia mostrar todo o seu potencial  nas finais. Não aconteceu.

O jogo seguiu muito equilibrado, com o Hawks empatando na 5 entrada após a saida de Osera, levando o jogo para entradas extras, terminando empatado* após 12 entradas.

Resultado na Série: Carp 0 x 0 Hawks

* Este um novo regulamento aprovado pela NPB para a temporada 2018 que considera que podem haver empates até o jogo 6. Ou seja, caso os times cheguem empatados no jogo 7, se joga até termos um vencedor. No caso de empates nos jogos 1 a 6 e a série chegue empatada no jogo 7 em número de vitórias, é agendado um jogo 8 no dia seguinte, na mesma sede do jogo 7, ai então, sem limite de entradas.

 

Jogo 2 – 28/10 – Mazda Zoom Zoom Stadium (Hiroshima)

Jogo 2

Com uma grande performance do arremessador Kris Johnson que arremessou 7 entradas, cedendo 4 rebatidas, 1 walk, 1 corrida anotada e registrando 7 strikeouts, o Hiroshima Carp mostrou o poder do seu ataque e capitalizou corridas.

O time de Fukuoka simplesmente não conseguiu fazer nada contra a ótima performance do arremessador do time de Hiroshima.

Resultado na Série: Carp 1 x 0 Hawks

 

Jogo 3 – 30/10 – Yafuoku Dome (Fukuoka)

Jogo 3

A série desembarca em Fukuoka com a vantagem de 1 a 0 para os Carps que demonstraram muita força no jogo 2, mas muito longe de estar decidida. Foi um jogo tenso até a última eliminação. Pra resumir em uma frase o que foi esse jogo: Home Run Derby!

Foram 6! 4 dos Carps (2 de Suzuki e 2 de Abe, 1 deles um Grand Slam na 8.a entrada) e 2 dos Hawks (Despaigne e Takaya).

O jogo também contou com uma grande performance de Mori que, com maestria, fechou o jogo na 9.a entrada

Resultado na Série: Carp 1 x 1 Hawks

 

Jogo 4 – 31/10 – Yafuoku Dome (Fukuoka)

Jogo 4

Agora a série estava empatada em 1 a 1 e ganhava contornos ainda mais decisivos.

Com um jogo muito parelho, começou o show defensivo do Catcher dos Hawks Takuya Kai. Ele conseguiu eliminar todas as tentativas de roubo de bases até então e segurou qualquer chance dos Carps mostrarem o seu potencial ofensivo.

Resultado na Série: Carp 1 x 2 Hawks

Jogo 5 – 01/11 – Yafuoku Dome (Fukuoka)

Jogo 5

Agora a vantagem havia trocado de lado e o time de Hiroshima se encontrava mais pressionado.

O Carp foi muito valente e liderou o jogo até a 7.a entrada quando Kenji Akashi, 2B dos Hawks, rebateu um Solo HR empatando o jogo e levando para as entradas extras.

Quis o destino que o apagado craque de Fukuoka, o Center Fielder, Yuki Yanagita na sua única rebatida no jogo, mandasse um Sayonara Home Run na baixa da 10.a entrada para matar o jogo e colocar o time de Hiroshima com as costas na parede e o time de Fukuoka a apenas 1 vitória do título.

Resultado na Série: Carp 1 x 3 Hawks

Jogo 6 – 03/11 – Mazda Zoom Zoom Stadium (Hiroshima)

Jogo 6

Chegamos ao jogo derradeiro.

Voltando para Hiroshima, o time da casa muito pressionado, mas com apoio massivo da sua apaixonada torcida, que lotou os mais de 30 mil lugares do Mazda Zoom Zoom Stadium, encontrou um adversário muito determinado defensivamente.

Com o jogo muito equilibrado e precisando marcar os Carps foram agressivos nas bases e na primeira entrada já quis aproveitar uma oportunidade de colocar um jogador em posição de anotar corrida. Hiroshi Tanaka havia rebatido uma bola para o campo esquerdo e estava na primeira base, com 1 ball e 1 strike para o rebatedor Yoshihiru Maru, iniciou uma tentativa de roubo da segunda base. Neste momento o até então perfeito Catcher Takuya Kai lançou a bola… o árbitro marcou “Safe” e a torcida de Hiroshima foi à loucura. Sem nem mesmo consultar o vídeo, o técnico dos Hawks o Sr. Koichi Kudo, fez o sinal do vídeo check ao árbitro, na certeza de que o seu defensor havia feito o seu trabalho.

Resultado: marcação revertida e corredor eliminado na segunda base. 2 eliminados.

Na 4.a entrada com 2 jogadores em base e nenhum eliminado, Seiji Uchikawa fez um bunt perfeito para a primeira base empurrando os corredores para a 2.a e 3.a base e agora 1 eliminado. Então veio Tetsuro Nishida ao bastão e sem que ninguém da defesa de Hiroshima esperasse, ele também rebateu com um bunt, impulsionando o jogador da 3.a base: Carp 0 x 1 Hawks.

Logo em seguida, na alta da 5.a entrada, o 3.a base Yurisbel Gracial rebateu o seu primeiro Home Run na Nippon Series, anotando 0 x 2 no jogo, fechando o caixão dos Carps e levando os Hawks ao seu 5. título da Nippon Series em 8 anos. Vemos uma nova  dinastia nesse time dos Hawks!!!

Resultado na Série: Carp 1 x 4 Hawks – Hawks Campeão!

 

Premiações da Nippon Series

  • MVP – Takuya Kai (Fukuoka Softbank Hawks)MVP Takuya’s ‘Kai Cannon’ key to Hawks’ Japan Series conquest

Com uma performance defensiva fantástica, o Catcher Takuya Kai “Cannon” foi o escolhido como o jogador mais valioso das finais. E ninguém no Japão discorda.

O jogador de 25 anos, nascido na província de Oita na ilha de Kyushu (terra dos meus avós maternos \o/), região próxima à Fukuoka cidade sede do time campeão, mostrou na sua segunda temporada como titular, o porquê assumiu a posição de Catcher titular do time e virou uma arma defensiva da equipe de Fukuoka.

Durante a temporada regular, em 102 jogos, o garoto simplesmente teve .999 de Fielding, 63 assistências, somente 3 “passed balls” e acreditem, apenas 1 erro (!!!)

Nas finais, ele foi perfeito! Foram simplesmente 100% de aproveitamento nas 6 tentativas de roubada de bases nos 6 jogos das finais, contra o melhor ataque do torneio e que roubou 95 bases durante a temporada regular.

O jogador não teve grandes números ofensivos, tendo um aproveitamento de apenas .143 no bastão. Como o ditado popular costuma enfatizar “Ataques ganham jogos, mas defesas ganham campeonatos”, essa foi a primeira vez na história da Nippon Series que o MVP das finais não empurrou nenhuma corrida nas finais.

 

  • Fighting Spirit Award – Seiya Suzuki (Hiroshima Toyo Carp)

Carp slugger Seiya Suzuki’s evolution continues after strong Series

Bom, o “prêmio de consolação” da Nippon Series foi para o grande e muito jovem Seiya Suzuki de apenas 24 anos.

O “Clean-upper” da linha de rebatedores do melhor ataque da temporada foi um dos poucos do time vice-campeão a conseguir manter a regularidade da temporada regular, batendo 3 HR, 6 RBIs e .455 de aproveitamento no bastão (durante a temporada foram 30 HR, 94 RBIs e .320 de aproveitamento em 124 jogos)

Comparando com a sua primeira Nippon Series em 2016 contra o Hokkaido Nippon-Ham Fighters, o prêmio é justificado e demonstra que ficou em ótimas mãos (em 2016 foram 6 Strike-Outs, .222 de aproveitamento e apenas 2 RBIs). Garoto de muito futuro, que ainda lamentou não dar o título na temporada de despedida da lenda Takahiro Arai.

Análise da Nippon Series

Direto ao assunto, a Nippon Series foi decidida nos detalhes, principalmente na ótima performance defensiva dos Hawks.

Para se ter uma idéia do equilíbrio, os Carps anotaram 20 corridas contra 23 dos Hawks na série final.

Na minha humilde e modesta opinião, venceu o time que esteve em melhor momento. Explico: Os Hawks começaram a temporada flertando com a eliminação, disputando a última vaga contra os Buffaloes e os Marines… até a parada para os All Star Games…. a partir daí o time de Fukuoka se acertou e não parou mais de subir, ultrapassando a quase todos, menos o Lions que havia aberto uma vantagem muito grande na liderança.

Do outro lado, o Carp, que tinha um ataque poderoso, foi massacrando os times da CL antes e depois da pausa dos All Star Games, tanto que varreu os Giants no Final Stage da Climax Series. Porém o time se deu ao luxo de dar uma “relaxada” no final da temporada regular de tão grande que era a sua vantagem na liga.

Outro ponto muito importante, os Hawks tiveram que bater os dois melhores times (e os melhores ataques) da NPB sem o mando de campo: Lions e Carp. Principalmente a série contra os Lions no Final Stage da Climax Series, foi fundamental para que o time ganhasse confiança para encarar a Nippon Series e o melhor ataque da NPB sem medo de ser feliz.

Sem dúvida foi merecedor do Bicampeonato.

 

boy1

Bom, aqui acaba a temporada da NPB e ja me despeço do Power Ranking em 2018, me preparando para acompanhar o que vem na temporada 2019.

Gostaria de agradecer ao time do Blog que me permitiu escrever e acompanhar toda a temporada da NPB trazendo informação para vocês. Fazia muito tempo que não acompanhava uma temporada completa da NPB.

Lembro que no meu preview da temporada (https://majorsports.blog/2018/03/24/noticias-da-japolandia-preview-da-temporada-2018-da-npb/), a minha Nippon Series 2018 seria entre Hanshin Tigers e Fukuoka Softbank Hawks. Obviamente foi um palpite clubista colocar o Hanshin Tigers na final (hehe), mas acertei na mosca o campeão e havia citado que o “favoritaço” para a vaga da Central League no Power Ranking era o Hiroshima Toyo Carp.

Só isso já me deixa feliz em saber que consegui passar a vocês uma informação de qualidade. =)

Continuem acompanhando o Blog, pois, agora volta a coluna “Notícias da Japolândia”, com informações sobre o Draft da NPB, as premiações da temporada e como o seu time tem se reforçado nesta intertemporada, combinado?

Banner NPB

Por hoje é só. Continue nos acompanhando nas mídias sociais também.

Deixe seus comentários!

Ricardo “Nozu” colaborou mais uma vez exclusivamente para o Major Sports Blog e com muito prazer.

#Sports4Life

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.