College

A ESCOLHA: Quarterbacks

ESPECIAL QUARTERBACKS – Parte 1 2008/2009

   Salve, salve amigos e seguidores do blog MAJOR SPORTS, é com muito orgulho que trazemos até vocês um especial que deu muito trabalho e ao mesmo tempo foi extremamente prazeroso fazer, pois nos fez viajar pelo universo da NFL. Tudo começou em mais uma dessas infindáveis discussões de whatsapp, a equipe do Major Sports tomou como desafio uma pesquisa ampla sobre os QB que saíram do College nos últimos 10 anos. Tomaremos como base os Quarterbacks escolhidos nas primeiras 3 rodadas e outros que tiveram relevância na carreira, mas que foram draftados em late rounds. Para essa missão eu e o Vitor fomos escalados e tentaremos justificar ou não as escolhas e se valeram a pena. O levantamento terá como base ano de 2008 até 2017. Para classificar tais escolhas faremos da seguinte forma:

Selo Peyton Manning – escolha óbvia e com sucesso absoluto

Selo Tom Brady – escolha que ninguém esperava muita coisa, mas foi perfeita

Selo Ryan Tannehill – Aquela escolha boa, mas nada de muito relevante

Selo Branden Weeden – Quem? Pois é ninguém esperava nada dessa escolha e realmente não deu em nada

Selo Jamarcus Russell – Sabe quando você aposta numa escolha que pode mudar a franquia e … não acontece nada. Aquela escolha trágica!!!

Draft 2008

   No primeiro ano de nossa análise temos 2 QB com carreira bem estabelecida e os outros com poucas oportunidades na carreira.


Matt Ryan – pick 3 rodada 1 – Boston College – Atlanta Falcons

Números da Carreira:

V-D – 99-71

% passes completos: 65.4

Jardas Totais – 45610

TD/INT – 285/131

Prêmios Individuais:

– Novato Ofensivo do Ano 2008

MVP Temporada 2016

– Jogador Ofensivo de 2016

Conquistas coletivas

– Campeão da NFC 2016

– 3 vezes campeão da NFC Sul – 2010, 2012 e 2016

   Matt Ryan foi draftado em 2008 como grande esperança do Falcons após uma carreira gloriosa por Boston College. Um clássico pocket passer com grande efetividade nos passes, mas pouco propenso a corridas. Foi o novato ofensivo do ano de 2008 e sempre teve grandes números na sua carreira, chegando no auge em 2016 com o MVP e a ida ao SB contra o Patriots. O grande ataque do Falcons sofreu uma dura virada naquele SB, terminando com gosto amargo da derrota de virada após umaa grande temporada. Assinou em maio renovação de contrato por mais 5 anos com a equipe da Georgia.

This image has an empty alt attribute; its file name is image-12.png

VEREDITO:  Selo Peyton Manning

Vem sendo o Franchise Player que o Falcons esperava levando a equipe a 6 playoffs em 10 anos. Escolha certeira.


Joe Flacco – pick 18 – rodada 1 – Delaware – Baltimore Ravens

Números da Carreira:

V-D – 96-67

% passes completos: 61.2

Jardas Totais – 38245

TD/INT – 212/136

Prêmios Individuais:

MVP do SuoerBowl 2012

Conquistas coletivas

– Vencedor do SB 2012

– 2 vezes campeão da AFC Norte – 2011 e 2012

   Joe Flacco veio de uma universidade pequena, da segunda divisão da NCAA, Delaware. Todos os scouts diziam que tinha um forte braço, mas ainda era cru. Flacco chegou junto com o técnico John Harbaugh, formando parceria até hoje. Em seu ano de novato chegou a final da AFC, perdendo para o rival Steelers.

   O auge da carreira foi na pós temporada de 2012, onde liderou a equipe ao título lançando 11 TD e 0 INT média de 290 jardas por jogo. Foi um janeiro glorioso para Flacco. Após aquela temporada Flacco recebeu uma renovação de contrato recorde e seu contrato vence no final dessa temporada.


VEREDITO:  Selo Tom Brady

Flacco veio de uma divisão menor da NCAA e mostrou jogo para se manter entre os melhores. Nos últimos anos vem sofrendo com contusões e uma queda considerável do nível de seu jogo. Só a pós temporada de 2012 já valeu essa escolha. Parabéns front office dos Ravens, vocês foram cirúrgicos. Mas fica a pergunta: Flacco é Elite?

Related image

Brian Brohm – pick 24 rodada 2 – Louisville – Green Bay Packers

Números da Carreira:

V-D – 0-2

% passes completos: 51.9

Jardas Totais – 255

TD/INT – 0/5

   Brohm foi draftado na segunda rodada pelo Packers para ser backup de Aaron Rodgers. Fez boa carreira em Louisville credenciando a NFL. Nunca jogou pelo Packers, sendo trocado no ano seguinte para o Bills. Em 2 anos em Buffalo, jogou 2 partidas sendo interceptado 5 vezes. De 2011 a 2015 jogou na UFL sem nenhum destaque. Atualmente é assistente técnico na Universidade de Purdue.


Veredito: Selo Jamarcus Russell

   Um QB draftado na segunda rodada não pode ter uma carreira tão pífia assim. Creio que até o Packers se arrependeu da escolha pois naquele mesmo draft selecionou outro QB.

Related image

Chad Henne – pick 25 rodada 2 – Michigan – Miami Dolphins

Números da Carreira:

V-D – 18-35

% passes completos: 59.3

Jardas Totais – 12931

TD/INT – 58/63

   Chad Henne foi escolhido na segunda rodada pelo Dolphins para ser o sucessor do veterano Chad Pennington. Em 2008 praticamente não jogou, pois foi o famoso ano da WildCat do Dolphins que chegou aos playoffs ganhando a divisão Leste. No ano seguinte assumiu a titularidade após a terceira partida tendo campanha decente de 7-6, mas com número de INT maior que TD. Em 2012 assinou com Free Agent com o Jaguars sem números expressivos também. Não entra em campo desde 2015. Atualmente é o backup de Patrick Mahomes no Chiefs.


VEREDITO: selo Ryan Tannehill

Henne é o clássico QB quebra galho da NFL, reserva em vários times, mas sem qualidade para liderar uma franquia.

Image result for matt flynn

Matt Flynn – pick 2 – rodada 7 – LSU – Green Bay Packers

Números da Carreira:

V-D – 3-4

% passes completos: 61.3

Jardas Totais – 2541

TD/INT – 17/11

   Draft estranho esse do Packers. Na sétima rodada selecionou Matt Flynn vindo de LSU. Flynn será para sempre lembrado de um jogo em 2011 contra o Lions em que lançou 6 TD, pois ARod foi poupado daquele jogo. Essa partida enganou o Seahawks que tinha sérios problemas under center, e assinou contrato de 3 anos. Jogou uma partida pelo Seahawks e perambulou por várias equipes até ser dispensado em 2015 pelo Saints.

Veredito: Selo Brandon Weeden

Uma escolha de sétima rodada você não pode esperar muita coisa. Duro foi o Seahawks que deu um baita contrato para ele pelos 6 TD contra o Lions

DRAFT 2009

   No ano de 2009 tivemos uma escolha segura e um mega bust. Vamos ver o que temos neste ano:


–  Mathew Stafford – pick 1 rodada 1 – Georgia – Detroit Lions

Números da Carreira:

V-D – 64-73

% passes completos: 62.5

Jardas Totais – 37835

TD/INT – 234/129

Prêmios Individuais

– Rookie of the year 2011

Prêmios Coletivos

3 idas aos playoffs 2011, 2014 e 2016

   Após a tenebrosa temporada 2008, o Lions teve direito a primeira escolha e selecionou Mathew Stafford, estrela da Universidade da Georgia. Com Stafford o Lions se tornou uma potência no jogo aéreo, chegando a 3 playoffs e 1 temporada com 5000 jardas lançadas e 41 TD.

   Stafford é detentor de todos os recordes de jardas aéreas da história da franquia. Outra característica de QB é habilidade em 2 minute warning e winning drives, em que liderou a liga em 2016 e 2017.

Veredito: Selo Peyton Manning

Stafford foi a escolha mais correta para o Lions. Muitos dizem que ele não consegue levar a equipe em janeiro, mas historicamente o Lions tem problemas de defesa e jogo corrido, fator chave para sucesso na pós temporada.

Image result for mark sanchez

Mark Sanchez – pick 5 rodada 1 – USC – New York Jets

Números da Carreira:

V-D – 37-35

% passes completos – 56.7

Jardas Totais – 15319

TD/INT – 86-87

   No draft de 2009, o Jets necessitava de um QB e o front office se apaixonou pelo prospecto de USC, dando várias escolhas de draft para subir da 17 para a pick 5. A equipe tinha uma grande defesa e achava que Sanchez seria o upgrade para levar a equipe a voos mais altos. Os dois primeiros anos de Sanchez na equipe, a defesa levou a franquia a 2 finais de conferência, sem chegar ao SB. Sanchez se mostrou muito errático tendo mais interceptações do que TD lançados, sendo carregado pela brilhante defesa comandada por Rex Ryan.

   Após isso a carreira de Sanchez foi ladeira abaixo, com o famigerado Buttfumble no thanksgving de 2012 (link abaixo) e contratos de backup para Eagles, Cowboys, Broncos, Bears e esse ano no Redskins, sem qualquer saudade deixada nas equipes.

https://www.youtube.com/watch?v=vrP4llkRS2c

Veredito – Selo Jamarcus Russell

 A equipe gastou muitas escolhas para draftar Sanchez, e os anos que chegaram a AFCCG foram por causa da defesa. O Buttfumble é um belo resumo da carreira errática de Mark Sanchez. Selo bust para esse senhor!!!

Image result for josh freeman

Josh Freeman – pick 17 rodada 1 – Kansas State – Tampa Bay Bucaneers

Números da Carreira:

V-D – 25-36

% passes completos – 57.6

Jardas Totais – 13873

TD/INT – 81-68

Josh Freeman chegou numa época tumultuada em Tampa. Em 4 anos pela equipe como titular alternou 2 boas temporadas em 2010 e 2012, com duas ruins em 2009 e 2011. Fato curioso é que Freeman tem 9 comebacks na carreira além de 10 game winnings drives.

   Após o fim do contrato de rookie, Freeman assinou por um ano com o Vikings mas sem jogar. Só voltou a ter contrato em 2015 pelo Colts para depois ser dispensado novamente.

   Jogou por dois anos na liga canadense pelo Calgary até se aposentar em maio de 2018 do futebol profissional.

Veredito – Selo Ryan Tannehill

   Freeman teve boas temporadas a frente de um confuso Bucs, portanto não foi um desastre completo, apesar de não conseguir jogar após a saída de Tampa.

Related image

Pat White – pick 12 rodada 2 – Wets Virginia – Miami Dolphins

Números da carreira

13 jogos – 21 corridas 81 jardas

   Pat White foi draftado como QB 3 do Dolphins, e para ser utilizado em situações de WildCat, pois White alinhava como RB e WR na universidade. Na temporada de estréia participou apenas de situações de Wildcat pela equipe conseguindo 80 jardas. Foi dispensado no ano seguinte.

   Em 2012 assinou contrato com o Redskins, mas não passou pela peneira da pré-temporada.

   Atualmente é técnico de QB em Alcorn State University.

Selo Brandon Weeden

 Pat White foi uma escolha para WildCat mas foi pouco utilizado. Mas sinceramente ninguém achava que teria impacto relevante para o Dolphins.

Amanhã temos as análises dos Quarterbacks escolhidos entre 2010 e 2011. Até lá.

Esse super trabalho de pesquisa e análise foi feito pela dupla dinâmica Vitor “@chaveatle” Silva e Caio “@Caiofilippi’ Filippi – Especialmente para o blog Major Sports

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.