especial

Times dos Sonhos – Futebol #1 – Seleção Brasileira

Caros leitores, letrados, aficionados e apaixonados pelo esporte mais popular do planeta, criamos uma nova série de artigos polêmicos
(como já é uma característica do Blog) com os times dos sonhos de vários esquadrões do mundo. Pense naquele time que você como torcedor, escalaria no FIFA, no PES e por que não na mesa de futebol de botão?

Para isso, tiramos TODOS os nossos colunistas, colegas e amigos de cima do muro e pedimos para que escalassem os seus 11 craques.

E aqui não havia uma regra, nem razão, era paixão pura!

Então, começamos já chutando o balde e logo na abertura da série vamos com os 11 titulares da história da maior seleção de todos os tempos: a Seleção Brasileira…

Guardem as cornetas aí por favor, pois, você ainda vai usar muito quando chegar o seu time.

Sem mais delongas, vamos à Seleção Canarinho dos sonhos:

No Gol:

Taffarel – o mago das cobranças de pênalti tem que ser o goleiro dessa seleção. Titular por 3 Copas sempre seguro. Sai que é sua Taffarel!!!


Na Zaga:

Carlos Alberto Torres – o capitão do tri era peça chave daquela seleção de 70. Ótimo marcador, bom chute de distância e um líder. Palmas para o Capita!!!

Bellini – o capitão do primeiro título do Brasil era um zagueiro elegante que jogava sempre de cabeça erguida.

Aldair – O zagueiro mais técnico que vi jogar. Engraçado pensar que ele só foi titular em 94 devido a contusão dos titulares. Desfilou pelos gramados de Roma por muitos anos.

Nilton Santos – o apelido de Enciclopédia do Futebol demonstra como ele conhecia todos os caminhos do campo. Um gênio na lateral esquerda!!!


Na Meiuca:

Gerson – o Canhotinha de ouro. Acertava lançamentos de 40 a 50 metros como se fosse um passe lateral. O líder do meio campo da maior seleção da história tem que estar por aqui

Falcão – O Rei de Roma é o segundo volante dessa seleção dos sonhos. Técnica apurada, liderança e uma lenda em Roma.

Pelé – apenas o maior jogador da história do Futebol. Sem mais


No ataque:

Garrincha – o gênio das pernas tortas é o ponta dessa nossa seleção. Carregou a seleção de 62 nas costas após a contusão de Pelé. Um gênio muitas vezes esquecido.

Romário – o Baixinho tinha o maior poder de definição que já foi visto no futebol. Sobrou para Romario é bola na rede. O craque do tetra é nosso centroavante.

Ronaldo – um exemplo de superação, o maior artilheiro brasileiro em Copas. Ninguém se comparava no arranque do Ronaldo dentuço. O que seria a carreira dele se não tivesse tantas contusões? Nunca saberemos.


Provavelmente daria para formar umas 3 baita seleções, pois, no caso dessa equipe ficaram de fora mitos como Zico, Rivelino, Didi, Gilmar dos Santos Neves, Tostão, Cafu, Roberto Carlos, Zagallo…. Vou parar porque é muita gente boa junto!!!!!


Contribuiu para essa estreia da série o nosso querido @caiofilipe que entre um mergulho no mar Caribenho e uma Piña Colada dissertou sobre a seleção mais poderosa do mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.