esporte

Time dos Sonhos – Futebol #7 – Associação Portuguesa de Desportos

“Vamos à luta, ó campeões,
Hão de vibrar os nossos corações
Na tua glória, toda certeza,
Que tu és grande, ó Portuguesa.”

Com o trecho de um dos hinos mais tradicionais do futebol paulista, um dos times mais queridos do esporte bretão (e que hoje passa por uma situação delicada), que teve seus momentos de glória, esquadrões que marcaram a história, mesmo sem alcançar um título, e a referência a um gigante europeu em seu último momento brilhante.

Como tarefa, vou montar o melhor time lusitano juntando aqueles que marcaram época no futebol nacional pelo rubro-verde paulistano. Uma homenagem a equipe que completará 100 anos em 14 de agosto de 2020. Vamos aos 11:

No Gol:

Félix – saudoso goleiro, campeão da Copa do Mundo de 1970, atuou por nove anos na equipe rubro-verde. Foi campeão Paulista e atuou em 305 partidas, inclusive marcando um gol na sua passagem pela Lusa.


Na Zaga:

Djalma Santos – uma das lendas do futebol mundial, que participou das maiores conquistas da história lusitana: os títulos do Rio-São Paulo de 1952 e 1955. Foram mais de 500 jogos e em 11 anos com a camisa rubro-verde.

César – zagueiro vice-campeão em 1996, começou sua trajetória na Lusa, onde jogou de 1995 a 1999 antes de se transferir para o futebol francês. Pela equipe paulista, chegou a ser convocado pela seleção, e fez parte da equipe que levou a Copa América de 1999.

Émerson – fez a dupla de zaga com César durante quase toda a década de 90. Ficou mais tempo no clube que sua dupla, mas é lembrado sempre pelos tempos áureos que viveu no Canindé.

Zé Roberto – o polivalente jogador começou sua trajetória no famoso Areião, como lateral-esquerdo. Jogou de 1994 e 1997, mas o momento mais marcante aconteceu no ano passado durante a Copa Rubro-Verde, onde defendeu o time que o revelou e não conteve a emoção de vestir a camisa lusitana. “Foi uma volta ao tempo. Domingo (07/01/18) quero chegar um pouco antes, porque quero ver o contrato que eu assinei. Está no museu, isso para mim é mais que título, mais que fama, mais que dinheiro. É uma coisa que vai ficar marcada na minha carreira”.


Na Meiuca:

Capitão – o volante mais identificado com o clube e de uma raça ímpar (sabiam que ele estourou uma bola em uma dividida durante um jogo?). Oleúde José Ribeiro, ou Capitão, é simplesmente o jogador que mais atuou pela Portuguesa em toda a história do clube. Foram três passagens, mas o carinho e a torcida pela equipe lusitana é para sempre. Jogar mais de 500 partidas pelo mesmo clube não é para qualquer um. O amor pela Lusa é tanto que o volante afirma que a maior frustração da sua carreira foi ter perdido o título brasileiro de 1996 ao invés de jamais ter sido convocado para a seleção.

Marco Antônio – o capitão da Barcelusa. O time que levou a série B de 2011 (única conquista nacional) merece o seu espaço por aqui. Jogou entre 2009 e 2011 e viveu seus melhores dias na equipe do Canindé.

Enéas – o talentoso meia dos anos 70, tido por alguns como o maior jogador da história do clube. Meia driblador, lançado ao time em 1972, foi campeão Paulista no famoso título dividido com o Santos, após erro nas contagens dos pênaltis entre as equipes. Jogou até 1980, antes de se transferir para o Bologna, da Itália. Enéas é o segundo maior artilheiro do clube, com 179 gols. Ele faleceu em 1988, vítima de um acidente de carro.


No Ataque:

Ivair – o príncipe! Não deveria ficar de fora. Jogou por 6 anos na Lusa e, mesmo sem levantar uma taça (chegou perto em 1964, mas foi vice-paulista), ainda é lembrado com carinho pela torcida, inclusive ganhando uma filmografia intitulada “Ivair, o Príncipe”. Aprendam a tratar melhor os ídolos!

Dener – a associação mais fresca na memória do torcedor brasileiro. Menino de muita habilidade, driblador, e autor de golaços arrancando do meio campo e só parando no gol. Quem viu Dener jogar, sempre terá consigo grandes lembranças. Foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 1991 (batendo o Grêmio de Danrlei). Jogou por três temporadas como profissional antes de ser emprestado para Grêmio e Vasco. Sua carreira acabou muito precocemente, após falecer em um acidente automobilístico no Rio de Janeiro. Para alguns, Dener poderia ser maior que Neymar. Mas o ‘e se?’ vai colocar essa dúvida na cabeça de todos.

Pinga – e fechando com o maior artilheiro da história do clube. Foram 190 gols pelo rubro-verde, entre os anos de 1944 e 1952, antes de se transferir para o Vasco e se tornar ídolo cruzmaltino. Fez parte da equipe campeã do Rio-São Paulo de 52, mas dois anos antes, por opção técnica, ficou de fora da Copa do Mundo de 1950.


Menções honrosas a outros jogadores que deixaram suas marcas como Clemer, Basílio, Zé Maria, Leandro Amaral, Evair, Rodrigo Fabri, Juninho Botelho, Ricardo Oliveira, Alex Alves, Edno, Jonas… Muitos grandes nomes passaram pelo Canindé, e quem vê a situação da equipe hoje e ver a sua história, não consegue explicar o que fez chegar ao fundo do poço.

Você vai voltar, Lusa.


Colaborou mais uma vez com o Blog o Vitão (@chaveatle) que é um apaixonado pelos esportes e também pela Lusinha do Canindé. Sofre não só com a Lusa, mas também com o seu Baltimore Orioles (MLB), o Chicago Bulls (NBA) e o Chicago Bears (NFL).

Errata do Editor Chefe: o Vitão é um torcedor do Tricolor Paulista, o que não faz dele menos sofredor neste momento, mas escrever sobre a Lusinha foi uma homenagem a ótimos momentos com o Pai dele (também tricolor fanático) que acompanhava por diversão a saga da Portuguesa quando essa jogou a Série B. Não podemos deixar de dar o crédito do equívoco, certo? Então, querido Estagiário (@Estag_MSB), aguardamos o seu pedido formal de desculpas ao Vitão pelo seu equívoco na edição deste texto, senão, já sabe o que vai acontecer com o seu texto né? Rsrsrs

Categorias:esporte, futebol, Time dos Sonhos

Marcado como:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.