esporte

Time dos Sonhos – Futebol #15 – Ceará Sporting Club

Seleção dos melhores jogadores de todos os tempos (que eu vi) do Ceará Sporting Club:

No Gol:

Everson – Fiquei na dúvida em colocar o Adilson ‘paredão’, campeão cearense em 2006, 2011, 2012, porém, Everson conseguiu superar o eterno ‘paredão alvinegro’, por ter feito uma Série B 2015 (onde evitou o descenso inédito, quase irreversível para série C daquele ano, em um jogo épico contra o Macaé na última rodada) e Série A 2018, impecável, a ponto de ser sondado pelos grandes clubes do eixo sul-sudeste. Everson foi campeão cearense em 2017 e 2018, além de ter ganhado o Troféu Verdes Mares de goleiro menos vazado em ’17 e melhor goleiro do ano no estadual em ’18.


Na Zaga:

Arlindo Maracanã – Sem dúvidas, o melhor lateral que eu vi jogar. Fazia cruzamentos mortais, além de exímio batedor de falta. Era um coringa. Único jogador do CSC que jogou em 11 posições (incluindo goleiro). Campeão cearense em 2002 e 2006. Foi titular absoluto no elenco que subiu para série A em 2009.

Luiz Otávio: Zagueiro impecável, que atualmente está no elenco. Campeão cearense em 2017 e 2018, ganhando inclusive o Troféu Verdes Mares de melhor zagueiro da temporada dois anos seguidos.

Fabrício – Um verdadeiro Xerife na zaga. Estava no time do acesso em 2009. Extremamente regular, foi campeão cearense em 2011 e atuo com a camisa alvinegra em 225 de 2008-2011. Apesar das escolhas tomadas no final de sua carreira, que dividiu a torcida, foi um grande zagueiro.

Fabio Vidal – Essa foi fácil. Para a lateral esquerda o campeão da copa do Brasil em 2005 pelo então, Paulista de Jundiaí, que se destacou no Ceará em 2002, onde foi campeão cearense daquele ano, e depois voltou em 2008. Era titular absoluto no time que subiu em 2009 para série A.


Na Meiuca:

Michel ‘Guerreiro’ – ‘Uh é Cruel, Nosso Guerreiro Michel. ‘ Quem não lembra? Foi juntamente com o João Marcos e Heleno, membro do ‘trio de ferro’ que ficou marcado no time de 2009 que subiu para a série A. Era o volante-volante, e talvez, o maior ‘ladrão’ de bolas que eu já vi com a camisa alvinegra. Foi campeão cearense em 2011 e 2014.

Richardson – Ao contrário do Michel Guerreiro, foi um volante extremamente moderno. Estava no time que subiu em 2017, e foi um dos volantes mais regulares na série A. Vestiu o manto alvinegro em 145 jogos. Entre os prêmios individuais, ganhou o Troféu Verdes Mares de melhor volante dois anos seguidos (’17 e ’18). Foi Bicampeão cearense 2017-2018.

Ricardinho – O ‘maestro alvinegro’, que vestiu o manto em mais de 250 jogos, foi eleito melhor meia-direita do campeonato cearense 2013 e 2015, e melhor meio campista da copa do nordeste em 2014. Além de ter sido campeão invicto da copa do nordeste em 2015, naquela campanha impecável, sendo titular absoluto e fundamental, fazendo gols decisivos.


No Ataque:

Mota – O campeão da tríplice coroa pelo Cruzeiro em 2003, o jogador que nunca saí da moda – referência à música criada pela torcida – e é ‘torcedor jogador’, é unanimidade em qualquer melhores de todos os tempos. Camisa nove, frio e calculista na pequena área, além da raça e entrega a cada jogo. Torcedor declarado do vozão foi quatro vezes campeão cearense (1998, 2002, 2012 e 2013) e subiu para série A com o CSC em 2009, sendo uma das peças principais naquele time. Destacou-se no inicio de sua carreira naquele, talvez, melhor ataque nos últimos tempos, junto com Sergio Alves e Iarley.

Sergio Alves – O maior artilheiro do Brasil em 2001 pelo Ceará, e maior ‘carrasco’ do rival em clássicos-rei, não poderia está fora desse time. Atuou em mais de 500 jogos pelo alvinegro, e é atualmente o 3ª maior artilheiro da história do CSC. Foi vice-campeão da Copa do Brasil em 1994 pelo próprio Ceará, e foi jogador fundamental naquela épica campanha. Foi campeão cearense quatro vezes (1993, 1996, 1997, 2002). É unanimidade em toda torcida como um dos maiores ídolos de todos os tempos.

Magno Alves – Grande ‘magnata’ que em 2017 conseguiu alcançar a incrível marca de 100 gols com a camisa do Ceará e ser o 5ª maior artilheiro da história do CSC. Foi campeão cearense três vezes (2013, 2014, 2017) e campeão invicto da Copa do Nordeste em 2015. Foi artilheiro do Brasil em 2014 jogando pelo vozão.


Colaborou com essa série espetacular de times dos sonhos o nosso colega Wolp (@wolpalex).

Categorias:esporte, futebol, Time dos Sonhos

Marcado como:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.