esporte

Time dos Sonhos – Futebol #19 – Tokyo Verdy 1969 Football Club

Hoje vamos falar sobre o time que mais contribuiu para o crescimento do futebol japonês e não é o Kashima Antlers como os brasileiros sempre dão crédito, Mas ao Tokyo Verdy. Claro que a maior referência é ao time mais vencedor da história do futebol japonês.

Dando uma pitada de história, o Yomiuri FC (que em 1992 com a fundação da J. League se tornou Verdy Yomiuri Kawasaki e atualmente é o Tokyo Verdy 1969 FC) é o time que mais venceu a liga japonesa (que antes da J. League se chamava Japan Soccer League) e também o primeiro time japonês a vencer a Champions da Ásia, em 1987.

Esse time referência é o time que foi Bi-campeão nas 2 primeiras temporadas da J. League em 1992 e 1993, mas que já tinha vencido a JSL em 1990 e 1991, ou seja, foi tetracampeão japonês na sua época.

Vamos então ao time histórico, no tradicional 4-4-2:

No Gol:

Shinkichi Kikuchi – goleiro do time da capital desde 1987 e com 280 partidas disputadas com a camisa Verdy até 2001. Jogou também na seleção japonesa.


Na Defesa:

Ko Ishikawa – lateral Nipo-Boliviano e que antes de jogar na J. League passou por Terra-Brasilis, era rápido é preciso nos cruzamentos. Foi fundamental no bicampeonato da J. League.

Luiz Carlos Pereira – zagueiro brazuca que atuou por Bahia e Guarani, mas se consagrou na zaga bicampeã de Tokyo.

Tetsuji Hashiratani – foi um baita zagueiro, mas também jogava de volante. Tão bom que era titular e capitão da seleção japonesa. Encerrou a carreira com 72 jogos pela seleção nacional com um título da Copa da Ásia e 2 títulos nacionais com o Verdy.

Tadashi Nakamura – lateral da base do Yomiuri FC e que foi titular tanto do Verdy quanto da seleção nacional. Inclusive, jogou a inesquecível eliminatória para a Copa de 98, a primeira dos Samurai Blue na história.


Na Meiúca:

Tsuyoshi Kitazawa – o cabeludo meia que foi titular durante 11 anos do Verdy e 8 do time nacional era um exemplo de raça e dedicação em campo. Jogou 58 partidas na seleção japonesa e foi titular durante toda a dramática campanha de classificação ao primeiro mundial do time Japonês. Era um dos membros da espinha dorsal desse time maravilhoso. Infelizmente foi cortado do mundial da França junto com Kazu Miura…

Mboma – o único membro de fora daquela base da seleção japonesa da época. Mas o camaronês dispensa comentários. Titular absoluto da seleção africana, foi se aventurar na terra do sol nascente.

Bismarck – quem se esquece do camisa 10 de Lazaroni na Copa de 90? Na seleção da Era Dunga? Depois do fracasso, ele foi pra Tokyo liderar o time mais vitorioso da história do time. Quase se naturalizou japonês pra jogar na seleção na época. Foi o cérebro que ao lado do Ruy Ramos marcou época no futebol japonês

Ruy Ramos – brasileiro naturalizado japonês. Cabeludo, magrelo e desengonçado… mas um craque na armação das jogadas, tanto que foi titular da seleção ao lado dos seus companheiros da espinha dorsal do Verdy. Jogou 32 partidas como um Samurai Blue


No ataque:

Nobuhiro Takeda – outro titular do time nacional que fez história em Tokyo. Era oportunista e foi o melhor é maior companheiro de ataque do monstro e mito Kazu. Tem 110 gols com a camisa verde da capital.

Kazuyoshi “Kazu” Miura – Mito! Monstro! Lenda! O maior da história do futebol japonês, que aprendeu jogando no Juventus da Mooca e se destacou no XV de Jaú isso mesmo, no interior de São Paulo), passando ainda pelo Santos antes de voltar ao Japão e se consagrar na sua terra. Se para os Brasileiros e os torcedores de Saitama (casa do Kashima Antlers), Zico foi o responsável pelo desenvolvimento do “Sakka” (Soccer em Japonês), para os japoneses o ícone dessa revolução é Kazu. Ainda hoje aos 52 anos de idade está na ativa, jogando pelo Yokohama FC da J-2, a segunda divisão do futebol japonês. Ainda chegou a disputar o mundial de Futsal de 2012. É o maior craque que já vestiu a camisa do Verdy. Foi decisivo na grande final contra o Kashima Antlers na primeira edição da J. League.


Menção honrosa a outros craques brasileiros que vestiram a camisa Verdy, nomes como Amoroso, Bentinho, Hulk, Edmundo, Washington “Coração Valente” e os japoneses Masakiyo Maezono e Naoki Soma.


Depois de muitas transmissões na TV Cultura e anos acompanhando o Verdy através de jornais e internet o nosso Japa, Nozu (@rnozuma), escreveu a sua admiração pelo maior clube japonês nessa série de times dos sonhos.

Categorias:esporte, futebol, Time dos Sonhos

Marcado como:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.