Uncategorized

‘Rivalidades’ – Futebol (Seleções)

Texto #17 da série ‘Rivalidades’. O último envolvendo o esporte bretão, agora com os países.

O que não seria do futebol sem as nações disputando o prêmio máximo do esporte: a Copa do Mundo? Ou com os torneios do continente, que acabam saindo algumas faíscas e momentos inesquecíveis?

Jogos entre seleções ganham outra atmosfera por ‘unir’ torcidas de clubes em prol da sua seleção favorita (seja por patriotismo ou apreço por alguma ‘escola’ do futebol).

Hoje, novo ranking para falar dos clássicos entre os países no futebol. Foram separados 15 confrontos, com pelo menos um de cada continente.

Começando por…

#15 – Austrália x Nova Zelândia

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Separados pelo mar e por continentes (a Austrália participa das competições asiáticas), as seleções tem rivalidade. Certo que o esporte que gera mais tensão entre os países é o rúgbi, onde são potências. No futebol, são os únicos países a disputarem o Mundial e são as maiores campeãs da Oceania. No geral, os Wannabies tem amplo domínio (38 vitórias, 11 empates e 13 derrotas).

#14 – Japão x Coreia do Sul

Seleções mais fortes da Ásia, japoneses e coreanos se enfrentam desde 1954. A equipe do Sol Nascente tem vantagem em número de títulos locais (4 Copas da Ásia contra 2 da Coreia), mas em compensação, os coreanos tem o melhor resultado* da história das Copas para um país asiático (4º lugar em 2002) e no confronto direto onde tem grande vantagem (41 vitórias, 23 empates e 14 derrotas).

#13 – México x Estados Unidos

Rivais de longa data na CONCACAF, a rixa entre mexicanos e americanos vai além das quatro linhas. Dentro de campo, as seleções alternam as conquistas da Copa Ouro e eram figuras carimbadas dos Mundiais (EUA ficou fora em 2018). No duelo de maior relevância entre os vizinhos, pelas oitavas-de-final da Copa de 2002, os americanos avançaram ao vencer por 2×0.

Já na última decisão da Copa Ouro, em Chicago, os mexicanos não tiveram conhecimento e venceram por 3×0, afundando ainda mais o seu rival.

#12 – Irã x Iraque

Um jornal da Malásia, o Maily Mail, disse que ‘emoções são sempre altas quando Irã e Iraque se encontram em um campo de futebol’. A rixa entre os países não é no campo. Vai além quando se fala em religião e história. O ápice veio pela guerra entre os países, durante o período de Saddam Hussein que durou 8 anos.

São apenas 29 jogos entre os países, com vantagem iraniana (16 vitórias, 6 empates e 7 derrotas).

#11 – Inglaterra x Escócia

Mais uma correção: esse é o duelo mais antigo do futebol. São 147 anos de história, apesar de nunca ter sido disputado em um Mundial. Os inventores do futebol tem amplo domínio contra seus vizinhos, mas um episódio de superação ficou gravado na memória dos escoceses. Em 1977, na invasão de Wembley, a Escócia venceu de virada por 2×1. A torcida invadiu o gramado para festejar e teve até torcedor no vestiário, tamanha a festa em território inglês.

#10 – Argélia x Egito

Clássico do norte africano. Argelinos e egípcios travaram duelos que ficaram na história entre os países, sobretudo no ano de 2009 onde a rivalidade voltou a tona após os incidentes nas qualificatórias para o Mundial de 1990 (onde o Egito levou a melhor). O meia-atacante do Egito na época, Ayman Younes, disse em entrevista que ‘era uma batalha, não uma partida de futebol’, quando se referia aos jogos contra a Argélia.

#9 – Alemanha x Holanda

Tudo começou em 1974. Os holandeses não guardam boas recordações dos alemães desde a Segunda Guerra Mundial, onde a Alemanha ocupou o país durante esse período. Na Copa do Mundo, as duas seleções fizeram a final onde a Alemanha Ocidental levou a melhor ao parar o carrossel holandês, por 2×1.

Desde então, foram 44 duelos entre os times (sendo 14 em competições oficiais) e há certo equilíbrio (16 vitórias alemãs, 16 empates e 12 vitórias holandesas).

#8 – Alemanha x Inglaterra

Duas escolas tradicionais e com história. O primeiro grande embate veio na final da Copa de 1966, onde deu Inglaterra com um gol que até hoje não tem a certeza se a bola realmente cruzou toda a linha ou não. A vingança veio no México, com a vitória alemã por 3×2 nas quartas-de-final. Em 1990, os alemães venceram novamente, agora nos pênaltis (e seria tricampeão do mundo). Em 1996, com a Eurocopa disputada em território inglês, deu Alemanha. O último grande momento a favor da Inglaterra veio nas eliminatórias para a Copa de 2002, onde venceu por 5×1 (maior goleada do confronto).

Já a última lembrança não é das melhores para o English Team. Após não ter um gol claríssimo marcado, o time viu Thomas Miller brilhar na goleada alemã por 4×1 nas oitavas da Copa de 2010. Gary Lineker disse uma vez que ‘futebol é uma coisa simples: 22 homens perseguindo uma bola por 90 minutos e no fim, a Alemanha vence’.

#7 – França x Itália

Seis mundiais em campo, cinco encontros em Copas, sendo uma decisão de título. França e Itália se intensificou em 1998 e 2000, onde os franceses levaram a melhor e sagraram campeões mundiais e europeus. A vingança da Azurra veio em 2006, quando fez da última partida de Zinedine Zidane ficar marcada pela cabeçada em Materazzi. Vitória nos pênaltis para se sagrar tetracampeã do mundo.

#6 – Itália x Alemanha

Outro duelo gigante do futebol. Somados, são as seleções com mais finais de Copa do Mundo disputadas (14 ao todo), além de decidirem o Mundial de 1982 (vitória italiana). Um duelo marcante entre eles aconteceu em 1970, na semifinal da Copa que ficou conhecida como o jogo do século. Franz Beckenbauer jogando com o ombro deslocado, viradas e vitória épica da Itália, na prorrogação, por 4×3. Os Azurri também colecionam grandes momentos como a classificação para a final de 2006, ao derrotar os donos da casa nos minutos finais da prorrogação e em 2012, com Mario Balotelli classificando a Itália para a final da Euro.

Para a seleção alemã a situação fica mais delicada quando no histórico, as vitórias só vieram em amistosos. Ou seja, em confrontos oficiais, o máximo que conseguem é empatar (e dos empates, em apenas uma a Alemanha venceu nos pênaltis). É um domínio total da Itália.

#5 – Brasil x Itália

5 Jul 1982: Zico (left) of Brazil and Claudio Gentile of Italy mark each other during the World Cup Second Round match at the Sarria Stadium in Barcelona, Spain. Italy won the match 3-2. \ Mandatory Credit: Allsport UK /Allsport

Duelo entre seleções que valia o primeiro tri-campeão do Mundo e a entrega definitiva da taça Jules Rimet ao vencedor. No México, a máquina de 1970 passou o carro na decisão, 4×1. Em 1982, aquela que é considerada a maior seleção já montada pelo Brasil. No último jogo do quadrangular, era só não perder dos italianos que a vaga na fase seguinte era nossa. Só esqueceram de combinar com Paolo Rossi. Em 1994, o duelo que valia para descobrir o primeiro tetracampeão, nos Estados Unidos. A cobrança de Roberto Baggio ficou gravada na memória dos brasileiros e encerrou o jejum sem conquistas de Copa. É TETRA! É TETRA! É TETRA!

Por esses ingredientes que fazem de um Brasil x Itália um clássico mundial.

#4 – Alemanha x Argentina

São ‘apenas’ três finais de Copa do Mundo e duelo carimbado nas fases mata-mata. Alemanha x Argentina é aquele jogo que o mundo pára. Final de 1986, onde a defesa alemã neutralizou Maradona até o finalzinho do jogo e o craque argentino foi o garçom do gol do título no México. A vingança em 1990, coroando Beckenbauer (campeão mundial como jogador e técnico). Em 2006, vitória nas quartas-de-final diante da que poderia ser a melhor Argentina dos últimos anos nos pênaltis. Em 2010, chocolate na África do Sul acabando com os comandados de Maradona. E a grande final da Copa de 2014, onde Mario Gotze fez o gol no segundo tempo da prorrogação diante do time de Messi.

#3 – Argentina x Inglaterra

Ilhas Malvinas. A guerra entre argentinos e ingleses por território onde os europeus venceram em 1982. Quatro anos mais tarde, as quartas-de-final da Copa do México entre os países. Nesse jogo, Diego Armando Maradona foi eternizado no futebol. Foram dois gols: um conhecido como ‘la mano de Dios’ e o outro uma pintura. O orgulho argentino diante da Inglaterra foi recuperado. Em 1998, o duelo valeu pelas oitavas-de-final. David Beckham acabou expulso na vitória dos hermanos nos pênaltis. Na fase de grupos de 2002, a Inglaterra devolveu o favor vencendo com gol do camisa #7 na vitória por 1×0. Resultado que ajudou em uma improvável eliminação da Argentina nessa fase.

#2 – Argentina x Uruguai

Argentinian football player Lionel Messi at the friendly football match between Argentina and Uruguay at the Bloomfield stadium in Tel Aviv on November 18, 2019. Photo by Flash90 *** Local Caption *** éãéãåú îùç÷ àøâðèéðä àåøåâååàé ëãåøâì îñé

O clássico do Rio de la Plata. Há na Argentina que considere seu vizinho uruguaio seu maior rival. As seleções tem história desde o primeiro mundial disputado em 1930, onde decidiram o título (vitória celeste, 4×2). Antes, foi nesse clássico que surgiu o gol olímpico, que foi marcado por Cesáreo Onzari nas olimpíadas de 1924. Em 1928, o bicampeonato olímpico veio contra os argentinos. O confronto aconteceu no Egito, o primeiro a ser realizado fora do continente sul-americano. Outro fator é na Copa América, onde os vizinhos tem domínio da competição, mesmo que nunca tenham feito uma final entre si.

Uruguai e Argentina é o duelo com maior número de jogos entre seleções (147) e a vantagem é bem favorável aos bianco-celestes (89 vitórias, 46 empates e 59 derrotas).

#1 – Brasil x Argentina

E fechando com o maior de todos os clássicos entre seleções. Aquelas que são reconhecidas pelo mundo por ser celeiro de nomes históricos como Pelé, Maradona, Garrincha, Goycochea, Taffarel, Batistuta, Romário, Mário Kempes, Ronaldo, Sorín, Roberto Carlos, Javier Zanetti, Cafu, Crespo, Ronaldinho, Messi, Rivaldo, Ortega… Nomes que se forem citados aqui, ficaria maior ainda esse texto.

Não dá para não citar o Clássico do Atlântico sem falar da batalha de Rosário, do show brasileiro na Espanha e expulsão do Maradona, Caniggia acabando com o Brasil em 1990, a vitória no amistoso no Maracanã antes do Mundial de 1998, os três gols de Ronaldo no Mineirão, as finais de Copa das Confederações e Copa América… A lista é longa e não tem como negar que Brasil x Argentina é especial.

Algum outro confronto merecia espaço neste texto? Deixe nos comentários.

A série ‘Rivalidades’ fará uma pausa e só retornará na segunda-feira, com os clássicos da NFL. Até lá.

Categorias:Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.