esporte

MLB 2020 – Prévia AL East


Uma divisão que promete ser um monólogo. A volta de um time ‘raiz’ e os demais, com exceção de apenas um, que podem surpreender de alguma forma mesmo que pequena.

Baltimore Orioles


Campanha em 2019: 54-108 (último colocado da AL East)
Primeiro ano com a nova direção, agora sob batuta de Mike Elias e Brandon Hyde. Um time que em campo, teve alguns destaques individuais sendo a maior delas uma surpresa enorme em John Means. Austin Hays mesmo em intervalo curto de tempo, mostrou que livre das lesões tem um ótimo futuro. Anthony Santander se firmando ou campo externo, Hanser Alberto um terror contra pitcher canhoto e Trey Mancini em sua melhor forma. Baltimore também se mostrou o time das façanhas, com um jogador de campo indo para o montinho e conseguir um save (algo inédito na história da MLB). Para 2020, as perspectivas eram semelhantes, não fosse um câncer de cólon aparecer na vida de Mancini. Está fora da temporada.

Estatística positiva em 2019
Não fosse por Villar, não teria nada a ser citado. Terceiro melhor WAA entre os 2B (1.2)

Estatística negativa em 2019
Manteve a escrita de 2018 quanto a Home Runs cedidos (305), sendo quase 2 a cada nove entradas (1.9).

Só para não dizer que é tank escancarado
Time que menos gastou e o mais tardio a anunciar um reforço, ao menos foi em uma posição onde não há uma unanimidade desde 2016. Trata-se de Jose Iglesias, shortstop livre no mercado e conhecido por sua defesa.

A considerar: Kohl Stewart (RHP), Wade LeBlanc (LHP) e Tommy Milone (LHP)

Úoti?


Em uma manobra controversa, Jonathan Villar foi colocado na lista dos dispensáveis para dar prosseguimento ao rebuild. O problema foi que o 2B vem da sua melhor temporada da carreira e foi para um time em situação parecida.

A considerar: Dylan Bundy (RHP), Mark Trumbo (OF/DH) e Aaron Brooks (RHP)

Campanha projetada (via fangraphs): 21-39 (tem dúvida de quem será o #1 do próximo draft?)

IL (Injured List): Trey Mancini (1B/OF), Richie Martin (SS) e Dwight Smith Jr (OF)

– Lineup
Austin Hays (OF)
Jose Iglesias (SS)
Anthony Santander (OF)
Renato Nuñez (DH)
Chris Davis (1B)
Hanser Alberto (2B)
Rio Ruiz (3B)
Pedro Severino (C)
DJ Stewart (OF)

Rotação
John Means (LHP)
Alex Cobb (RHP)
Wade LeBlanc (LHP)
Asher Wojciechowski (RHP)
Tommy Milone (LHP)

Bullpen
Mychal Givens (RHP)
Richard Bleier (LHP)
Hunter Harvey (RHP)
Miguel Castro (RHP)
Paul Fry (LHP)
Shawn Armstrong (RHP)
Tanner Scott (LHP)
Cody Carroll (RHP)
Cole Sulser (RHP)
Kohl Stewart (RHP)
David Hess (RHP)

Prospecto a ser observado: Ryan Mountcastle (1B/OF – Prospecto #94 do top 30 da franquia pela MLB Pipeline)


Ganhou destaque em 2019 com sua força no bastão e o prêmio de MVP da AAA, com Luis Robert entre os candidatos. Treinando para atuar no OF no futuro, deve fazer sua estreia na MLB ainda esse ano.

Boston Red Sox


Campanha em 2019: 84-78 (terceiro colocado da AL East)
Campeão em 2018, entrou de ‘ressaca’ no último campeonato. Ressaca essa que durou praticamente todo o ano de 2019. Alguns talentos individuais mantendo suas médias (Mookie Betts), a perda da sua grande estrela no montinho por boa parte da temporada (Chris Sale) e dois atletas em ano de breakout: Rafael Devers e Xander Bogaerts. Com muitos questionamentos sobre a direção da equipe e o fim medíocre da temporada, o sinal foi ligado e Dave Dombrowski foi demitido para a chegada de Brian O’Halloran. Com o escândalo de sinais exposto, muitos acreditavam que Boston se beneficiou e usou da mesma estratégia. A investigação se arrastou, mas foi declarada uma punição branda para a equipe com a perda de uma escolha de segunda rodada no último draft. Sem Alex Cora, demitido após seu envolvimento no caso em Houston, Boston chacoalhou o mercado em 2020.

Estatística positiva em 2019
Time com mais rebatidas na AL (1554) e duplas (354), além do top 5 em walks (590), aproveitamento no bastão (.269), OBP (.346), slugging (.466), OPS (.806) e OPS+ (107)

Estatística negativa em 2019
Problemas com o zona de strike. Boston foi o que mais cedeu ‘passe livre’ para os adversários na AL (605)

Vai ter espaço para jogar


Boston investiu ‘pouco’ para um time de mercado grande. A principal aquisição chegou depois de uma longa novela. Alex Verdugo, ex-Dodgers, chega após seu primeiro ano com mais de 100 jogos na MLB e com belo potencial (mas para cobrir a ausência do antecessor, é outra história).

A considerar: Martin Perez (LHP), Kevin Pillar (OF), Mitch Moreland (1B), Jose Peraza (SS), Kevin Plawecki (C), Josh Osich (LHP), Marco Hernandez (3B) e Collin McHugh (RHP)

Renovou com o cara certo, será?
Desde 2016 no top-10 na votação para MVP, gold glove quatro vezes e em outras três silver slugger, Mookie Betts agora está de casa nova, pois sua pedida não foi atendida em Boston para estender seu vínculo. Troca que dividiu bastante opiniões.

A considerar: Rick Porcello (RHP), David Price (LHP), Brock Holt (2B), Steven Wright (RHP), Steve Pearce (1B), Jhoulys Chacin (RHP), Andrew Cashner (RHP) e Sandy Leon (C)

Campanha projetada (via fangraphs): 31-29 (há vida pós-Betts)

IL (Injured List): Dustin Pedroia (2B), Eduardo Rodriguez (LHP), Chris Sale (LHP) e Darwinson Hernandez (LHP)

– Lineup
Andrew Benintendi (OF)
Rafael Devers (3B)
Xander Bogaerts (SS)
J.D. Martinez (DH)
Mitch Moreland (1B)
Christian Vazquez (C)
Alex Verdugo (OF)
Jose Peraza (2B)
Jackie Bradley Jr (OF)

Rotação
Nathan Eovaldi (RHP)
Martin Perez (LHP)
Ryan Weber (RHP)
Brian Johnson (LHP)
Matt Hall (LHP)

Bullpen
Brandon Workman (RHP)
Matt Barnes (RHP)
Josh Taylor (LHP)
Marcus Walden (RHP)
Heath Hembree (RHP)
Ryan Braiser (RHP)
Jeffrey Springs (LHP)
Austin Brice (RHP)
Colten Brewer (RHP)
Kyle Hart (LHP)
Chris Mazza (RHP)

Prospecto a ser observado: Bobby Dalbec (3B/1B – Prospecto #3 do top 30 da franquia pela MLB Pipeline)


Mais um que está galgando nas ligas menores, mas ainda não estreou no time principal. Conhecido por sua força, chamou a atenção não só na MiLB (59 HRs nos últimos dois anos somados) como no último Spring Training. Em uma posição onde não há unanimidade, tem caminho livre para cravar seu espaço em Boston.

New York Yankees


Campanha em 2019: 103-59 (campeão da AL East; eliminado na ALCS)
Parecia um daqueles anos atípicos. Muitos lesionados, time recorrendo a farm para preencher espaços e o mais incrível: todos produzindo em momentos-chave. Nova York não deu margem para erro e se classificou sem sustos. DJ LeMahieu encaixou na equipe e se mostrou um excelente investimento. Bullpen seguro e rotação passando por altos e baixos. A varrida na ALDS foi justa. Mas na decisão da AL, uma eliminação polêmica contra o Astros interrompeu o sonho da 28ª conquista e estabeleceu uma marca negativa: foi a primeira década completa, desde a fundação da equipe, que o Yankees não disputou a World Series. Após a temporada, CC Sabathia se despediu do montinho.

Estatística positiva em 2019
O time que mais anotou corridas na AL (943) e ficou a um Home Run de igualar o recorde do Twins (306)

Estatística negativa em 2019
O WAA foi o terceiro melhor da AL (15.0), porém o número é inflado pelos não-arremessadores. Os pitchers como um todo não contribuíram para um melhor sucesso da equipe (0.4)

Chance de ouro pela #28
Precisando de um reforço para uma boa rotação, NY voltou as ‘origens’ e contratou Gerrit Cole por valores exorbitantes. Na melhor fase da carreira e torcedor da equipe na infância, o camisa #45 chega para capitanear a rotação por bastante tempo.

A considerar: Brett Gardner (OF)

Sem espaço


Foi uma ótima estadia no Bronx e um grand slam que está vivo na memória recente da torcida Yankee. Didi Gregorius vai integrar o Phillies de Joe Girardi onde terá oportunidade para jogar, algo que em NY ficou estreito.

A considerar: Edwin Encarnacion (1B/DH), Dellin Betances (RHP), Austin Romine (C) e Cameron Maybin (OF)

Campanha projetada (via fangraphs): 34-26 (sem surpresas no topo da divisão)

IL (Injured List): Luis Severino (RHP), Masahiro Tanaka (RHP) e Aroldis Chapman (LHP)

– Lineup
DJ LeMahieu (2B)
Aaron Judge (OF)
Gleyber Torres (SS)
Giancarlo Stanton (DH)
Aaron Hicks (OF)
Gary Sanchez (C)
Luke Voit (1B)
Brett Gardner (OF)
Giovanny Urshela (3B)

Rotação
Gerrit Cole (RHP)
James Paxton (LHP)
J.A. Happ (LHP)
Jordan Montgomery (LHP)
Jonathan Loaisiga (RHP)

Bullpen
Zack Britton (LHP)
Adam Ottavino (RHP)
Tommy Kahnle (RHP)
Chad Green (RHP)
Jonathan Holder (RHP)
Ben Heller (RHP)
Tyler Lyons (LHP)
Brooks Kriske (RHP)
Michael King (RHP)
Luis Cessa (RHP)

Prospecto a ser observado: Clarke Schmidt (RHP – Prospecto #88 do top 100 da MLB Pipeline)


Arremessador que era considerado o melhor de sua divisão universitária no ano em que estava elegível no draft. Tem subido as classes nas ligas menores de NY, chegando a AA em 2019. Com arsenal bem lapidado, pode contribuir vindo do bullpen ou até mesmo integrando a rotação em uma emergência.

Tampa Bay Rays


Campanha em 2019: 96-66 (segundo colocado da AL East; eliminado na ALDS)
Após reinventar a rotação com a adição do opener, Tampa novamente chocou o mundo do beisebol. Sem uma folha salarial alta, com jogadores em contratos curtos, prospectos que precisavam de afirmação, uma aquisição que se mostrou ótima em Charlie Morton, Tyler Glasnow em ótimo ano (até se machucar) e um corpo de relievers que descobriu um Emilio Pagan que ninguém havia visto. Foi guerreiro na ALDS, quase conseguindo uma virada improvável contra Houston. Agora, chega para 2020 com a melhor farm do beisebol e quase a mesma base de 2019. Jamais subestime essa franquia.

Estatística positiva em 2019
O equilíbrio foi peça-chave, mas o corpo de arremessadores foi exemplar. Menor ERA (3.65), FIP (3.65), o que menos cedeu HRs (181), segundo em rebatidas (1274) e corridas cedidas (656), terceiro em strikeouts (1621) e quarto em walks (453)

Estatística negativa em 2019
Não ficou conhecido por sua força no bastão, sendo o quarto pior em HRs (217)

よし (Yoshi, em japonês)


Com carreira sólida na NBP, Yoshitomo Tsutsugo chega para dar sangue novo no ataque do Rays. Bastão muito bom e com ótimas estatísticas defensivas, mostra um grande cartão de visitas. Se não demorar a se adaptar na MLB, será uma baita contratação.

A considerar: Hunter Renfroe (OF), Manuel Margot (OF) e Jose Martinez (1B)

Mais uma troca de sucesso?
Um campeonato e meio na Flórida e Tommy Pham, apesar das falas em respeito a torcida local, não comprometeu e manteve sua escrita de jogador consistente. Foi negociado no momento ideal?

A considerar: Jesus Aguilar (1B), Guillermo Heredia (OF), Avisail Garcia (OF), Travis d’Arnaud (C), Matt Duffy (3B), Eric Sogard (2B), Emilio Pagan (RHP) e Austin Pruitt (RHP)

Campanha projetada (via fangraphs): 33-27 (esse filme é conhecido…)

IL (Injured List): Randy Azoarena (OF) e Austin Meadows (OF)

– Lineup
Yoshitomo Tsusugo (DH)
Yandy Diaz (3B)
Ji-Man Choi (1B)
Hunter Renfroe (OF)
Brandon Lowe (2B)
Willy Adames (SS)
Kevin Kiermaier (OF)
Manuel Margot (OF)
Mike Zunino (C)

Rotação
Charlie Mortin (RHP)
Ryan Yarbrough (LHP)
Blake Snell (LHP)
Tyler Glasnow (RHP)
Trevor Richards (RHP)

Bullpen
Nick Anderson (RHP)
Diego Castillo (RHP)
Jose Alvarado (LHP)
Chaz Roe (RHP)
Oliver Drake (RHP)
Colin Poche (LHP)
Peter Fairbanks (RHP)
Aaron Loup (LHP)
Andrew Kittredge (RHP)
Jalen Beeks (LHP)
Yonny Chirinos (RHP)

Prospecto a ser observado: Wander Franco (SS – Prospecto #1 do top 100 da MLB Pipeline)

ST. PETERSBURG, FL - SEP 28: 2017 top international signee Wander Franco of the Rays hustles over to second base during the Florida Instructional League (FIL) game between the FIL Braves and FIL Rays on September 28, 2017, at Tropicana Field in St. Petersburg, FL. (Photo by Cliff Welch/Icon Sportswire via Getty Images)


Um garoto de apenas 19 anos e com potencial imenso, sendo comparado a lendas como Mickey Mantle e Chipper Jones no bastão por ser switch-hitter. Infielder com ótimo ataque e boa defesa, caso se confirme todas as projeções que os analistas cravam, é um shortstop para fazer carreira longa no esporte.

Toronto Blue Jays


Campanha em 2019: 67-95 (quarto colocado da AL East)
Após a ‘era Gibbons’, Toronto inciava uma nova escrita. Não só no comando, mas também em campo. Uma das maiores promessas entre os prospectos, Vladimir Guerrero Jr estreou na MLB, mas sem causar o impacto que se esperava. Isso coube a outro jogador: Bo Bichette. Cavan Biggio também subiu e deixou boa impressão. Foi o alívio de uma campanha ruim, na qual os canadenses não ficavam entre os cinco piores desde 1996. A renovação continuou e peças pontuais chegaram.

Estatística positiva em 2019
Efeito molecada: Bo Bichette impulsionou os SS em WAA (2.0), em cenário semelhante ao que aconteceu em SD. Mesmo com o ataque abaixo da crítica, foi top 5 em HRs (247)

Estatística negativa em 2019
Pior em aproveitamento no bastão (.236) e rebatidas (1299) e o segundo pior em OBP (.305)

너의 문제는 끝났다 (seus problemas acabaram, em coreano)


Vindo de duas temporadas produtivas, Hyun-Jin Ryu assina para se tornar o novo ace de Toronto. Se saudável, será uma aquisição a ser bastante comemorada. Porém, a rotação precisa ajudá-lo a não se tornar uma ‘Ryudependência’.

A considerar: Tanner Roark (RHP), Travis Shaw (3B), Joe Panik (2B) e Shun Yamaguchi (RHP)

Press ‘F’ again for respect
Na franquia desde 2015, All-Star em 2017 e participante dos melhores momentos do Blue Jays na década, Justin Smoak se despediu da franquia nessa entressafra.

A considerar: Ryan Tepera (RHP), Luke Maile (C), Clay Buchholz (RHP) e Derek Law (LHP)

Campanha projetada (via fangraphs): 27-33 (que não queimem os meninos)

IL (Injured List): Brandon Drury (2B/3B/OF), Jonathan Davis (OF), Chase Anderson (RHP), Yennsy Diaz (RHP), Elvis Luciano (RHP), Hector Perez (RHP) e Wilmer Font (RHP)

– Lineup
Bo Bichette (SS)
Cavan Biggio (2B)
Lourdes Gurriel Jr (OF)
Vladimir Guerrero Jr (DH)
Travis Shaw (3B)
Randal Grichuk (OF)
Teoscar Hernandez (OF)
Rowdy Tellez (1B)
Danny Jansen (C)

Rotação
Hyun Jin-Ryu (LHP)
Matt Shoemaker (RHP)
Tanner Roark (RHP)
Trent Thornton (RHP)
Ryan Borucki (LHP)

Bullpen
Ken Giles (RHP)
Anthony Bass (RHP)
Shun Yamaguchi (RHP)
Sam Gaviglio (RHP)
Rafael Dolis (RHP)
Jordan Romano (RHP)
Thomas Pannone (LHP)
Jacob Waguespack (RHP)
Sean Reid-Foley (RHP)
A.J. Cole (RHP)
Anthony Kay (LHP)

Prospecto a ser observado: Nate Pearson (RHP – Prospecto #8 do top 100 da MLB Pipeline)


Apagou 2018 com méritos, fazendo do ano seguinte uma completa dominância no montinho. Com uma rotação em constante mudanças, tem grande possibilidade de conquistar seu espaço se mostrar que sua boa estadia nas ligas menores não foi obra do acaso.

Lineup, rotação, bullpen e lista de lesionados foram retiradas do site Roster Resource

*Texto corrigido às 11:21

Categorias:esporte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.